1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Saimon em 6/11/2016, 18:56

Data fictícia: final do mês 3

Circuito: Jacarepaguá

Extensão: 5,031 km (61 voltas / 306,891 km no total)


Comentários iniciais:

Situado na periferia do Rio de Janeiro, o circuito de Jacarepaguá, construído sobre o que restou de um mangue, é considerado de média velocidade. O traçado combina curvas de variados tipos, exigindo bastante aderência e downforce, com duas retas razoáveis, entre elas a longa Junção. Realizada em uma época de muito calor, a corrida é bastante desgastante, tanto para os pilotos como para os carros, especialmente para os pneus.

Traçado:



Condições Climáticas:

Treinos: ensolarado, 32 a 35°C, pista seca (nenhuma possibilidade de chuva)

Corrida: ensolarado, 34 a 37°C, pista seca (nenhuma possibilidade de chuva)


Prazo para envio dos formulários de corrida: 18:00h de 09/11/16 (quarta-feira)

Obs.: horário de Brasília. Enviar formulários de corrida por e-mail para: saimonbcruz@yahoo.com.br
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2012
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Treinos

Mensagem  Saimon em 6/11/2016, 18:57

1ª Sessão

Em uma tarde de sábado com sol de rachar no Rio de Janeiro, a F1 está de volta! E a categoria máxima vem com tudo, com muitas expectivas dos fãs. Foram várias mudanças durante o inverno europeu, muitas negociações entre as equipes e novidades nos cockpits e pitwall. Dentre as principais, temos o retorno dos lendários Giorgio Montone e Fernando Oliveira ao comando de suas equipes, após períodos de afastamento. Outra novidade é a volta de Daniel King para a Tyrant, após 3 anos no comando da Ferrari. Houveram mudanças nos fornecimentos de motores, sendo que a Savoia agora usa os motores TAG-Porsche, enquanto a Williams vem com o novo Ford-Cosworth turbo. Alguns carros vêm com novas cores, devido às mudanças de patrocinadores, sendo que Savoia e Fittipaldi retornam às suas cores tradicionais, o vermelho e o amarelo, respectivamente.
As equipes fazem os últimos ajustes nos carros enquanto a direção de prova já libera a pista para o primeiro carro tentar sua volta rápida.
O estreante Alex Caffi, correndo pela Project Four, é quem abre o treino. A equipe inglesa passou por várias mudanças. Novos (na verdade velhos) motores Alfa Romeo agora empurram o carro, que vem com cores novas. O preto e o branco entram no lugar do branco e vermelho da Marlboro, que vendeu sua parte na equipe e partiu para uma parceria com a Savoia. Caffi completa sua volta virando 1'30"997. A expectativa sobre o time não é das melhores, pois julga-se que a equipe perdeu muito na última janela de negociações, incluindo os pneus Goodyear, cuja vaga agora é ocupada pela Nürburg.
A equipe alemã que agora entra na pista com o novato Nannini. O time germânico abandonou seu projeto de motor e agora corre com propulsores da Zakspeed, preparadora de carros de corrida também alemã. O jovem italiano vira 1'27"930.
O japonês Nakajima é o próximo designado a entrar na pista. Piloto e equipe são novatos na F1. A francesa Collepin chega à F1 equipada com motores BMW e pneus Pirelli, mas parece não ter dado sorte neste início: Nakajima não consegue ir para a pista, enfrentando problemas mecânicos. Sua estréia oficial na F1 terá que aguardar mais um pouco.
Alliot entra na pista para sua volta. O francês retorna à F1 após um ano, agora correndo pela Project Four. Ele vira 1'30"577.
Streiff é outro que está de volta, correndo pela nova equipe Benetton. Na verdade a marca italiana de roupas comprou o espólio da Galaxy e, após patrocinar Savoia e Tyrant nos últimos anos, agora tem equipe própria. Streiff guia o carro colorido pelo circuito de Jacarepaguá e registra 1'28"286.
De Angelis vive um novo desafio. Na verdade um desafio forçado. Após passar um ano na Savoia e bater Alain Prost, o italiano não fazia parte dos planos de Giorgio Montone e teve seu contrato negociado com a Tyrant. Ao menos, livrou-se da pressão de um time grande, conduzindo agora o novo carro azul claro da equipe inglesa para marcar o tempo de 1'27"429. A Tyrant que agora conta com motores Renault, esperando maior durabilidade que os BMW utilizados na temporada passada.
Piquet segue na Williams, tentando em mais uma temporada levar a equipe inglesa ao título. Agora empurrado pelos motores Ford-Cosworth, o brasileiro vira 1'26"887.
Prost renovou seu vínculo com a Savoia, confiando na volta de Giorgio Montone para reeguer o time. O francês marca 1'26"614 com o novo carro vermelho e branco da scuderia italiana, equipado com motores TAG-Porsche. Melhor tempo até aqui.
Senna na pista. O atual campeão agora divide as atenções da imprensa brasileira com Nelson Piquet, após a saída de Emerson Fittipaldi, acidentando em Monza no ano passado. Senna vira apenas 1'28"067 e a Ferrari parece não ter conseguido encontrar o melhor acerto nesta volta de Fernando Oliveira ao comando da equipe.
Alboreto marca 1'26"376. Contente por renovar seu contrato com a Biscazzi, o italiano é o mais rápido até o momento.
Warwick registra 1'27"869 com seu Nürburg-Zakspeed. Bastante disputado no mercado, o britânico resolveu renovar com o time alemão.
Mansell faz 1'27"725 com a Ferrari. Treino bastante fraco da atual campeã de construtores.
Scheckter vira 1'26"491, segundo tempo. A Biscazzi domina por enquanto.
Palmer, agora pilotando a Arrows, registra 1'30"191. A equipe passou por maus bocatos neste início de ano, com problemas financeiros graves, e teve que fazer um grande esforço para estar aqui no Brasil. Espera-se que ao menos consiga fazer um bom papel na corrida de amanhã.
Martini entra na pista com o carro preto e amarelo da novata Minardi. A equipe italiana, que competiu muitos anos na F2, chega à categoria máxima do automobilismo querendo seu espaço. O carro 29 registra o tempo de 1'30"575.
Berger, após dois anos correndo pela Tyrant, estréia na Fittipaldi. O austríaco dá um passo importante em sua carreira e conduz o carro amarelo do time brasileiro para marcar o tempo de 1'26"706. A Fittipaldi este ano passa a ser impulsionada por motor próprio, desenvolvido por Nobuhiko Kawamoto na fábrica da equipe em São Paulo.
De Cesaris, remascente da Galaxy que agora virou Benetton, vira 1'28"129.
Capelli entra na pista. A Vector agora carrega novas cores, o branco e bordô, e o italiano registra 1'28"147. Espera-se que a equipe continue crescendo, agora equipada com motores BMW.
Baldi finalmente consegue colocar a Collepin na pista e vira 1'28"220.
Boutsen marca 1'26"457 e põe a Fittipaldi na segunda posição na tabela de tempos.
Moreno estréia pela Arrows virando 1'30"130.
Danner vira 1'30"840, pilotando pela novata Minardi.
Fabi agora é piloto da Vector. Assumindo a vaga de Johansson, que foi para a Williams, o italiano registra 1'27"997.
O sueco, pilotando a Williams número 27, vem para sua volta e faz 1'27"613.
Bellof, cujas boas performances pela Project Four atraíram o interesse de Giorgio Montone, estréia na Savoia virando 1'26"822. Acredita-se que a parceria com a TAG-Porsche também tenha influenciado na vinda do alemão.
Patrese faz 1'27"598 com a Rocca.
Brundle, agora piloto da Tyrant, vira 1'27"920.
Arnoux entra na pista para fechar a primeira sessão. Quem diria que uma Rocca um dia fecharia uma sessão de treino após ter vencido a corrida anterior? O clima é ainda de muita festa na equipe italiana. Arnoux vira 1'27"544 e fica com a nona posição.

Classificação - 1ª Sessão:

Michele ALBORETO (Biscazzi/Honda/Goodyear) 1'26"376
Thierry BOUTSEN (Fittipaldi/Fittipaldi/Goodyear) 1'26"457
Jody SCHECKTER (Biscazzi/Honda/Goodyear) 1'26"491
Alain PROST (Savoia/TAG-Porsche/Goodyear) 1'26"614
Gerhard BERGER (Fittipaldi/Fittipaldi/Goodyear) 1'26"706
Stefan BELLOF (Savoia/TAG-Porsche/Goodyear) 1'26"822
Nelson PIQUET (Williams/Ford-Cosworth/Goodyear) 1'26"887
Elio DE ANGELIS (Tyrant/Renault/Goodyear) 1'27"429
René ARNOUX (Rocca/Renault/Goodyear) 1'27"544
10º Riccardo PATRESE (Rocca/Renault/Goodyear) 1'27"598
11º Stefan JOHANSSON (Williams/Ford-Cosworth/Goodyear) 1'27"613
12º Nigel MANSELL (Ferrari/Ferrari/Goodyear) 1'27"725
13º Derek WARWICK (Nürburg/Zakspeed/Goodyear) 1'27"869
14º Martin BRUNDLE (Tyrant/Renault/Goodyear) 1'27"920
15º Alessandro NANNINI (Nürburg/Zakspeed/Goodyear) 1'27"930
16º Teo FABI (Vector/BMW/Pirelli) 1'27"997
17º Ayrton SENNA (Ferrari/Ferrari/Goodyear) 1'28"067
18º Andrea DE CESARIS (Benetton/BMW/Pirelli) 1'28"129
19º Ivan CAPELLI (Vector/BMW/Pirelli) 1'28"147
20º Mauro BALDI (Collepin/BMW/Pirelli) 1'28"220
21º Philippe STREIFF (Benetton/BMW/Pirelli) 1'28"286
22º Roberto MORENO (Arrows/Hart/Pirelli) 1'30"130
23º Jonathan PALMER (Arrows/Hart/Pirelli) 1'30"191
24º Pierluigi MARTINI (Minardi/Motori Moderni/Pirelli) 1'30"575
25º Philippe ALLIOT (Project Four/Alfa Romeo/Pirelli) 1'30"577
26º Christian DANNER (Minardi/Motori Moderni/Pirelli) 1'30"840
27º Alex CAFFI (Project Four/Alfa Romeo/Pirelli) 1'30"997
28º Satoru NAKAJIMA (Collepin/BMW/Pirelli) sem tempo

2ª Sessão

Após uma primeira sessão disputada, com sete carros andando dentro da casa de 1'26, começa a sessão de treino definitiva.
Caffi é o primeiro a entrar na pista, virando 1'30"333 e pulando para vigésimo quarto. Por enquanto o italiano vai conseguindo se classificar para a corrida.
Nannini faz 1'27"067 e coloca a Nürburg na oitava posição! Bela volta!
Nakajima consegue entrar finalmente na pista e registra 1'28"203, vigésimo tempo.
Alliot vira 1'29"856 e espanta o fantasma da não-qualificação, subindo para vigésimo segundo.
Streiff marca 1'28"153, subindo duas posições.
De Angelis registra 1'27"313, melhorando seu tempo, mas não a posição.
Piquet voa baixo e marca 1'25"980, sendo o primeiro a baixar da casa de 1'26. O brasileiro agora lidera o treino.
Prost faz 1'26"041, pulando para segundo.
Senna espalha para fora da pista no Girão. O brasileiro retorna, mas aborta sua volta. O campeão tem um péssimo início e irá largar lá atrás amanhã.
Alboreto erra na freada da Nonato e roda, indo parar na área de escape. O italiano, que liderou a primeira sessão, não consegue marcar tempo nesta segunda parte do treino.
Warwick vira 1'27"309 e sobe para nono. Belo treino da Nürburg!
Mansell faz 1'27"829 e não melhora seu tempo. Sábado para esquecer da Ferrari. Parece que tudo está dando errado nesta volta de Fernando Oliveira!
Scheckter registra 1'26"017, pulando para segundo.
Palmer marca 1'29"975, superando seu companheiro de equipe.
Martini espalha na Molykote e coloca duas rodas na grama. Sem ter como conseguir melhorar seu tempo, o italiano está fora da corrida.
E vejam só o que Berger faz: o míssil amarelo cruza a Junção, contorna as curvas com maestria e cruza a linha de chegada marcando o tempo de 1'25"702. Berger vai para o topo da tabela! Os fãs da equipe brasileira vibram muito nas arquibancadas cariocas!
De Cesaris vira 1'27"425 e pula para décimo primeiro. Bela volta do italiano!
Capelli registra 1'27"284, nono tempo! A equipes pequenas parecem estar afim de incomodar hoje!
Baldi marca 1'27"464, subindo para décimo terceiro. Os motores BMW vai empurrando as equipes pequenas para frente! O forte calor também ajuda os pneus Pirelli!
Boutsen vira 1'25"918 e pula para segundo. Neste momento vamos tendo uma primeira fila toda da Fittipaldi!
Já garantido na corrida, Moreno registra 1'30"063 e pouco melhora seu tempo.
Danner vira apenas 1'30"815. A Minardi não consegue se classificar para sua primeira corrida! Que pena!
Fabi faz 1'27"466, subindo para décimo quarto.
Johansson marca apenas 1'27"875 e não consegue melhorar seu tempo. Treino bastante ruim do sueco.
Bellof registra 1'26"801 e pouco melhora seu tempo, permanecendo em sétimo.
Patrese vira 1'26"849 e põe a Rocca na oitava posição.
Brundle faz 1'27"115, décimo tempo com a Tyrant.
Arnoux fecha o treino virando 1'27"373, ficando com a décima quarta posição.

Classificação - Final:

Gerhard BERGER (Fittipaldi/Fittipaldi/Goodyear) 1'25"702
Thierry BOUTSEN (Fittipaldi/Fittipaldi/Goodyear) 1'25"918
Nelson PIQUET (Williams/Ford-Cosworth/Goodyear) 1'25"980
Jody SCHECKTER (Biscazzi/Honda/Goodyear) 1'26"017
Alain PROST (Savoia/TAG-Porsche/Goodyear) 1'26"041
Michele ALBORETO (Biscazzi/Honda/Goodyear) 1'26"376
Stefan BELLOF (Savoia/TAG-Porsche/Goodyear) 1'26"801
Riccardo PATRESE (Rocca/Renault/Goodyear) 1'26"849
Alessandro NANNINI (Nürburg/Zakspeed/Goodyear) 1'27"067
10º Martin BRUNDLE (Tyrant/Renault/Goodyear) 1'27"115
11º Ivan CAPELLI (Vector/BMW/Pirelli) 1'27"284
12º Derek WARWICK (Nürburg/Zakspeed/Goodyear) 1'27"309
13º Elio DE ANGELIS (Tyrant/Renault/Goodyear) 1'27"313
14º René ARNOUX (Rocca/Renault/Goodyear) 1'27"373
15º Andrea DE CESARIS (Benetton/BMW/Pirelli) 1'27"425
16º Mauro BALDI (Collepin/BMW/Pirelli) 1'27"464
17º Teo FABI (Vector/BMW/Pirelli) 1'27"466
18º Stefan JOHANSSON (Williams/Ford-Cosworth/Goodyear) 1'27"613
19º Nigel MANSELL (Ferrari/Ferrari/Goodyear) 1'27"725
20º Ayrton SENNA (Ferrari/Ferrari/Goodyear) 1'28"067
21º Philippe STREIFF (Benetton/BMW/Pirelli) 1'28"153
22º Satoru NAKAJIMA (Collepin/BMW/Pirelli) 1'28"203
23º Philippe ALLIOT (Project Four/Alfa Romeo/Pirelli) 1'29"856
24º Jonathan PALMER (Arrows/Hart/Pirelli) 1'29"975
25º Roberto MORENO (Arrows/Hart/Pirelli) 1'30"063
26º Alex CAFFI (Project Four/Alfa Romeo/Pirelli) 1'30"333

27º Pierluigi MARTINI (Minardi/Motori Moderni/Pirelli) 1'30"575
28º Christian DANNER (Minardi/Motori Moderni/Pirelli) 1'30"815

Quebras/Acidentes:

Nakajima =($0)= ignição
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2012
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pilotos reclamando dos acertos

Mensagem  Saimon em 6/11/2016, 18:58

#1 Ayrton Senna
#2 Nigel Mansell
#3 Alain Prost
#4 Stefan Bellof
#25 Philippe Alliot
#26 Alex Caffi
#29 Pierluigi Martini
#30 Christian Danner
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2012
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Fernando.Oliveira em 6/11/2016, 19:13

Queeee cagada hein... preciso rever meus conceitos sobre os acertos...

Fernando.Oliveira

Mensagens : 46
Data de inscrição : 10/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Giorgio Montone em 6/11/2016, 19:19

Seria bem ruim e preocupante se eu não tivesse feito alguma cagada nos acertos. Considerando isso, foi bem animador.
avatar
Giorgio Montone

Mensagens : 98
Data de inscrição : 09/01/2013
Idade : 91
Localização : Modena

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Daniel King em 6/11/2016, 22:00

Na medida de nosso carro.
avatar
Daniel King

Mensagens : 338
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 97
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Rodrigo Rocca em 7/11/2016, 00:11

O oitavo do Patrese foi muito animador, mas eu sabia que o setup era bom, o Piquet ganhou com ele ano passado.

Chegamos nesse início de temporada sem estarmos prontos, ainda tem dois upgrades por vir, mas certamente não ter um engenheiro de motor fará um pouco de falta nos treinos de qualificação.
avatar
Rodrigo Rocca

Mensagens : 290
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 66
Localização : Catania, Itália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Daniel King em 7/11/2016, 08:27

Enviado. Very Happy
avatar
Daniel King

Mensagens : 338
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 97
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Lee James em 7/11/2016, 08:49

Vejamos se o Berger será capaz de ser o primeiro piloto a vencer pela Fittipaldi largando da pole após 11 temporadas completas. Por outro lado, as duas vitórias do Boutsen vieram em uma pole do companheiro e talvez isso explique o porquê de os "deuses da F1" terem interferido na Austrália haha. Melhor apostar as fichas no belga
avatar
Lee James

Mensagens : 284
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Corrida

Mensagem  Saimon em 14/11/2016, 14:26

E finalmente chega o tão esperado domingo no Rio de Janeiro. Vai começar a temporada 1986 da F1! O circuito de Jacarepaguá está lotado para ver os pilotos locais e a equipe Fittipaldi, mesmo com o forte calor que faz hoje. E como no ano passado, temos três brasileiros nas três primeiras posições do grid! Brasileiros na verdade contando os carros da equipe brasileira Fittipaldi, pilotados por Berger e Boutsen. O austríaco que vem com muita empolgação, estreando em uma equipe grande e obtendo sua primeira pole position logo de cara. Logo atrás dele, na terceira posição, parte o bicampeão Nelson Piquet, querendo obter mais uma vitória em seu país, como conquistou no ano passado.
O forte calor trará bastante dificuldades com relação aos pneus, fazendo as equipes optarem por estratégias mais conservadoras, utilizando os pneus duros, ou fazendo mais paradas. É previsto o mínimo de uma parada durante esta corrida. Inclusive já é sabido que veremos nesta temporada muito mais paradas de box que nos anos anteriores, dada a disponibilização pelos fornecedores de dois jogos de slicks macios por carro.
As condições climáticas também devem favorecer os pneus da Pirelli, que funcionam bem em temperaturas altas. Espera-se que os carros calçados com os pneus italianos partam pra cima logo no início da prova. Capelli, décimo primeiro no grid e melhor colocado com pneus Pirelli, prometeu vir com tudo.
A grande maioria dos pilotos optou por partir com pneus macios, exceção apenas dos Fittipaldi, Tyrant, Benetton, do Nürburg de Nannini e do Williams de Johansson. As estratégias de parada de cada um não foram divulgadas, já que as equipes não querem abrir para os concorrentes qual tática irão utilizar. Portanto, veremos durante a prova o que irá acontecer.
Neste momento os mecânicos fazem os últimos ajustes nos carros, posicionados no grid. A primeira fila é dominada pelos mecânicos de amarelo da Fittipaldi. Ao lado de Piquet, na segunda fila, parte o campeão de 84, Scheckter, com a Biscazzi. Prost, da Savoia, e Alboreto, na outra Biscazzi, saem na terceira fila. O atual campeão Ayrton Senna larga apenas em vigésimo. A Ferrari teve problemas para obter o melhor acerto do F186 e fez um péssimo treino. O outro Ferrari, de Mansell, larga em décimo nono.
Pois bem, a direção de prova ordena a saída dos mecânicos da pista e os carros partem para a volta de apresentação. O público recebe com muita festa os carros da Fittipaldi e os pilotos brasileiros.
Após aquecerem os pneus na volta de apresentação, todos realinham. Em breve teremos a largada.

Largada: Berger - Boutsen - Piquet - Scheckter - Prost - Alboreto - Bellof - Patrese - Nannini - Brundle - Capelli - Warwick - De Angelis - Arnoux - De Cesaris - Baldi - Fabi - Johansson - Mansell - Senna - Streiff - Nakajima - Alliot - Palmer - Moreno - Caffi

[Volta 1] Acendem as luzes vermelhas e sobe o giro dos motores! O tão esperado início da temporada 1986 da F1 está prestes a acontecer. A direção de prova faz as últimas checagens, enquanto o Project Four de Caffi alinha na última posição do grid, e está tudo pronto para a corrida. Carro médico a postos. Última olhada pelo retrovisor. Aumenta a tensão nos boxes e nas arquibancadas quando acendem as luzes verdes e começa o GP do Brasil! Berger não larga bem e Boutsen sai na frente. Piquet vem pela linha de dentro e vai deixando os dois Fittipaldi para trás, assumindo a ponta na Molykote! Boutsen aparece em seguido e Prost também supera Boutsen, contornando a primeira curva na terceira posição. Bellof deixa os dois Biscazzi para trás e aparece em quinto. Scheckter, Alboreto, Patrese, Capelli e Warwick vêm na seqüência. E já tem toque: na curva Carlos Pace, Bellof tenta vir por dentro para cima de Berger mas o austríaco fecha. Tocado por trás, o piloto da Fittipaldi roda e vai parar na caixa de brita, enquanto que Bellof segue na prova, mas com a asa dianteira danificada. E a pole de Berger termina na brita após duas curvas, que coisa! Prost sai do vácuo de Boutsen e mergulha por dentro na Nonato, tomando a segunda posição. Scheckter passa Bellof no mesmo ponto e Alboreto já vem por fora na curva Norte, também deixando o alemão para trás. Senna passa Arnoux no mesmo ponto e vem ganhando posições. Mansell passa Nakajima na Nonato. Prost já vem pra cima de Piquet. Baldi sai do vácuo de Brundle e puxa para a direita na reta da Junção. O motor BMW fala mais alto e coloca o italiano em vantagem. Senna aproveita e pega carona no vácuo do italiano. Na curva Sul, os dois passam. Patrese passa Bellof no Girão. Mansell sai do vácuo de Johansson e passa o sueco por dentro na curva Sul. Nakajima vem no embalo e também passa. Capelli passa Bellof na curva da Lagoa. De Angelis passa Nannini no mesmo ponto. Piquet resiste aos ataques de Prost, mas o francês parece muito rápido. O francês pressiona e traciona melhor na saída da curva do Box, tomando a linha de dentro na curva da Vitória e assumindo a ponta. Início arrasador do piloto da Savoia! Enquanto isso, Bellof vai aos boxes para trocar o bico do carro. Mansell passa De Cesaris na curva da Vitória e segue ganhando posições. Senna está preso atrás de Baldi. Arnoux passa Brundle por dentro na curva da Vitória.

Fim da 1ª Volta: Prost - Piquet - Boutsen - Scheckter - Alboreto - Patrese - Capelli - Warwick - De Angelis - Nannini - Baldi - Senna - Arnoux - Brundle - Fabi - Mansell - De Cesaris - Nakajima - Johansson - Streiff - Palmer - Moreno - Alliot - Caffi - Bellof - Berger(fora)

[Volta 2] Scheckter vem pra cima de Boutsen, trazendo Alboreto consigo. Senna tira de lado na reta dos boxes e vem por dentro na Molykote, deixando Baldi para trás. Mansell traciona bem na saída da Molykote e vem por dentro na Carlos Pace, passando Fabi. Nakajima pressiona De Cesaris. Johansson segura Streiff. Moreno vem por dentro na Carlos Pace e passa o companheiro Palmer. Caffi pressiona Alliot. Senna vem pra cima de Nannini. Mansell tira de lado e mergulha por dentro na Nonato, deixando Brundle para trás. Senna sai do vácuo de Nannini na Junção e chega em vantagem na curva Sul, conseguindo mais uma ultrapassagem, por dentro. Fabi passa Brundle, também vindo por dentro no fim da reta da Junção. Baldi vem pra cima de Nannini, trazendo Arnoux e Mansell consigo. O italiano pressiona o compatriota até achar uma brecha por dentro na Vitória e colocar o carro para fazer a ultrapassagem.

Fim da 2ª Volta: Prost - Piquet - Boutsen - Scheckter - Alboreto - Patrese - Capelli - Warwick - De Angelis - Senna - Baldi - Nannini - Arnoux - Mansell - Fabi - Brundle - De Cesaris - Nakajima - Johansson - Streiff - Moreno - Palmer - Alliot - Caffi - Bellof

[Volta 3] Scheckter contorna a Molykote na cola de Boutsen. O sulafricano consegue maior tração na saída da curva e puxa para a esquerda na entrada da Carlos Pace, conseguindo a ultrapassagem por dentro. Alboreto já vem pra cima do belga. Senna aperta para cima de De Angelis. Arnoux sai do vácuo de Nannini e mergulha por dentro na Molykote, fazendo a ultrapassagem. Mansell pega o embalo do francês e vem pra cima. Mesmo por fora na Carlos Pace, o britânico tem melhor aderência e faz a ultrapassagem. Nakajima vem por dentro na Molykote e passa De Cesaris. Streiff passa Johansson no mesmo ponto. Boutsen segura Alboreto na Nonato. Scheckter já cola em Piquet. Senna pega o vácuo de De Angelis na reta da Junção e puxa para a esquerda na entrada da curva Sul, conseguindo a ultrapassagem por dentro. No mesmo ponto, Mansell aplica manobra semelhante sobre Arnoux. Piquet segura Scheckter na cuva da Lagoa e vai mantendo a segunda posição. Alboreto segue pressionando Boutsen.

Fim da 3ª Volta: Prost - Piquet - Scheckter - Boutsen - Alboreto - Patrese - Capelli - Warwick - Senna - De Angelis - Baldi - Mansell - Arnoux - Nannini - Fabi - Brundle - Nakajima - De Cesaris - Streiff - Johansson - Moreno - Palmer - Alliot - Caffi - Bellof

[Volta 4] Prost já abre 3,1 segundos em relação a Piquet. Alboreto sai do vácuo de Boutsen na reta dos boxes e coloca o carro por dentro na Molykote, conseguindo a ultrapassagem. Scheckter segue na cola de Piquet. Senna vem colado em Warwick. Mansell tira de lado na reta dos boxes e vem por dentro na Molykote, deixando Baldi para trás. Nakajima cola em Brundle, que vem despencando na classificação neste início de prova. Caffi vem por dentro na Carlos Pace e deixa o companheiro Alliot para trás. O italiano estréia na F1 querendo mostrar serviço. Piquet e Scheckter rasgam a reta da Junção colados. Na aproximação da curva Sul, o sulafricano espera o último momento para puxar para a esquerda e dar o bote por dentro, assumindo a segunda posição. Bela manobra! Senna vem do vácuo de Warwick. O britânico bloqueia a linha de dentro, mas o brasileiro vem por fora. Os dois vêm lado a lado pela curva, mas Senna tem a preferência por dentro no Girão e completa a ultrapassagem. Que categoria do brasileiro! Mansell sai do vácuo de De Angelis e toma a linha de dentro na entrada da curva Sul, conseguindo a ultrapassagem. Fabi sai do vácuo de Nanni na Junção. A força do motor BMW coloca o piloto da Vector à frente já na entrada da curva Sul. Mansell já vem pra cima de Warwick, mas o piloto da Nürburg vai resistindo.

Fim da 4ª Volta: Prost - Scheckter - Piquet - Alboreto - Boutsen - Patrese - Capelli - Senna - Warwick - Mansell - De Angelis - Baldi - Arnoux - Fabi - Nannini - Brundle - Nakajima - De Cesaris - Streiff - Johansson - Moreno - Palmer - Caffi - Alliot - Bellof

[Volta 5] Piquet fecha Alboreto na Molykote e tenta resistir na terceira posição. Mansell tira de lado na reta dos boxes e vem por dentro na Molykote, deixando Warwick para trás. De Angelis, Baldi e Arnoux vêm colados. Nakajima vem por dentro na Carlos Pace e passa Brundle. Alboreto espera o momento certo para atacar Piquet: a reta da Junção. O motor Honda fala mais alto que o Ford-Cosworth e catapulta o italiano para cima do brasileiro. Alboreto sai do vácuo do Williams e puxa para a esquerda na entrada da curva Sul, conseguindo a ultrapassagem. Arnoux sai do vácuo de Baldi e vem por fora na curva Sul, após o italiano bloquear a linha de dentro. O francês chega na curva em vantagem. Baldi tenta resistir e os dois quase se tocam, mas Arnoux tem a preferência por dentro no Girão e consegue a ultrapassagem. Bela disputa!

Fim da 5ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Capelli - Senna - Mansell - Warwick - De Angelis - Arnoux - Baldi - Fabi - Nannini - Nakajima - Brundle - De Cesaris - Streiff - Johansson - Moreno - Palmer - Caffi - Alliot - Bellof

[Volta 6] Prost abre 5,3 segundos na frente. Mansell se aproxima de Senna. Será mais uma situação com implicações contratuais para a Ferrari resolver? Arnoux vem pra cima de De Angelis. Nakajima se aproxima de Nannini. De Cesaris cola em Brundle. Arnoux pressiona De Angelis, que segura o francês na curva Sul. O francês insiste para cima de De Angelis e infiltra-se em uma brecha na curva da Lagoa, conseguindo a ultrapassagem por dentro. Bellof chega em Alliot para iniciar sua recuperação na prova e já faz a ultrapassagem na curva Sul.

Fim da 6ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Capelli - Senna - Mansell - Warwick - Arnoux - De Angelis - Baldi - Fabi - Nannini - Nakajima - Brundle - De Cesaris - Streiff - Johansson - Moreno - Palmer - Caffi - Bellof - Alliot

[Volta 7] Alboreto segue próximo de Scheckter. Será que o italiano vai tentar o ataque sobre o companheiro? Mansell pressiona Senna. Arnoux ataca Warwick. Baldi cola em De Angelis. Nannini segura Nakajima. Brundle fecha De Cesaris na Molykote e vai resistindo. Bellof passa Caffi na Molykote. Warwick livra-se da pressão de Arnoux na reta da Junção, usando a potência do motor Zakspeed, mas o francês volta a se aproximar após o Girão. O piloto da Rocca pressiona até a curva da Vitória, onde puxa para a direita e dá o bote por dentro.

Fim da 7ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Capelli - Senna - Mansell - Arnoux - Warwick - De Angelis - Baldi - Fabi - Nannini - Nakajima - Brundle - De Cesaris - Streiff - Johansson - Moreno - Palmer - Bellof - Caffi - Alliot

[Volta 8] Prost abre 7,0 segundos na frente, enquanto Alboreto cola em Scheckter. Teremos briga interna na Biscazzi? Mansell tira de lado na reta dos boxes e dá o bote sobre Senna na Molykote. Todos ficam se perguntando que conseqüências essa manobra terá na equipe. Baldi sai do vácuo de De Angelis na reta dos boxes e vem por dentro ma Molykote, deixando o italiano para trás. No mesmo ponto, Nakajima aplica manobra semelhante sobre Nannini. Os pilotos que calçam pneus duros vão sofrendo com a aderência inferior neste início de prova. De Cesaris segue pressionando Brundle. Streiff se junta aos dois. Bellof alcança Palmer na Junção e faz a ultrapassagem por dentro na curva Sul. Fabi cola em De Angelis.

Fim da 8ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Capelli - Mansell - Senna - Arnoux - Warwick - Baldi - De Angelis - Fabi - Nakajima - Nannini - Brundle - De Cesaris - Streiff - Johansson - Moreno - Bellof - Palmer - Caffi - Alliot

[Volta 9] Alboreto segue na cola de Scheckter. Obviamente todo cuidado é pouco em uma disputa entre companheiros, então o italiano parece esperar o melhor momento para dar o bote. Mansell vem se aproximando de Capelli. Baldi pressiona Warwick. De Angelis e Fabi acompanham de perto. De Cesaris mergulha por dentro na Molykote e passa Brundle. Bellof chega em Moreno e passa na curva Sul. Streiff pressiona Brundle.

Fim da 9ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Capelli - Mansell - Senna - Arnoux - Warwick - Baldi - De Angelis - Fabi - Nakajima - Nannini - De Cesaris - Brundle - Streiff - Johansson - Bellof - Moreno - Palmer - Caffi - Alliot

[Volta 10] Prost já tem 8,7 segundos de vantagem sobre Scheckter. O francês domina a prova completamente. Parece que a Savoia conseguiu corrigir os problemas de acerto encontrados nos treinos. Mansell cola em Capelli e pressiona, valendo a sétima posição. Baldi sai do vácuo de Warwick e mergulha por dentro na Molykote, conseguindo a ultrapassagem. Fabi pressiona De Angelis. Capelli fecha Mansell na Nonato e vai resistindo. Na reta da Junção, o motor BMW fala mais alto e o italiano livra-se da pressão. Porém Mansell volta a se aproximar e pressionar na curva da Lagoa. Na curva da Vitória, o britânico tenta vir por dentro, mas Capelli fecha e os dois chegam a tocar roda com roda. Briga tensa pela sétima posição!

Fim da 10ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Capelli - Mansell - Senna - Arnoux - Baldi - Warwick - De Angelis - Fabi - Nakajima - Nannini - De Cesaris - Brundle - Streiff - Johansson - Bellof - Moreno - Palmer - Caffi - Alliot

[Volta 11] Alboreto segue na cola de Scheckter. Mansell continua a pressão sobre Capelli. O italiano fecha a linha de dentro na Molykote e vai resistindo. O britânico segue perseguindo o italiano e na curva do Kartódromo toma a linha de dentro. Os dois emparelham na Nonato e o italiano tenta espalhar para cima do Ferrari para se defender. Os dois tocam roda com roda e Mansell leva a pior: coloca duas rodas na grama na saída da curva e perde o controle do carro, rodando na frente de Capelli e indo bater no muro de proteção externo da curva Norte. Por pouco o italiano escapou da batida. Senna aproveita para atacar na curva Norte por dentro e tomar a posição. Enquanto isso, Mansell sai do carro ileso, mas bastante irritado! Streiff vem por dentro na Carlos Pace e passa Brundle. Bellof alcança Johansson na Junção. O alemão pressiona até a curva da Lagoa, onde coloca o carro por dentro e faz a ultrapassagem.

Fim da 11ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Senna - Capelli - Arnoux - Baldi - Warwick - De Angelis - Fabi - Nakajima - Nannini - De Cesaris - Streiff - Brundle - Bellof - Johansson - Moreno - Palmer - Caffi - Alliot - Mansell(fora)

[Volta 12] Os Biscazzi seguem juntos. Alboreto abre 4,0 segundos de vantagem sobre Piquet. Senna vem pra cima de Patrese para brigar pela sexta posição. Bellof cola em Brundle. Fabi sai do vácuo de De Angelis e faz a ultrapassagem por dentro na curva Sul. Bellof vem por dentro na Nonato e passa Brundle. O alemão segue voando baixo para recuperar posições e já vem pra cima de Streiff. E não demora muito para conseguir a ultrapassagem. Muito mais rápido nas curvas, Bellof cola rapidamente no francês e dá o bote por dentro na curva da Lagoa.

Fim da 12ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Senna - Capelli - Arnoux - Baldi - Warwick - Fabi - De Angelis - Nakajima - Nannini - De Cesaris - Bellof - Streiff - Brundle - Johansson - Moreno - Palmer - Caffi - Alliot

[Volta 13] Alboreto ameaça na Molykote, mas Scheckter está atento e bloqueia o companheiro. Senna pressiona Patrese. Fabi vem pra cima de Warwick. Bellof traciona melhor que De Cesaris na saída da Molykote e faz a ultrapassagem por fora na Carlos Pace. O alemão já vem pra cima de Nannini. A equipe Tyrant é a primeira a se preparar nos boxes. Bellof pega o vácuo de Nannini na Junção e tira de lado no fim da reta, conseguindo a ultrapassagem por dentro na curva Sul. De Angelis nos boxes para troca de pneus.

Fim da 13ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Senna - Capelli - Arnoux - Baldi - Warwick - Fabi - Nakajima - Bellof - Nannini - De Cesaris - Streiff - Brundle - Johansson - Moreno - De Angelis - Palmer - Caffi - Alliot

[Volta 14] Patrese segue resistindo aos ataques de Senna. Fabi pressiona Warwick. De Cesaris cola em Nannini. Tyrant e Benetton estão preparadas nos boxes. Pelo visto as duas equipes irão partir para uma estratégia de duas paradas. Streiff e Brundle nos boxes. A Tyrant se complica na parada do britânico, demorando para encaixar a roda traseira direita, mas consegue devolver o carro para a pista.

Fim da 14ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Patrese - Senna - Capelli - Arnoux - Baldi - Warwick - Fabi - Nakajima - Bellof - Nannini - De Cesaris - Johansson - Moreno - De Angelis - Palmer - Caffi - Streiff - Alliot - Brundle

[Volta 15] Alboreto continua seguindo Scheckter de perto. Senna sai do vácuo de Patrese e consegue tomar a linha de dentro na entrada da curva Sul, fazendo a ultrapassagem e assumindo a sexta posição. Fabi aplica manobra semelhante sobre Warwick, valendo a décima primeira posição. Bellof sai do vácuo de Nakajima e passa o japonês também na curva Sul. De Angelis pressiona Moreno. Streiff passa Caffi na curva da Lagoa. De Angelis dá o bote por dentro na curva da Vitória e deixa Moreno para trás. Brundle cola em Alliot.

Fim da 15ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Senna - Patrese - Capelli - Arnoux - Baldi - Fabi - Warwick - Bellof - Nakajima - Nannini - De Cesaris - Johansson - De Angelis - Moreno - Palmer - Streiff - Caffi - Alliot - Brundle

[Volta 16] Senna segue rápido e se aproxima de Boutsen. Brundle vem por dentro na Molykote e passa Alliot. A Benetton está pronta para receber De Cesaris. O italiano entra nos boxes para sua troca de pneus.

Fim da 16ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Senna - Patrese - Capelli - Arnoux - Baldi - Fabi - Warwick - Bellof - Nakajima - Nannini - Johansson - De Angelis - Moreno - Palmer - Streiff - De Cesaris - Caffi - Brundle - Alliot

[Volta 17] Scheckter segue administrando as ações de seu companheiro pelos retrovisores. Senna cola em Boutsen e pressiona. Bellof vem pra cima de Warwick. Brundle cola em Caffi. Bellof sai do vácuo de Warwick e mergulha por dentro na curva Sul, conseguindo mais uma ultrapassagem. Boutsen segura Senna na curva da Lagoa e vai resistindo. De Cesaris solta fumaça pela Junção e vai parando. Brundle vem por dentro na curva Sul e passa Caffi.

Fim da 17ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Boutsen - Senna - Patrese - Capelli - Arnoux - Baldi - Fabi - Bellof - Warwick - Nakajima - Nannini - Johansson - De Angelis - Moreno - Palmer - Streiff - Brundle - Caffi - Alliot - De Cesaris(fora)

[Volta 18] Senna traciona melhor que Boutsen na saída da Molykote e toma a linha de dentro na entrada da Carlos Pace, conseguindo a ultrapassagem. Bellof vem pra cima de Fabi. Prost começa a pegar tráfego. Fabi segura Bellof na Nonato. O italiano resisite até a curva da Vitória, onde o alemão dá o bote por dentro, sem chance de defesa.

Fim da 18ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Senna - Boutsen - Patrese - Capelli - Arnoux - Baldi - Bellof - Fabi - Warwick - Nakajima - Nannini - Johansson - De Angelis - Moreno - Palmer - Streiff - Brundle - Caffi - Alliot(1)

[Volta 19] Prost tem 15,5 segundos de vantagem na liderança. O francês segue isolado, caminhando a passos largos para a vitória. Bellof se aproxima de Baldi. Nannini vem lento. O italiano arrasta-se até os boxes e abandona. Após largar em uma excelente nona posição, o jovem piloto não vinha em bom ritmo e ocupava a décima quinta posição.

Fim da 19ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Senna - Boutsen - Patrese - Capelli - Arnoux - Baldi - Bellof - Fabi - Warwick - Nakajima - Johansson - De Angelis - Moreno - Palmer - Streiff - Brundle - Nannini(fora) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 20] Scheckter e Alboreto seguem colados, mas o italiano mantém-se cauteloso e segue esperando o momento certo para tentar a ultrapassagem. Bellof cola em Baldi e pressiona. Streiff ataca Palmer. Bellof vem por dentro na entrada da Nonato e dá o bote sobre Baldi. Streiff sai do vácuo de Palmer e toma a linha de dentro na entrada da curva Sul, conseguindo a ultrapassagem. Senna chega em Piquet. De Angelis cola em Johansson.

Fim da 20ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Senna - Boutsen - Patrese - Capelli - Arnoux - Bellof - Baldi - Fabi - Warwick - Nakajima - Johansson - De Angelis - Moreno - Streiff - Palmer - Brundle - Caffi(1) - Alliot(1) - Nannini(fora)

[Volta 21] Senna pressiona Piquet, valendo a quarta posição. Nas arquibancadas, a tensão toma conta e muita gente fica de pé para ver melhor. De Angelis tira de lado na Junção e passa Johansson na entrada da curva Sul.

Fim da 21ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Senna - Boutsen - Patrese - Capelli - Arnoux - Bellof - Baldi - Fabi - Warwick - Nakajima - De Angelis - Johansson - Moreno - Streiff - Palmer - Brundle(1) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 22] Piquet segura Senna com unhas e dentes. O piloto da Ferrari tenta o ataque na Nonato, mas é prontamente fechado.

Fim da 22ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Senna - Boutsen - Patrese - Capelli - Arnoux - Bellof - Baldi - Fabi - Warwick - Nakajima - De Angelis - Johansson - Moreno - Streiff - Palmer(1) - Brundle(1) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 23] Piquet bloqueia a linha de dentro na curva Sul e segue resistindo aos ataques de Senna. Brundle chega em Palmer. A equipe Project Four está pronta nos boxes. Brundle sai do vácuo de Palmer e dá o bote por dentro na curva da Lagoa. Alliot nos boxes.

Fim da 23ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Senna - Boutsen - Patrese - Capelli - Arnoux - Bellof - Baldi - Fabi - Warwick - Nakajima - De Angelis - Johansson - Moreno - Streiff - Brundle(1) - Palmer(1) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 24] Prost tem 18,4 segundos de vantagem sobre os Biscazzi. Piquet segue segurando Senna do jeito que pode. Vector e Project Four preparadas nos boxes. Warwick vem parando após a curva Norte, soltando fumaça. Fim de prova para a Nürburg. Caffi e Capelli nos boxes, para troca de pneus.

Fim da 24ª Volta: Prost - Scheckter - Alboreto - Piquet - Senna - Boutsen - Patrese - Arnoux - Bellof - Baldi - Fabi - Capelli - Nakajima - De Angelis - Johansson - Moreno - Warwick(fora) - Streiff(1) - Brundle(1) - Palmer(1) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 25] Nakajima aproveita os pneus frios de Capelli para passar o italiano na Carlos Pace. Savoia e Williams estão preparadas nos boxes. Prost entra nos boxes para sua troca de pneus. Piquet segura Senna até a entrada dos boxes, indo para seu pitstop.

Fim da 25ª Volta: Scheckter - Alboreto - Prost - Senna - Boutsen - Patrese - Arnoux - Bellof - Baldi - Fabi - Piquet - Nakajima - Capelli - De Angelis - Johansson - Moreno - Streiff - Brundle - Palmer - Caffi(1) - Alliot(1) - Warwick(fora)

[Volta 26] Scheckter assume a ponta, com Alboreto ainda colado atrás de si. Baldi parece sentir o desgaste dos pneus e Fabi se aproxima rapidamente. Capelli, agora com os pneus aquecidos, reaproxima-se de Nakajima. Streiff vem pra cima de Moreno. Capelli sai do vácuo de Nakajima e mergulha por dentro na curva da Lagoa, conseguindo a ultrapassagem. Streiff força por dentro no Girão e passa Moreno. Fabi pressiona Baldi até a curva da Vitória, onde dá o bote por dentro.

Fim da 26ª Volta: Scheckter - Alboreto - Prost - Senna - Boutsen - Patrese - Arnoux - Bellof - Fabi - Baldi - Piquet - Capelli - Nakajima - De Angelis - Johansson - Streiff - Moreno - Brundle - Palmer - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 27] Bellof chega em Arnoux. Brundle vem pra cima de Moreno. Capelli vem parando após a curva da Lagoa, com problemas mecânicos.

Fim da 27ª Volta: Scheckter - Alboreto - Prost - Senna - Boutsen - Patrese - Arnoux - Bellof - Fabi - Baldi - Piquet - Nakajima - De Angelis - Johansson - Streiff - Moreno - Brundle - Palmer - Capelli(fora) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 28] Prost vem se aproximando de Alboreto. A diferença neste momento é de 2,2 segundos. Bellof pressiona Arnoux. Piquet vem pra cima de Baldi. Nakajima, com ritmo prejudicado pelos pneus desgastados, vê De Angelis se aproximar rapidamente. Brundle mergulha por dentro na Molykote e passa Moreno. Bellof sai do vácuo de Arnoux e vem por dentro na entrada da curva Sul, fazendo mais uma ultrapassagem. O alemão vai colecionando manobras nesta corrida! Pouco depois, no mesmo ponto, Piquet aplica manobra semelhante sobre Baldi. Também na curva Sul, De Angelis faz a ultrapassagem por dentro sobre Nakajima. Streiff tem problemas e vem lento. O francês traz o carro até os boxes e recolhe para a garagem.

Fim da 28ª Volta: Scheckter - Alboreto - Prost - Senna - Boutsen - Patrese - Bellof - Arnoux - Fabi - Piquet - Baldi - De Angelis - Nakajima - Johansson - Brundle - Moreno - Streiff(fora) - Palmer(1) - Caffi(1) - Alliot(1) - Capelli(fora)

[Volta 29] Prost vem chegando nos Biscazzi. A Savoia está preparada e Bellof vai para os boxes para troca de pneus.

Fim da 29ª Volta: Scheckter - Alboreto - Prost - Senna - Boutsen - Patrese - Arnoux - Fabi - Piquet - Baldi - De Angelis - Bellof - Nakajima - Johansson - Brundle - Moreno(1) - Palmer(1) - Caffi(1) - Alliot(1) - Streiff(fora)

[Volta 30] Prost chega em Alboreto. Agora os três primeiros estão colados! Enquanto isso, os boxes ficam movimentados. Várias equipes se preparam para fazer suas paradas. O retardatário Palmer entra nos pits. Senna nos boxes. Arnoux e Fabi também param. Baldi nos pits. O italiano tem problemas em sua parada. A porca da roda dianteira direita demora a aparafusar e Baldi perde tempo precioso.

Fim da 30ª Volta: Scheckter - Alboreto - Prost - Boutsen - Patrese - Senna - Piquet - De Angelis - Bellof - Nakajima - Arnoux - Fabi - Johansson - Brundle - Baldi - Moreno(1) - Palmer(1) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 31] Biscazzi, Rocca, Collepin e Arrows preparadas. Moreno nos boxes. Alboreto segura Prost até a entrada dos boxes e vai para seu pitstop. Patrese nos boxes. Nakajima também chega para a troca de pneus.

Fim da 31ª Volta: Scheckter - Prost - Boutsen - Alboreto - Senna - Piquet - De Angelis - Bellof - Patrese - Arnoux - Fabi - Johansson - Brundle - Baldi(1) - Nakajima(1) - Palmer(1) - Moreno(1) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 32] Prost vem pra cima de Scheckter. A Biscazzi já está preparada para recebê-lo nos boxes. O sulafricano parece sentir o desgaste dos pneus e Prost traciona bem na saída do Girão, vindo com tudo pra cima. Na curva da Lagoa, Prost tira de lado e faz a ultrapassagem! O francês volta à liderança! Scheckter vai aos boxes para colocar pneus novos.

Fim da 32ª Volta: Prost - Boutsen - Alboreto - Scheckter - Senna - Piquet - De Angelis - Bellof - Patrese - Arnoux - Fabi - Johansson - Brundle - Baldi(1) - Nakajima(1) - Palmer(1) - Moreno(1) - Caffi(1) - Alliot(1)

[Volta 33] Boutsen assume a segunda posição, mas ainda precisa parar nos boxes. Scheckter volta atrás de Alboreto. A volta a mais com pneus desgastados custo caro ao sulafricano. Bellof cola em De Angelis e pressiona, valendo a sétima posição.
[Volta 34] Alboreto se aproxima de Boutsen. Bellof tira de lado na reta dos boxes e passa De Angelis por dentro na Molykote.

Fim da 34ª Volta: Prost - Boutsen - Alboreto - Scheckter - Senna - Piquet - Bellof - De Angelis - Patrese - Arnoux - Fabi - Johansson - Brundle(1) - Baldi(1) - Nakajima(1) - Palmer(1) - Moreno(1) - Caffi(1) - Alliot(2)

[Volta 35] Alboreto cola em Boutsen e pressiona. Nakajima vem parando na reta dos boxes soltando fumaça.

Fim da 35ª Volta: Prost - Boutsen - Alboreto - Scheckter - Senna - Piquet - Bellof - De Angelis - Patrese - Arnoux - Fabi - Johansson - Brundle(1) - Baldi(1) - Palmer(1) - Moreno(1) - Nakajima(fora) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 36] Fittipaldi e Williams preparadas nos boxes. Bellof chega em Piquet. O brasileiro não vem em bom ritmo depois da parada. Boutsen segue segurando Alboreto. Scheckter chega nos dois. O belga segura os Biscazzi até a entrada dos boxes, entrando para sua troca de pneus. A Fittipaldi mais uma vez se enrola na troca de pneus e Boutsen perde tempo.

Fim da 36ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Piquet - Bellof - De Angelis - Boutsen - Patrese - Arnoux - Fabi - Brundle(1) - Baldi(1) - Johansson(1) - Palmer(1) - Moreno(1) - Caffi(2) - Alliot(2) - Nakajima(fora)

[Volta 37] Boutsen volta logo atrás de De Angelis. Bellof pressiona Piquet. O brasileiro aparentemente calça pneus duros, pois a aderência de Bellof nas curvas é bem superior. Piquet fecha na Nonato, mas na reta o alemão pisa fundo e toma a linha de dentro para fazer a ultrapassagem na curva Sul. Boutsen pressiona o De Angelis até a Junção, onde usa a força do motor Fittipaldi para empurrá-lo à frente na entrada da curva Sul, vindo por fora e fazendo bela ultrapassagem. Enquanto isso, a equipe Tyrant está pronta para receber o italiano, que vem para sua segunda troca de pneus. Moreno cola em Palmer.

Fim da 37ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Piquet - Boutsen - Patrese - Arnoux - Fabi - De Angelis - Brundle(1) - Baldi(1) - Johansson(1) - Palmer(1) - Moreno(1) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 38] Com pneus macios novos, Boutsen chega rapidamente em Piquet e pressiona. O brasileiro segura na curva Sul e vai resistindo. Moreno pressiona Palmer. Piquet fecha Boutsen na curva da Lagoa e os dois quase se tocam. Briga boa pela sexta posição! A Tyrant está preparada e Brundle vem para sua segunda parada.

Fim da 38ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Piquet - Boutsen - Patrese - Arnoux - Fabi - De Angelis - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(1) - Moreno(1) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 39] Piquet segura na Molykote, mas Boutsen sai com mais tração e vem por fora na Carlos Pace, conseguindo bela ultrapassagem. Grande manobra do belga! Moreno sai do vácuo de Palmer e vem por dentro na Molykote, conseguindo a ultrapassagem.

Fim da 39ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Boutsen - Piquet - Patrese - Arnoux - Fabi - De Angelis - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Moreno(1) - Palmer(1) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 40] Prost lidera com 28,6 segundos de vantagem sobre Alboreto. O francês vai vencendo em convencendo nesta corrida de abertura da temporada 1986.
[Volta 41] Scheckter vem 0,9 segundos atrás do companheiro. O sulafricano está 13,6 segundos à frente de Senna, que por sua vez tem 16,8 segundos de vantagem sobre Bellof.

Fim da 41ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Boutsen - Piquet - Patrese - Arnoux - Fabi - De Angelis(1) - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Moreno(1) - Palmer(1) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 42] Patrese vem aos poucos se aproximando de Piquet. O ritmo do brasileiro realmente não é dos melhores.
[Volta 43] Moreno tem problemas e recolhe para os boxes. Os mecânicos da Arrows tentam resolver o problema, mas o carro morre e é fim de corrida para o brasileiro.

Fim da 43ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Boutsen - Piquet - Patrese - Arnoux - Fabi(1) - De Angelis(1) - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(1) - Moreno(fora) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 44] Prost abre 30,8 segundos na frente e segue firme rumo à vitória.

Fim da 44ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Boutsen - Piquet - Patrese - Arnoux - Fabi(1) - De Angelis(1) - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(1) - Caffi(2) - Alliot(2) - Moreno(fora)

[Volta 45] A diferença entre Senna e Bellof cai para 15,0 segundos. O alemão vem rápido e tentando chegar no brasileiro.

Fim da 45ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Boutsen - Piquet - Patrese - Arnoux - Fabi(1) - De Angelis(1) - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(2) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 46] Patrese está a 2,1 segundos de Piquet e segue se aproximando.
[Volta 47] Boutsen não consegue se aproximar de Bellof e vai se isolando na sexta posição. O desempenho da Fittipaldi vem sendo bastante decepcionante nesta corrida, após largar com os dois carros na primeira fila.
[Volta 48] A diferença entre Piquet e Patrese cai para 1,0 segundo. Arnoux vem 1,5 segundo atrás do companheiro e pode entrar na briga pela sétima posição também.
[Volta 49] Patrese cola em Piquet.
[Volta 50] Patrese tenta vir por dentro na Molykote, mas Piquet fecha. Arnoux chega junto. Os três no entanto são obrigados a deixar a disputa de lado para dar passagem para Prost.

Fim da 50ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Boutsen - Piquet(1) - Patrese(1) - Arnoux(1) - Fabi(1) - De Angelis(1) - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(2) - Caffi(2) - Alliot(3)

[Volta 51] Patrese traciona melhor que Piquet na saída da Molykote e vem por fora na Carlos Pace. Os dois contornam a curva lado a lado e quase se tocam. Com mais tração na saída, Patrese consegue passar à frente. Bela disputa! Arnoux já cola no brasileiro. E a Savoia está preparada nos boxes novamente. Temendo o desgaste dos pneus, a scuderia italiana chama Prost aos boxes para a troca.

Fim da 51ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Bellof - Boutsen - Patrese - Piquet - Arnoux - Fabi - De Angelis - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(1) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 52] Prost volta ainda na liderança, com 8,7 segundos de vantagem sobre Alboreto. Arnoux tira de lado na reta principal e vem por dentro na Molykote, deixando Piquet para trás. Bellof vem lento. O alemão encosta na curva da Lagoa e abandona. Triste fim para a bela prova de recuperação que vinha fazendo.

Fim da 52ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Senna - Boutsen - Patrese - Arnoux - Piquet - Fabi - De Angelis - Bellof(fora) - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(1) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 53] Arnoux vem pra cima de Patrese, querendo a sexta posição do companheiro. Senna encosta na Junção soltando muita fumaça. A prova acaba mais cedo para o brasileiro, apesar de toda a luta para recuperar posições. Não foi um grande dia para os torcedores que lotaram o autódromo.

Fim da 53ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Patrese - Arnoux - Piquet - Fabi - De Angelis - Senna(fora) - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Bellof(fora) - Palmer(2) - Caffi(2) - Alliot(2)

[Volta 54] E a Biscazzi ainda está viva: a diferença entre Alboreto e Prost cai para 7,2 segundos. Prost não volta com o mesmo ritmo de antes da parada e os Biscazzi estão mais rápidos neste fim de prova. Será que há tempo para alcançar o francês?

Fim da 54ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Patrese - Arnoux - Piquet - Fabi - De Angelis - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Senna(fora) - Palmer(2) - Caffi(2) - Alliot(2) - Bellof(fora)

[Volta 55] 6,5 segundos agora é a diferença entre Prost e Alboreto. Faltam sete voltas. Pode ser que o italiano chegue, mas o francês não vai vender fácil a vitória! Arnoux segue na pressão sobre Patrese, agora valendo a quinta posição. De Angelis se aproxima de Fabi para brigar pelo oitavo lugar.

Fim da 55ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Patrese - Arnoux - Piquet - Fabi - De Angelis - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(2) - Caffi(2) - Senna(fora) - Alliot(3)

[Volta 56] Arnoux perde contato com Patrese. Parece que o francês sentiu o desgaste dos pneus. Baldi também vem sentindo os pneus desgastados e Johansson cola.

Fim da 56ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Patrese - Arnoux - Piquet - Fabi - De Angelis - Baldi(1) - Johansson(1) - Brundle(1) - Palmer(2) - Caffi(2) - Alliot(3) - Senna(fora)

[Volta 57] 5,0 segundos é a diferença entre Prost e Alboreto. Será que vai dar pra chegar? O ritmo de Arnoux vem caindo e Piquet volta a se aproximar. Johansson tira de lado na reta principal e passa Baldi por dentro na Molykote.

Fim da 57ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Patrese - Arnoux - Piquet - Fabi - De Angelis - Johansson(1) - Baldi(1) - Brundle(1) - Palmer(2) - Caffi(3) - Alliot(3)

[Volta 58] Piquet cola em Arnoux e pressiona. O francês resiste o quanto pode, mas com os pneus desgastados fica difícil. Piquet tira de lado na Junção, mas Arnoux bloqueia a linha de dentro. O brasileiro vem por fora na curva Sul. Os dois vêm lado a lado, mas o brasileiro tem melhor tração na saída e completa a ultrapassagem no Girão. Bela manobra! De Angelis cola em Fabi.

Fim da 58ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Patrese - Piquet - Arnoux - Fabi - De Angelis - Johansson(1) - Baldi(1) - Brundle(1) - Palmer(2) - Caffi(3) - Alliot(3)

[Volta 59] A diferença entre Prost e Alboreto está em 3,5 segundos. Faltando três voltas, parece que não vai dar pra chegar, mas vai ser por pouco. Patrese fecha Piquet na curva Sul e resiste na quinta posição. De Angelis pressiona Fabi, valendo a oitava posição.
[Volta 60] Piquet tira de lado na reta principal e toma a linha de dentro na entrada da Molykote, conseguindo a ultrapassagem sobre Patrese. Os Rocca vão se arrastando neste fim de prova. Fabi cola em Arnoux, trazendo De Angelis consigo. Alliot pára após o Girão, com problemas mecânicos.

Fim da 60ª Volta: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Piquet - Patrese - Arnoux - Fabi - De Angelis - Johansson(1) - Baldi(1) - Brundle(1) - Palmer(2) - Caffi(3) - Alliot(fora)

[Volta 61] Prost abre a última volta com 2,0 segundos de vantagem sobre Alboreto, uma diferença relativamente confortável. O francês vai administrando a vantagem a cada curva. Enquanto isso, os Rocca vão sucumbindo ao desgaste dos pneus. Fabi pressiona Arnoux e tira de lado na entrada da Nonato para fazer a ultrapassagem. De Angelis pega carona e ataca também o francês, vindo por fora na curva Norte e fazendo a ultrapassagem. Lá na frente, Prost aponta na reta principal, cruza a linha de chegada e vence o GP do Brasil! Bela vitória do francês, que vibra muito dentro do carro. Festa da equipe Savoia, que começa bem o ano depois de passar pelo pior de sua história! Alboreto e Scheckter completam o pódium, em um bom resultado para a Biscazzi. Fabi rasga a Junção despejando a potência do motor BMW e já cola em Patrese para brigar pela sexta posição nas últimas curvas. Boutsen completa a corrida na quarta posição. Baldi tem com dificuldades com os pneus e é ultrapassado por Brundle. Patrese faz um traçado diferente para defender-se na curva da Lagoa. Fabi aproveita para sair do mais tração e vem com tudo para cima do italiano, tirando de lado na entrada da curva do Box e fazendo a ultrapassagem! Assume a sexta posição Fabi! De Angelis aproveita para também atacar Patrese, puxando para a direita e vindo por dentro na curva da Vitória. Após Piquet cruzar em quinto, Fabi aparece para receber a bandeirada em sexto! Vibra muito o italiano, chegando aos pontos logo em sua primeira corrida pela Vector! De Angelis aparece logo atrás em sétimo, seguido pelos Rocca, que completam a corrida com os pneus em frangalhos! Que final de prova!

Fim da Corrida: Prost - Alboreto - Scheckter - Boutsen - Piquet - Fabi - De Angelis - Patrese - Arnoux - Johansson(1) - Brundle(1) - Baldi(1) - Palmer(2) - Caffi(3) - Alliot(fora)

Classificação - Final:

Alain PROST (Savoia/TAG-Porsche/Goodyear) 1h30'47"453
Michele ALBORETO (Biscazzi/Honda/Goodyear) +1"346
Jody SCHECKTER (Biscazzi/Honda/Goodyear) +4"925
Thierry BOUTSEN (Fittipaldi/Fittipaldi/Goodyear) +37"430
Nelson PIQUET (Williams/Ford-Cosworth/Goodyear) +1'17"011
Teo FABI (Vector/BMW/Pirelli) +1'21"112
Elio DE ANGELIS (Tyrant/Renault/Goodyear) +1'21"448
Riccardo PATRESE (Rocca/Renault/Goodyear) +1'21"764
René ARNOUX (Rocca/Renault/Goodyear) +1'23"599
10º Stefan JOHANSSON (Williams/Ford-Cosworth/Goodyear) +1 volta
11º Martin BRUNDLE (Tyrant/Renault/Goodyear) +1 volta
12º Mauro BALDI (Collepin/BMW/Pirelli) +1 volta
13º Jonathan PALMER (Arrows/Hart/Pirelli) +2 voltas
14º Alex CAFFI (Project Four/Alfa Romeo/Pirelli) +3 voltas
15º Philippe ALLIOT (Project Four/Alfa Romeo/Pirelli) +5 voltas

AB Ayrton SENNA (Ferrari/Ferrari/Goodyear) 52 voltas
AB Stefan BELLOF (Savoia/TAG-Porsche/Goodyear) 51 voltas
AB Roberto MORENO (Arrows/Hart/Pirelli) 41 voltas
AB Satoru NAKAJIMA (Collepin/BMW/Pirelli) 33 voltas
AB Philippe STREIFF (Benetton/BMW/Pirelli) 27 voltas
AB Ivan CAPELLI (Vector/BMW/Pirelli) 26 voltas
AB Derek WARWICK (Nürburg/Zakspeed/Goodyear) 23 voltas
AB Alessandro NANNINI (Nürburg/Zakspeed/Goodyear) 18 voltas
AB Andrea DE CESARIS (Benetton/BMW/Pirelli) 16 voltas
AB Nigel MANSELL (Ferrari/Ferrari/Goodyear) 10 voltas
AB Gerhard BERGER (Fittipaldi/Fittipaldi/Goodyear) 0 voltas

NQ Pierluigi MARTINI (Minardi/Motori Moderni/Pirelli)
NQ Christian DANNER (Minardi/Motori Moderni/Pirelli)

Quebras/Acidentes:

Berger =($200)= acidente

Mansell =($200)= acidente

De Cesaris =($0)= motor

Nannini =($0)= turbo

Warwick =($0)= motor

Capelli =($0)= bomba de combustível

Streiff =($0)= alternador

Nakajima =($0)= motor

Moreno =($0)= distribuidor

Bellof =($300)= câmbio

Senna =($500)= motor

Alliot =($300)= embreagem
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2012
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Classificação do Campeonato após a Corrida

Mensagem  Saimon em 14/11/2016, 14:27

Mundial de Pilotos:

1º A. Prost = 9 pts.
2º M. Alboreto = 6 pts.
3º J. Scheckter = 4 pts.
4º T. Boutsen = 3 pts.
5º N. Piquet = 2 pts.
6º T. Fabi = 1 pt.

Mundial de Construtores:

1º Biscazzi = 10 pts.
2º Savoia = 9 pts.
3º Fittipaldi = 3 pts.
4º Williams = 2 pts.
5º Vector = 1 pt.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2012
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Giovane Biscazzi em 14/11/2016, 14:40

Boa corrida. Estratégia funcionou.
Só que pelas minhas contas era para o Scheckter sentir o desgaste no terço final da volta de parada dos boxes. De qualquer forma, deu certo. Very Happy
avatar
Giovane Biscazzi

Mensagens : 283
Data de inscrição : 14/01/2013
Idade : 37
Localização : Hortolândia/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Marcel Pin em 14/11/2016, 14:55

Boa corrida... O Top 10 não veio por pouco na primeira corrida, mas fomos bem... Nakajima também surpreendeu positivamente, se não fosse a quebra do motor também conseguiria um grande resultado!

Marcel Pin

Mensagens : 94
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Lee James em 14/11/2016, 15:07

E de novo meu pole se dando mal haha
avatar
Lee James

Mensagens : 284
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Giorgio Montone em 14/11/2016, 15:09

Grande resultado! É muito bom voltar assim!
Pelo desenrolar dos acontecimentos e pela estratégia adotada, acho que o Bellof poderia vencido, se não tivesse um Berger atrapalhando seu caminho.  Smile
avatar
Giorgio Montone

Mensagens : 98
Data de inscrição : 09/01/2013
Idade : 91
Localização : Modena

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Rodrigo Rocca em 14/11/2016, 15:49

Boa corrida, é sempre bom ter os dois carros no top 10. Lógico que o fim foi frustrante, mas era uma corrida que não nos favorecia, aquela cuja tendência era que fosse nossa pior no ano, e ainda assim ficamos à duas voltas de pontuar com os dois carros. Saio feliz e ansioso para a próxima.
avatar
Rodrigo Rocca

Mensagens : 290
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 66
Localização : Catania, Itália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1986 - 1ª Corrida - GP do Brasil

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum