1985 - Sala de Imprensa

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rapidinhas - Grã-Bretanha

Mensagem  Saimon em 18/7/2016, 14:10

- Senna perdeu a ponta na largada e viu Mansell disparar na frente no início da prova, mas conseguiu se recuperar e chegou no companheiro. E nem precisou fazer força para passar: Mansell teve problemas com os pneus e abriu caminho para mais uma vitória do brasileiro. Contando ainda com o abandono de Scheckter, Senna abre vantagem ainda maior na liderança do campeonato e parece que ninguém tira o título do brasileiro neste ano;
- De Angelis fez um início de prova arrasador e com três ultrapassagens chegou à terceira posição. Sempre rápido e seguro, o italiano subiu para segundo após o abandono de Mansell e aparece em terceiro na classificação do campeonato. Mesmo assim, a torcida da Savoia cobra a vitória, que ainda não veio após metade da temporada;
- Fittipaldi optou por uma estratégia com parada para troca de pneus, o que acabou rendendo um pódium para o brasileiro. Ainda é pouco pela expectativa que havia sobre o time, mas Fittipaldi tem tentado acalmar a imprensa brasileira, dizendo que a segunda metade do campeonato será bem melhor;
- Esperava-se mais da Williams e de Piquet em uma pista rápida como é Silverstone, porém o que se viu foi um domínio da Ferrari. O brasileiro largou mal e não conseguiu recuperar posições terminando em quarto após a quebra de alguns adversários. O bicampeão já é tido por muitos como fora da briga pelo título;
- Foi um fim de semana de sonho para a Rocca. Arnoux andou o tempo todo entre os seis primeiros, chegando a estar em quarto, e terminou na sexta posição. Foi uma grande mostra do potencial do carro da equipe italiana. Arnoux foi só elogios ao carro e à equipe;
- Não havia como não se comover diante da situação de Mansell. Liderando a prova "em casa", levando a torcida ao delírio, quando de repente o pneu estoura e lhe joga contra as redes de proteção. Embora Senna havia chegado e exercia forte pressão, mas foi um duro golpe no carismático piloto inglês. Ao menos há uma certeza: a merecida vitória de Mansell está cada vez mais próxima. O piloto lamentou muito o ocorrido, agradeceu o apoio dos fãs e prometeu continuar lutando forte para subir ao alto do pódium.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Alemanha

Mensagem  Saimon em 29/7/2016, 21:41

- Piquet deu risada dos problemas dos adversários e falou que uma hora a sorte teria que vir para o seu lado. O brasileiro ainda está um pouco pessimista com relação às duas chances de título, mas reiterou que continuará lutando por vitórias até o fim;
- Alboreto era só sorrisos na coletiva de imprensa. Após muito tempo sem ter uma apresentação convincente, o italiano fez grande corrida e chegou em segundo, ajudando a Biscazzi a retomar a liderança do campeonato de construtores. Alboreto ainda sonha em voltar a subir no topo do pódium e acredita isso possa acontecer nesta temporada;
- Boutsen comentou que o pódium foi um grande resultado após ter largado na oitava posição. O belga desviou das críticas com relação ao desempenho da equipe Fittipaldi e afirmou que o time ainda tem condições de terminar entre os três primeiros no mundial de construtores;
- Scheckter foi apenas quarto, enquanto seu companheiro fez grande corrida e foi ao pódium. O sulafricano parabenizou o italiano pelo desempenho, e comentou que o segundo lugar foi merecido. Apesar do resultado não tão bom, Scheckter avaliou a corrida como boa, sendo que conseguiu marcar bons pontos após largar em décimo e reduziu a distância em relação a Senna no campeonato;
- Rosberg deu uma explicação no mínimo inusitada para o fraco desempenho na corrida de hoje: dor de barriga. O finlandês disse que sentia dores abdominais durante a corrida e o que queria mesmo é que a corrida acabasse e ele fosse para o banheiro. Infelizmente isso teve que ocorrer na corrida em que Keke partia da pole. Mitos da F1...
- Senna e Mansell evitaram falar muito nas entrevistas. Visivelmente chateados com os problemas mecânicos de seus carros, apenas disseram que a equipe está investigando a causa dos problemas. Os dois Ferrari abandonaram por falhas mecânicas enquanto lideravam e uma dobradinha foi pelo ralo. De quebra a equipe ainda perdeu a liderança do campeonato de construtores para a Biscazzi;
- Prost reclamou da fechada de Rosberg que o fez rodar e abandonar a corrida. O francês afirmou que o espaço já era seu, mas o finlandês veio pra cima dele. O piloto da Williams argumentou o contrário. Prost vive uma fase muito ruim da carreira e correm boatos de que está de saída da Savoia;
- Patrese esbravejou após mais uma vez ser tirado da corrida na largada por Capelli. O italiano falou que o compatriota não tem condições de estar na F1, não tendo nem maturidade e nem talento para isso. Capelli pediu desculpas mas retrucou dizendo que Patrese não tem classe suficiente para ser um piloto de F1, exigindo mais respeito.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Áustria

Mensagem  Saimon em 7/8/2016, 00:43

- Boutsen era só sorrisos da coletiva de imprensa, após voltar a vencer na F1. Uma dobradinha era tudo o que a equipe precisava para recuperar o ânimo. O belga espera manter a boa fase até o fim da temporada e terminar o ano em alta;
- Fittipaldi elogiou Boutsen pela atuação e todo o time pelo trabalho que colocou os dois carros da equipe nas duas primeiras posições. Emmo falou que o time parece ter finalmente encontrado o caminho certo e espera se manter entre os três primeiros nos construtores na temporada;
- Alboreto comemorou mais um pódium e disse estar em um grande momento de sua carreira. O italiano recuperou a confiança depois de uma má fase que já durava mais de dois anos. As especulações sobre sua saída da Biscazzi começam a esfriar;
- Scheckter parabenizou Alboreto pelo desempenho e comentou que foi o mais rápido que pode hoje, embora tenha terminado em uma não tão boa quarta posição. Mesmo assim, o saldo foi positivo, visto que Senna não marcou ponto a diferença no campeonato caiu para nove pontos;
- Danner estava em êxtase. Era o primeiro ponto dele em sua carreira e o primeiro ponto da Nürburg na temporada. Após o resultado, o alemão mostra-se confiante para seguir na equipe ou até conseguir um carro melhor para o ano que vem;
- Senna criticou bastante a equipe pelo acerto ruim do carro e falou que é preciso rever a situação de algumas pessoas dentro do time. Pelo visto vem aí uma reestruturação na equipe vermelha;
- Piquet lamentou a quebra enquanto liderava e falou apenas que a sorte às vezes está a seu favor, às vezes está contra. Mesmo assim cobrou a equipe providências para que as quebras não voltem a acontecer. O brasileiro falou que poderia ser líder do campeonato neste momento, não fossem as quebras na França e agora na Áustria;
- Prost, que quebrou enquanto liderava, mostrou seu descontentamento com a equipe Savoia e deu indícios que de que realmente pode trocar de time no ano que vem. O contrato do francês termina no fim deste ano.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Holanda

Mensagem  Saimon em 20/8/2016, 01:02

- Mansell não conteve a emoção após conseguir vencer pela primeira vez na F1. Depois de anos penando em equipes pequenas, o carismático britânico chegou a uma equipe grande e finalmente teve condições de brigar por vitórias. Foram várias chances perdidas até que a mais impossível de todas elas acabou virando realidade. Largando em décimo, Mansell esperava apenas escalar algumas posições e obter um bom resultado. Porém, mais do que isso, o britânico ultrapassou todos e, com direito a manobra genial na última volta para passar Rosberg, garantiu sua primeira vitória. A equipe Ferrari está orgulhosa, assim como a Grã-Bretanha. Parabéns Mansell!
- Rosberg lamentou a perda da vitória na última volta, mas reclamou do retardatário Schlesser, dizendo que o francês o atrapalhou, permitindo a manobra de Mansell. O finlandês não vive boa fase e tudo indica que irá se aposentar ao final do ano, já que sempre desconversa quando perguntado sobre seu futuro;
- Boutsen comentou que esperava mais do carro neste fim de semana, principalmente devido ao desempenho nos treinos, mas o que se viu foi uma Williams muito rápida e um Mansell inspirado. Apesar disso, o pódium não foi tão ruim e o belga tem grandes expectativas para as duas próximas corridas, em Monza e Spa-Francorchamps;
- Após mais uma corrida decepcionante, Scheckter conseguiu reduzir apenas mais dois pontos em relação a Senna no campeonato. O sulafricano lamentou a falta de ritmo da Biscazzi no fim de semana e espera dificuldades também nas duas próximas corridas, em pistas de alta. Mesmo assim, Scheckter segue confiante que pode chegar ao título mantendo a regularidade;
- Patrese lamentou a desclassificação, mas sabia que isso poderia acontecer, dado o ritmo que vinha imprimindo durante toda a prova. O italiano vem passando por uma extrema má fase neste ano e não marcou pontos ainda, enquanto seu companheiro Arnoux já registrou três;
- Após mais uma quebra enquanto liderava, Piquet jogou a toalha com relação ao campeonato. Criticou a equipe e a gestão de Rodrigo Rocca. Mesmo assim, disse que não se arrepende de ter saído da Savoia, quando foi questionado pelos repórteres;
- Senna está muito incomodado após três corridas sem marcar pontos. Desta vez se envolvendo em um acidente na largada, o brasileiro confia que a onda de azar vai passar e que na próxima corrida voltará a obter um bom resultado. Senna não poupou críticas a Prost, dizendo que o francês não passa de mais uma promessa na F1. O brasileiro parabenizou Mansell por sua primeira vitória;
- Prost reclamou da fechada de Senna, dizendo que o brasileiro foi o culpado pelo acidente na largada do GP da Holanda. O francês vem enfrentando problemas de todo tipo nesta temporada e está difícil se manter motivado. A aventura na Savoia tem sido decepcionante e por estar próxima do fim.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conversas do Paddock

Mensagem  Saimon em 20/8/2016, 14:56

Assuntos que estão rolando nos corredores do paddock:
- O comando de Rolf Reimann na Project Four está com os dias contados, assim como o apoio da Philip Morris à equipe. Após uma temporada decepcionante, com apenas um ponto marcado, a gigante tabagista estuda vender sua parte no time para Ron Dennis, que assumiria o controle total do time;
- O foco da Philip Morris mudaria para outra equipe: a tradicional Savoia. Os italianos têm contrato com a Benetton até o fim de 1985, porém com a aquisição da Tyrant pela marca de roupas italiana, é bem provável que o patrocinador concentre seus enforços e dinheiro no seu time próprio. A Savoia seria a equipe ideal para alavancar a propaganda da Philip Morris na F1, que há muito tempo não patrocina um time grande;
- A aposentadoria de Emerson Fittipaldi está iminente. Cada vez mais desmotivado, o brasileiro parece estar abrindo mão do sonho de ser campeão pela equipe brasileira, após duas temporadas bastante frustrantes, especialmente esta. Com isso, um nome que surge forte para ocupar seu lugar no time é Alain Prost, que parece cada vez mais fora da Savoia;
- Rosberg é outro que pode estar se despedindo da F1. Após duas temporadas também frustrantes, superado pelos seus companheiros de equipe, o finlandês também vem batalhando contra a desmotivação desde o ano passado.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sir Gale comenta chegada na Savoia e rumores

Mensagem  Sir Gale em 22/8/2016, 16:10

SAÍDA DA ROCCA
"Vinha sendo uma boa temporada, o carro da Rocca é bom e era possível que com meu comando lá, a gente pudesse chegar aos pontos com mais frequência nessa reta final. Agradeço a oportunidade de ter chefiado essa equipe em ascensão, e jamais esquecerei o que vivi lá."

CHEGADA NA SAVOIA
"Acredito que era o mais qualificado para a posição. Comecei na Galaxy à alguns anos, começamos do zero absoluto, brigando por uma posição do grid de largada, e quando saí de lá, deixei o time num momento em que faltava pouco para figurar entre as equipes médias do grid. Na Rocca foi parecido, pegando uma equipe que estava desacreditada entre as médias, e conseguimos levar pra lá o Patrese e o Arnoux, formando uma excelente dupla que pudesse levar a equipe à outro patamar num futuro não tão distante. Então, recebi uma proposta irrecusável de dirigir a Savoia, equipe mais vitoriosa da categoria. A responsabilidade é grande, mas sou sim capaz de levar essa equipe à glória de outrora."

MOMENTO NO CAMPEONATO
"Quando assumi a equipe, sabia das dificuldades, e sabia que seria difícil reverter a situação nos campeonatos, mas acredito que podemos terminar a temporada numa situação respeitável."

PROST ESTÁ DE SAÍDA?
"Eu cheguei agora, mais já estou resolvendo vários problemas que encontrei aqui. Problemas de confiança principalmente. O que falta ao Prost é confiança, e alguém que pudesse dar uma mão, ter uma conversa franca, ser um amigo sabe? Rumores só atrapalham o piloto, mas o Alain é profissional e um dos mais talentosos de sua geração. Confio na sua recuperação, e na sua permanência na equipe."

PHILIP MORRIS DE CHEGADA?
"Bom... ainda não chegou nada, mas dizem que a Benneton realmente está de saída, então abre uma vaga aqui. Seria um prazer começar a negociar com a Philip Morris, pra alavancar o nosso sucesso novamente."

E 1986?
"Preciso resolver 85 antes de pensar em 86."
avatar
Sir Gale

Mensagens : 116
Data de inscrição : 12/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1985 - Sala de Imprensa

Mensagem  Lee James em 23/8/2016, 10:22

A respeito dos comentários sobre uma possível aposentadoria de Emerson Fittipaldi ao final deste ano, Lee James comentou que lamenta a decisão do brasileiro, mas que compreende a decisão do piloto. James ainda ressaltou que a equipe cresceu com os novos motores Renault e espera que o desempenho da reta final possa reanimar Emerson, uma vez que o brasileiro se garantiu na primeira fila do grid em todas as ocasiões em que a nova configuração do motor foi utilizada.

Sobre os boatos de que Prost poderia ser contratado pela equipe brasileira, o britânico confirmou que considera o francês um "ótimo piloto" e que gostaria sim de vê-lo na equipe brasileira caso Fittipaldi decida deixar as pistas.
avatar
Lee James

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Itália

Mensagem  Saimon em 28/8/2016, 20:44

- A F1 está de luto devido a morte do piloto Jean-Louis Schlesser. O terrível acidente do francês deixou todos comovidos no circo da F1. Mansell nem comemorou sua segunda vitória na carreira e falou sobre os perigos do esporte a motor, onde os pilotos têm que conviver com a chance de morte a cada ida à pista. O britânico ressaltou a importância do desenvolvimento de tecnologias e procedimentos para deixar a F1 mais segura, mas reiterou que o risco é inerente ao esporte;
- Prost disse estar aliviado por voltar ao pódium, mas falou que sentiu bastante a fatalidade ocorrida com compatriota Schlesser e disse estar preocupado com Fittipaldi. Os acidentes ocorridos na corrida foram o grande tema da coletiva de imprensa;
- Alboreto foi outro que falou pouco sobre sua corrida e mostrou sua preocupação com a segurança na F1, porém ressaltou que o acidente de Schlesser foi uma fatalidade e acredita que foi erro do piloto. Já no caso de Fittipaldi o italiano acredita que houve imprudência dos pilotos da Williams, Piquet e Rosberg;
- Arnoux não encontrou motivo para comemorar o quarto lugar conquistado na corrida, com a notícia da morte de seu amigo Jean-Louis Schlesser. O francês estava bastante abatido e não quis falar muito;
- Warwick disse estar feliz pelos pontos conquistados após cinco anos de F1, mas está triste ao mesmo tempo com os acidentes de Fittipaldi e Schlesser. O britânico comentou que hoje não foi o melhor dia para esta conquista na carreira, desejando melhoras para Fittipaldi e prestou condolências à família de Schlesser e à equipe Pollux;
- Foi um dia histórico para a equipe Pollux, conquistando seu primeiro ponto, mas Berg trocaria esta conquista pelo seu colega de volta. Este é o sentimento de toda a equipe. Berg comentou que a equipe continou na corrida por obrigações contratuais e pela situação em que se encontrava no campeonato, mas que não tinham informações claras sobre o estado de saúde de Schlesser no momento da decisão;
- De Cesaris comentou que hoje foi o fim de semana mais triste de sua vida. A quebra do motor faltando apenas duas voltas, quando vinha em quinto, além do acidente de Fittipaldi e da morte de Schlesser, foram um duro golpe para o italiano;
- Scheckter lamentou a quebra que lhe impediu de se aproximar de Senna no campeonato, mas culpou o azar, já que a Biscazzi vem fazendo um ótimo trabalho com relação à durabilidade dos carros neste ano. O sulafricano no entanto estava mais preocupado com Fittipaldi e com a família de Schlesser, após a triste perda do piloto;
- Senna estava muito abatido. Sem muitas palavras, o brasileiro comentou que é terrível a sensação de estar envolvido em um acidente que tirou a vida de um colega de profissão. O brasileiro comentou que fez a ultrapassagem e freiou no momento certo na entrada da Variante della Roggia, mas Schlesser não calculou bem sua freada e acabou atingindo o Ferrari. O acidente ainda vai ser melhor investigado através da análise dos vídeos e do depoimento de Senna;
- Piquet isentou-se de culpa no acidente com Fittipaldi e comentou que estava em uma disputa normal por posição e havia espaço para todos na pista;
- Já Rosberg declarou que Piquet apareceu de repente por dentro, induzindo-o a dar uma guinada brusca para a esquerda e acabar tocando Fittipaldi. De qualquer forma, foi um acidente de trabalho e não considera ninguém culpado;
- Boutsen estava bastante entristecido com o ocorrido com seu colega de equipe e chefe Emerson Fittipaldi e também com a morte de Schlesser. O que conforta ao menos é saber que Fittipaldi está com vida e quadro de saúde estável. Perguntado sobre as perspectivas de Emerson voltar a guiar, Boutsen disse que os médicos ainda não sabem ao certo que sequelas ficarão, mas que o importante agora é ele estar vivo e bem. O belga disse que seria muito bom voltar a tê-lo como companheiro de equipe, mas que tudo ainda é incerto sobre o futuro.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jean-Louis Schlesser morre no hospital após acidente no GP da Itália

Mensagem  Saimon em 28/8/2016, 21:20

Piloto francês bateu na traseira de Senna e capotou várias vezes
La Gazzetta dello Sport

Foi emitido logo após o fim da corrida um comunicado oficial do falecimento do piloto Jean-Louis Schlesser. O francês tomava uma volta de Senna quando acertou a traseira do Ferrari do brasileiro e saiu capotando. O carro foi completamente destruído e o impacto na parte da frente causou várias fraturas nas pernas do piloto e também fez com que a coluna de direção saísse do lugar e fosse em direção ao francês, perfurando seu tórax. O pulmão direito foi perfurado e houve parada cardíaca. A equipe médica fez o que pode para salvá-lo, mas Schlesser acabou não resistindo.
O corpo será levado de volta para a França, onde será enterrrado em sua cidade natal, Nancy.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Philip Morris vende sua parte e Ron Dennis assume o controle da Project Four

Mensagem  Saimon em 28/8/2016, 21:27

Ron Dennis compra a parte da equipe que pertencia à Philip Morris e reestrutura time, demitindo Rolf Reimann
The Daily Telegraph

A Philip Morris anunciou a venda de suas ações da equipe Project Four para o outro sócio, Ron Dennis. O britânico agora detém 100% do time. A gigante tabagista agora foca nas negociações de uma parceria com a Savoia, que em breve pode ser anunciada. Enquanto isso, Ron Dennis já tomou as primeiras ações como administrador integral do time, demitindo o diretor esportivo Rolf Reimann, considerado o principal responsável pelo fraco desempenho do time nesta temporada.
O patrocínio da Marlboro segue estampando os carros da equipe até o fim da temporada. Para 1986 a Project Four está em busca de um novo parceiro.


Última edição por Saimon em 28/8/2016, 22:44, editado 1 vez(es)
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Benetton assume o controle total da Tyrant e deixará Savoia

Mensagem  Saimon em 28/8/2016, 22:03

Marca de roupas italiana compra as ações de Paul Jakeman e agora tem 100% do time; contrato com a Savoia encerra no fim do ano
The Daily Telegraph

A Benetton agora é dona de 100% da equipe Tyrant. A negociação ocorreu durante o fim de semana do GP da Itália. Com a concretização do negócio, Paul Jakeman saiu do cargo de diretor esportivo e um novo nome deve ser anunciado em breve.
Paralelamente, a marca de roupas italiana anunciou que a parceria com a Savoia encerrará no fim deste ano. O porta-voz da empresa agradeceu à equipe italiana pela ótima relação nestas três temporadas de parceria, que tiveram como ponto alto o título de 1983. Porém, a Benetton tem objetivos mais ousados na F1 com a compra da equipe Tyrant.
Um ponto que ficou indefinido ainda a respeito da compra da Tyrant é quanto ao nome da equipe. Cogita-se a possibilidade de mudar o nome da equipe para Benetton, porém há o desejo das pessoas dentro da equipe por manter o nome Tyrant, que já tem algum prestígio na F1, principalmente devido às vitórias com James Hunt.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Williams anuncia reestruturação

Mensagem  Saimon em 28/8/2016, 22:28

Frank Williams compra a parte de Patrick Head e anuncia a saída de Rodrigo Rocca da diretoria esportiva
The Daily Telegraph

A equipe Williams está se reestruturando. Frank Williams anunciou a compra da ações que pertenciam ao engenheiro Patrick Head, ficando com 100% das cotas. Paralelamente, foi anunciada a saída de Rodrigo Rocca da diretoria esportiva. Os resultados aquém do esperado são o maior motivo da demissão do italiano, que volta para o comando da equipe de sua família, a Rocca.
Quanto ao futuro de Patrick Head, ele ficará até o fim do ano na equipe, mas não se sabe seu destino para 1986. Ainda há chance de ficar no time, mas há expectativa de negociação do mesmo com outras equipes, entre elas a Fittipaldi, que ainda não tem engenheiro principal contratado para o ano que vem. Savoia também não é descartada.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Emerson Fittipaldi dá entrevista após o acidente e anuncia aposentadoria

Mensagem  Saimon em 28/8/2016, 23:04

Veterano das pistas, Emmo enfrentava a desmotivação e acidente foi a gota d'água para decisão
O Globo

Emerson Fittipaldi anunciou oficialmente sua aposentadoria como piloto da F1. Em entrevista concedida à rede Globo de televisão, o veterano piloto, recordista de largadas na F1, comentou que já não tinha a mesma motivação de antes e que o acidente que sofreu no GP da Itália foi a gota d'água para a tomada da decisão. Depois da perda da disputa do título de 1983, as duas últimas temporadas não ocorreram como esperado para o campeão de 1973, que foi perdendo a motivação gradativamente. Somado a isso, o acidente em Monza, que lhe causou fraturas nas pernas e poderá lhe deixar sequelas, fez com que Emmo quisesse finalmente "pendurar o capacete".
Emerson já havia sofrido um acidente grave em Monza, nos treinos para o GP da Itália de 1968, onde fraturou também as duas pernas. Naquela ocasião, o piloto brasileiro teve muita sorte de ter escapado vivo e sem nenhuma lesão mais grave, visto que despencou do alto de uma das curvas inclinadas do antigo traçado. A seqüência de impactos com as árvores acabou amortecendo a queda e a velocidade. Na época, Emerson estava desesperado para voltar à correr. Sua carreira estava no início e não queria terminá-la tão cedo. Foram instalados pinos de platina em ambas as pernas e, após um período de cerca de 6 meses de recuperação, Emerson voltou a poder guiar um F1.
17 anos depois, a história não é a mesma. A cirurgia foi complicada, pois tiveram que ser colocados no lugar novamente os ossos, reparado alguns pinos e substituídos outros. E as pernas do agora ex-piloto poderão não ficar totalmente recuperadas. Sem saber se poderá voltar a guiar e nem mesmo saber se realmente quer isso, Emerson optou pela aposentadoria.
O veterano ainda foi questionado sobre quem seria seu substituto. Emerson falou que o piloto reserva da equipe, o francês Philippe Streiff, estará no carro na próxima corrida, mas não garantiu que ele permanecerá até o fim do ano. Para o futuro, ainda não se sabe quem o substituirá. Emmo apenas garantiu aos fãs da equipe brasileira que ele e Wilson Fittipaldi buscarão o melhor substituto possível, visando continuar o crescimento e a caminhada da equipe rumo ao objetivo: o título mundial.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1985 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 29/8/2016, 08:54

Em nota, a Ferrari enviou suas condolências à família do piloto francês Jean-Louis Schlesser, falecido no último fim de semana. A Ferrari também lamentou, em mesma nota, o acidente grave de Fittipaldi, no qual a Formula 1 perde um dos ícones do esporte à motor. Desejou ainda uma rápida recuperação ao piloto.

King, em nota separada e pessoal, além de prestar suas condolências à família do francês, e melhoras ao brasileiro, criticou duramente a organização do Grande Prêmio da Itália, pois a corrida deveria ter sido paralisada e finalizada no momento do acidente de Schlesser, dada a gravidade. Segundo ainda o escocês, não havia mais clima para a realização de um Grande Prêmio, ainda mais por conta de um acidente que pela extensão, a mesma organização já sabia ser fatal. Finalizando sua nota, o manager reforçou seu desgosto pela falta de respeito com o ser humano em geral em prol do dinheiro.
avatar
Daniel King

Mensagens : 334
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1985 - Sala de Imprensa

Mensagem  Reinhold_Klotz em 29/8/2016, 09:23

Klotz mostrou-se profundamente abalado com os graves acidentes sofridos por Schlesser e Fittipaldi, manifestando seu luto pelo piloto francês e desejando uma recuperação saudável ao brasileiro.

Em meio ao pesado e fúnebre clima da etapa, o alemão parabenizou Warwick por seus primeiros pontos da carreira e que colocaram a Nürburg na oitava colocação do campeonato. Klotz declarou que espera que este quinto lugar também o motive a continuar na Fórmula 1 após anos batalhando para marcar seus primeiros pontos.
avatar
Reinhold_Klotz

Mensagens : 33
Data de inscrição : 23/02/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1985 - Sala de Imprensa

Mensagem  Lee James em 29/8/2016, 10:47

Desolado após o Grande Prêmio da Itália, Lee James declarou seu imenso pesar pelo acidente fatal de Jean-Louis Schlesser e pelo gravíssimo acidente sofrido por Emerson Fittipaldi. James disse estar a disposição da equipe Pollux para o que precisar e que espera ver o patrão em breve e com saúde de volta à equipe.

Em entrevista após o anúncio oficial da aposentadoria de Emerson Fittipaldi, o britânico comentou que se sentia triste pela última corrida do brasileiro como piloto ter acabado deste jeito, declarando que "lamenta(va) muito que não pudesse ter ajudado Fittipaldi a ser campeão como piloto de sua própria equipe" e que "Emerson merecia ter saído da África do Sul com o título em 1983".

James comentou que, sem Fittipaldi no carro número 7 e com 19 pontos de diferença para a Biscazzi, "a realidade é de tentar se sustentar na terceira colocação dos construtores e não a de repetir o vice-campeonato conquistado no ano anterior" e que compreende que está em desvantagem para Williams e Savoia nas últimas quatro etapas por contar com um novo piloto em adaptação na reta final do campeonato e que o foco agora se volta para o ano seguinte.

Perguntado se aceitaria comentar sobre o futuro da equipe, James concordou em responder algumas perguntas. Sobre o substituto de Emerson até o final da temporada, o chefe de equipe disse que o piloto reserva, Philippe Streiff, estaria com a equipe no GP da Bélgica, mas que, após avaliar alguns pilotos que poderiam ser contratados a curto prazo, estaria quase certa a contração da Martin Brundle da Galaxy para as últimas três corridas. Sobre Brundle, James disse que o jovem piloto ainda não pontuou por conta de muitas quebras, mas que possui bastante talento e espera ver seu desempenho em uma das equipes atualmente no top-5 da categoria.

Sobre a dupla de pilotos de 1986, James comentou que a renovação com Boutsen está garantida pela equipe, bastando apenas acertar os termos financeiros e de duração do contrato, mas que, uma vez que Emerson declarou publicamente a possibilidade de aposentadoria na Holanda, começou a analisar possíveis candidatos à equipe desde a pilotos com contrato encerrado ao final do ano e até mesmo a aquisição de um piloto com contrato vigente para fazer dupla com o piloto belga. Quando perguntado sobre o status de "primeiro piloto" da equipe, o britânico disse não compreender muito bem a ideia sugerida, uma vez que Boutsen sempre teve total liberdade para competir e estar à frente de Emerson nas pistas, inclusive relembrando que a dobradinha recente conquistada na Áustria teve o belga à frente de Emmo, arrematando que espera que qualquer piloto da equipe tenha espírito competitivo para ganhar do companheiro nas pistas e não por ordens de contrato.

Sobre a estrutura da equipe para a temporada seguinte, o manager disse que a equipe terá uma cara nova já que o contrato com a John Player Special não será estendido pelos interesses de ambas as partes. Segundo James, a companhia britânica esperava ao menos um título de pilotos ou construtores até o final deste ano, "algo que atualmente dependeria de resultados dos rivais mesmo que Boutsen vencesse todas as próximas provas" e a equipe Fittipaldi utilizará motores próprios desenvolvidos por Nobuhiko Kawamoto, recusando assim os motores Renault vinculados à parceria com a JPS. Sobre o patrocínio da SAIMA, James disse que o contrato previa uma eventual proposta de renovação dependendo do desempenho da equipe e que "só mesmo ao final do ano para saber se eles terão interesse em manter a parceria".

James comentou se viu surpreso pela especulação de Patrick Head em sua equipe após sua parte da equipe Williams ter sido comprada. O chefe da Fittipaldi comentou que irá analisar todas as possibilidades do mercado, uma vez que considerou que o novo projeto do chassi ainda pode ser melhorado para apresentar maior competitividade e que Head  seria um dos engenheiros que ele consideraria como capazes de complementar este objetivo, finalizando que qualquer mudança na equipe também passaria pelo crivo da família Fittipaldi.
avatar
Lee James

Mensagens : 274
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Bélgica

Mensagem  Saimon em 3/9/2016, 02:33

- Senna comemora aliviado a quinta vitória na temporada, após uma série de abandonos, o que lhe põe a um passo do título. O brasileiro dedicou o triunfo a Jean-Louis Schlesser, morto após um acidente que envolvia o piloto da Ferrari na última corrida. Senna precisa de apenas uma vitória para ser campeão, sem depender dos resultados dos adversários. Se a mesma ocorrer já na próxima corrida, o brasileiro fica com o título por antecipação;
- Boutsen ressaltou o bom desempenho obtido em sua corrida "em casa", agradecendo o apoio dos fãs e comentando que seria impossível segurar Senna. O belga está ciente do objetivo da Fittipaldi nesta temporada, após o acidente de Emerson, que é manter a terceira posição no campeonato de construtores, e falou que o resultado de hoje foi muito importante para alcançar esta meta;
- Piquet volta ao pódium após uma série de abandonos e fez questão de elogiar a equipe, que agora, segundo o brasileiro, funciona muito melhor e mais organizada após a saída de Rodrigo Rocca. O bicampeão espera finalmente conseguir uma seqüência de bons resultados e estabelece como meta o vicecampeonato;
- Johansson festejou muito o grande resultado obtido com a Vector. Apesar da temporada de altos e baixos, com muitos problemas mecânicos, o sueco fez questão de ressaltar a capacidade do carro, apesar da falta de confiabilidade. O piloto ainda não sabe se permanecerá no time, mas comentou que a temporada está sendo positiva, superando suas expectativas e reerguendo sua carreira, de vinha de um ano ruim na Tyrant;
- Bellof comemora a volta aos pontos e também a saída de Rolf Reimann, após uma série de problemas mecânicos e falta de organização da equipe nas últimas corridas. O alemão declarou que a Project Four não merece estar na posição em que está e que continuará batalhando para melhorar a posição do time nestas últimas três corridas;
- Baldi também comemorou o primeiro ponto na temporada, agradecendo ao time pelo carro que prepararam para a corrida de hoje. O italiano comentou que a equipe está com outra motivação após a saída do sisudo Rolf Reimann, dando mais tranqüilidade para a equipe trabalhar;
- Scheckter mostrou-se bastante decepcionado com a performance do carro na corrida de hoje, comentando que a Biscazzi errou a mão no acerto para a chuva. O sulafricano, que ainda acabou abandonando pela segunda vez seguida devido problemas mecânicos, disse que o título já é um sonho distante e que a realidade é lutar para manter o vicecampeonato;
- Capelli teve que ser consolado por Liam Wilson ao retornar aos boxes, após fazer ótima corrida, com grandes ultrapassagens, e ver seu motor Hart lhe deixar a pé. O italiano comentou que merecia o resultado, mas parabenizou seu companheiro Johansson pelo quarto lugar obtido. Wilson comentou que o italiano tem muito talento e merece um grande resultado, à altura de sua capacidade, o que infelizmente não aconteceu ainda nesta temporada;
- Mansell lamentou o incidente na largada que lhe tirou da prova, dizendo que a primeira curva de Spa-Francorchamps é muito apertada e era quase impossível ter noção de onde estava cada carro com todo aquele spray;
- De Angelis culpou Mansell pela batida, após uma manobra brusca do inglês que não havia como prever. O italiano lamentou perder a oportunidade de encostar nos rivais na briga pelo terceiro posto no campeonato de construtores.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1985 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 3/9/2016, 07:29

King vibrou muito com a vitória do brasileiro Ayrton Senna em Spa-Francorchamps. O escocês disse, aos repórteres em coletiva, que o título está próximo, mas ambos os pilotos não podem relaxar, pois ainda precisam garantir o campeonato de construtores.
avatar
Daniel King

Mensagens : 334
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

FIA divulga calendário para 1986

Mensagem  Saimon em 3/9/2016, 18:30

Temporada segue com 16 etapas, mas com 3 novos circuitos
The Daily Telegraph

A Federação Internacional de Automobilismo divulgou esta tarde, logo após o treino classificatório em Brands Hatch, o calendário de provas para a temporada 1986. As principais novidades são a entrada de três novos GPs: Espanha, Hungria e México, substituindo as corridas da Holanda, Europa e África do Sul. Zandvoort e Kyalami não tiveram sucesso nas negociações para renovação de seus contratos, enquanto Brands Hatch passa a ser sede o GP da Grã-Bretanha, no tradicional rodízio com Silverstone. Já os novos circuitos são Jerez de la Frontera, no sul da Espanha, Hungaroring, primeiro circuito a sediar a F1 por trás da Cortina de Ferro, e Hermanos Rodríguez, na cidade do México. As três novas corridas foram distribuídas ao longo do calendário, sendo o GP da Espanha a segunda etapa, o GP da Hungria a décima primeira e o GP do México a décima quinta e penúltima etapa.
Outras alterações foram a volta de Hockenheim sediando o GP da Alemanha, em rodízio com Nürburgring, o GP da Bélgica, que volta a ocorrer na primeira metade do ano, e o GP de Portugal, que retorna para a parte final da temporada.
A temporada iniciará em março, novamente no Brasil, e se encerrará mais uma vez no circuito de rua de Adelaide, na Austrália, em outubro.

final do mês 3 - GP do Brasil, Jacarepaguá
metade do mês 4 - GP da Espanha, Jerez
final do mês 4 - GP de San Marino, Ímola
metade do mês 5 - GP de Mônaco, Monte Carlo
final do mês 5 - GP da Bélgica, Spa-Francorchamps
metade do mês 6 - GP do Canadá, Montreal
final do mês 6 - GP dos EUA, Detroit
metade do mês 7 - GP da França, Paul Ricard
final do mês 7 - GP da Grã-Bretanha, Brands Hatch
início do mês 8 - GP da Alemanha, Hockenheim
metade do mês 8 - GP da Hungria, Hungaroring
final do mês 8 - GP da Áustria, Österreichring
metade do mês 9 - GP da Itália, Monza
final do mês 9 - GP de Portugal, Estoril
metade do mês 10 - GP do México, Ciudad de México
final do mês 10 - GP da Austrália, Adelaide
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Europa

Mensagem  Saimon em 17/9/2016, 11:00

- Senna não tinha palavras para descrever a sensação de ser campeão mundial de F1. Após um conturbado campeonato de estréia em 1984, o título finalmente veio. O brasileiro agradeceu à equipe e também ao seu companheiro Mansell, que não dificultou as coisas para a conquista do título. Senna ressaltou ainda que ele e Mansell ainda têm a missão de trazer o campeonato de construtores para a Ferrari e que continuará focado nas duas últimas provas. Sobre o toque com Scheckter na largada, o brasileiro afirmou que foi tocado por trás e não teve absolutamente nenhuma culpa. No mais, só quer saber de comemorar;
- Mansell, no clima da festa da Ferrari, elogiou Senna e a equipe e disse estar muito feliz por fazer parte desta conquista. O britânico agora disse estar focado na conquista do campeonato de construtores e no seu vice-camepeonato entre os pilotos;
- Piquet ficou contente com o resultado, após ter largado em nono e chegado no pódium. O terceiro lugar lhe colocou na vice-liderança do campeonato, posição a qual o brasileiro irá trabalhar para manter até o fim da temporada. O fato de ser a segunda corrida sem quebras também foi um fato importante levantado pelo brasileiro, que vinha sofrendo com uma série de problemas mecânicos;
- Boutsen elogiou a iniciativa da equipe de adotar uma estratégia diferente, com parada para troca de pneus, que quase resultou em pódium. Foi por pouco. O belga disse estar confiante na briga pelo vice-campeonato e sonha também com o vice-campeonato de construtores para a Fittipaldi;
- Brundle festeja a conquista de seu primeiro ponto na F1 e agradece a equipe Fittipaldi pela oportunidade de guiar o carro número 7. O britânico falou que recebeu orientações para poupar equipamento, já que corria com uma configuração para dar mais potência no motor Renault. No fim, com os pneus inteiros, Brundle conseguiu voltar para sua posição de largada e chegar nos pontos;
- Scheckter comentou a corrida lastimável que fez hoje, andando o tempo todo nos pelotões de trás e intermediário após um toque com Senna na largada. O sulafricano assumiu a culpa pelo toque e disse que foi um fim de semana para esquecer. Sem pontos, o piloto da Biscazzi viu o rival Senna ser campeão.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rosberg anuncia aposentadoria

Mensagem  Saimon em 17/9/2016, 12:02

Finlandês deixará F1 ao fim da temporada
The Daily Telegraph

Um dos ícones do grid da F1, Keke Rosberg anunciou hoje sua aposentadoria da Formula 1. Após 13 temporadas na categoria, o finlandês considerou ser este o momento de parar, tendo conquistado ao longo de sua carreira 6 vitórias, 3 poles e 23 pódiums. O piloto ficará gravado na memória dos fãs da F1 pela sua agressividade ao pilotar o Williams número 27.
Rosberg ganhou destaque no automobilismo internacional após terminar o campeonato da Formula 2 em terceiro lugar em 1972, atrás de Scheckter e Arnoux. Infelizmente o ano também foi marcado pelo seu envolvimento no acidente que vitimou o piloto canadense Gilles Villeneuve. Porém, o desempenho lhe garantiu um lugar na F1 na equipe novata Helix Green para 1973.
O finlandês obteve um sexto lugar e seu primeiro ponto logo em sua segunda corrida, no GP do Brasil. O projeto da Helix Green parecia promissor, porém problemas financeiros e o falecimento do dono em um acidente de carro culminaram no fim da equipe após quatro corridas. Keke passa o resto da temporada tentando negociar sua volta e enquanto isso faz algumas corridas na CanAm.
Em 1974, Keke finalmente consegue retornar à categoria máxima na equipe alemã Effenkammer, a partir do GP da Suécia. O finlandês causa uma boa impressão ao conquistar um sexto lugar logo na estréia. Porém, mais uma vez Keke se vê em meio à uma equipe instável, que acaba correndo apenas até o GP da Itália e deixa a F1, mesmo tendo conquistado três pontos em seu campeonato de estréia (dois de Keke e um de Jochen Mass).
Mais uma vez desempregado, Rosberg garimpa um assento e consegue uma vaga para 1975 em mais uma equipe novata, a inglesa KERS. O carro da KERS parece promissor, mas infelizmente Rosberg não consegue mais do que três sétimos lugares como melhores resultados. Apesar disso, a boa relação com o dono da equipe, o russo radicado na Inglaterra Ingmar Kalashnikov, garante um contrato do piloto com a equipe por mais três temporadas.
Para 1976, a KERS obtém uma melhora no carro, o que permite Keke conquistar dois pontos, com dois sextos lugares.
Em 1977, nova decepção, tendo dois oitavos lugares como melhores resultados.
1978 também começa com maus resultados, porém vem a negociação que muda a carreira e a vida do piloto: Frank Williams, que recentemente começou a fabricar seus próprios carros, vinha observando o finlandês há algum tempo e negocia sua liberação junto à KERS. Rosberg estréia no carro 27 na quarta corrida, em Long Beach, e logo de cara conquista um histórico pódium, chegando em terceiro. Mais duas corridas nos pontos ao longo do ano garantem um contrato de 3 temporadas do finlandês com a equipe. Começava ali uma relação duradoura na F1.
1979 foi a temporada que consagrou Rosberg. Após obter um segundo lugar em Long Beach, o finlandês toma a ponta no GP de Mônaco após largar em segundo e segura Lauda no final para vencer pela primeira vez na F1. Meses depois, em Montreal, Keke larga apenas em décimo terceiro mas, voando baixo na pista molhada, consegue várias ultrapassagens e chega à liderança. No final, segura Laffite com maestria e vence pela segunda vez. Uma das corridas mais memoráveis de Rosberg.
Em 1980, em meio a um campeonato de altos e baixos, Rosberg consegue a vitória no GP da Espanha, após belas disputas com Lauda e Fittipaldi.
No ano seguinte, 1981, o finlandês começa o ano vencendo o GP da África do Sul e faz um campeonato consistente, com sete pódiums, terminando em terceiro lugar. Isso ajuda também a Williams a obter um histórico terceiro lugar no campeonato de construtores.
Com a ascensão dos motores turbo, a Williams fica para trás e Rosberg termina 1982 com apenas um pódium, um segundo lugar conquistado em Mônaco.
Em 1983, a Williams segue sofrendo com os motores aspirados Ford-Cosworth, mas espera pela chegada dos TAG-Porsche turbo para o meio do ano. Porém, Niki Lauda se acidente na Bélgica e a Ferrari convida o finlandês para substituí-lo. Com a Williams em má fase, Keke aceita a oportunidade. Mesmo assim, em sua última corrida pela equipe inglesa, conquista um segundo lugar em Long Beach. O finlandês é considerado um dos grandes pilotos de circuito de rua. Na Ferrari, conquista três pódiums, incluindo a vitória no GP da África do Sul, após a polêmica batida entre Piquet e Fittipaldi.
Rosberg tenta negociar sua permanência na Ferrari, mas a equipe vermelha opta pelo novato Ayrton Senna, que vinha chamando muito a atenção nas categorias de base. Keke retorna à sua "casa", a Williams. 1984 começa mal para o finlandês, com uma série de problemas mecânicos e maus resultados, mas na segunda metade do ano conquistra três pódiums, incluindo uma vitória no GP da Europa, em Nürburgring. Os resultados motivam o finlandês a aceitar a proposta da Williams para correr mais um ano.
1985 era muito promissor, com a Williams muito confiante a respeito de seu carro. Porém, as coisas não ocorrem como esperado e, superado com freqüência pelo novo companheiro, o bicampeão Nelson Piquet, Keke decide pendurar o capacete.
Uma belíssima carreira, sem dúvidas. A agressividade na pista e o carisma fora delas deixará saudades aos fãs da F1.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em uma corrida perfeita em Brands Hatch, Senna é campeão antecipado e Ferrari fica muito perto do título de construtores.

Mensagem  Daniel King em 17/9/2016, 18:42

The Daily Telegraph

A comemoração verde e amarela tornou o circuito inglês de Brands Hatch mais brasileiro esta tarde. Após o que podemos dizer ter sido a melhor corrida da Ferrari desta temporada, Senna mostrou todo seu potencial e com a ajuda da equipe e de Mansell, conquistou o título antecipado de 1985. Visivelmente emocionado, King, em coletiva, disse: "Em meio a todas as dificuldades que enfrentamos esta temporada, quando todos achavam que nós não iríamos corresponder às expectativas, quando a pressão falou mais alto, quando a Biscazzi nos passou nos construtores, nós não desanimamos. Nossos pilotos não desanimaram. Eles foram perfeitos, todos foram perfeitos, coroamos essa temporada de 1985 com esse título, merecidíssimo, do Ayrton! Estamos há poucos pontos de sermos novamente campeões de construtores, estamos perto de fazer Nigel vice-campeão." Questionado sobre diminuírem o ritmo, King ainda completou: "Não desanimaremos agora. Vamos ser mais competitivos ainda nesta etapa final!"
avatar
Daniel King

Mensagens : 334
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - África do Sul

Mensagem  Saimon em 27/9/2016, 23:17

- Prost, de alma lavada após a vitória, agradeceu à equipe pelo bom acerto do carro, que lhe proporcionou esta conquista. Parece que o resultado veio em boa hora, acalmando os ânimos em Como. A Savoia parece ter reencontrado o rumo, aproximando-se da briga pelo terceiro lugar nos construtores, ou quem sabe o vice. Os rumores sobre a saída de Prost parecem ter se dissipado;
- Mansell comemorou o resultado que lhe colocou na vice-liderança do campeonato de pilotos e também o título de construtores para a Ferrari. Com os campeonatos garantidos, agora resta à equipe vermelha e ao britânico garantir o vice na última corrida;
- De Angelis ressaltou a boa disputa com o campeão Senna e fez questão de elogiar o carro e principalmente o acerto da Savoia para a corrida de hoje. O italiano voltou a mostrar grande ânimo e comentou sobre o sonho de vencer pela tradicional equipe;
- Senna comentou que após receber a notícia de que o título de construtores estava garantido, procurou relaxar e curtir a corrida. O brasileiro falou que a disputa com De Angelis foi divertida e o parabenizou pela habilidade demonstrada;
- Em sua primeira corrida após o anúncio da aposentadoria, Rosberg largou em último e chegou em um melancólico sétimo lugar. O finlandês falou que lutou bastante e fez o que pode, mas a equipe não encontrou o acerto ideal durante todo o fim de semana;
- Scheckter lamentou a quarta quebra seguida, que afastou a Biscazzi da disputa pelo título de construtores e também lhe tirou a vice-liderança do campeonato de pilotos. O sulafricano espera que a equipe acorde e resolva os problemas na última corrida para pelo menos sair com os dois vices;
- Piquet é outro que lamentou mais uma quebra e queixou-se do acerto da Williams. O brasileiro falou que a falta de um diretor esportivo está sendo bastante prejudicial ao time, que parece perdido nesta reta final do campeonato.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1921
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1985 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 7/10/2016, 10:51

Em nota, King parabenizou todo o staff, de pilotos a mecânicos e engenheiros pelo Título de Construtores antecipado, que, para ele, "Foi muito, mas muito merecido, por conta do trabalho duro que todos tiveram para elevar a Ferrari a posição de unanimidade em tecnologia automobilística de ponta. Anunciou ainda que irá buscar o vice-campeonato de Mansell à qualquer custo."
avatar
Daniel King

Mensagens : 334
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mansell é vice-campeão! Em uma temporada coroada, King surpreende a todos em coletiva

Mensagem  Daniel King em 7/10/2016, 11:10

The Sun

Em coletiva ao vivo, após a etapa de encerramento, o escocês mais querido da Formula 1, Daniel King, falou por meia hora sobre a temporada e o futuro da Ferrari. King, que entrou acenando ao público, antes mesmo de quaisquer perguntas, declarou: "Estou muito feliz por estar aqui, por ter feito história pela Ferrari. Feliz por ter comandado esta equipe, muito acolhedora, por estas três temporadas, de poder capitanear pilotos como Ayrton Senna e Nigel Mansell, que para mim, são os melhores pilotos da atualidade. De poder trabalhar com engenheiros como John Barnard e Hans Mezger, que fizeram, por duas temporadas, o melhor e mais competitivo carro da Formula 1 de todos os tempos!"
King continuou: "Parabenizo, formalmente, o brasileiro Ayrton Senna pelo título de pilotos, muito merecido, que corrige meu erro de em 1984. Parabenizo também o britânico Nigel Mansell, pelo vice-campeonato, pelas vitórias, pelas poles...ele agora é um piloto completo, evoluiu muito do Mansell que conhecemos. Parabenizo a todo staff pelo Bicampeonato de Construtores, muito merecido, pois nossa equipe é a melhor, em técnica e equipamento."
Terminando, King já logo foi questionado sobre o futuro da Ferrari, e respondeu, surpreendendo a todos: [i]"A Ferrari irá trilhar seu caminho agora, com Senna, Mansell, Barnard e Mezger. Tem tudo encaminhado para a próxima temporada, creio que eles repetirão o feito e serão Tricampeões de Construtores. Mas irão sem mim. Estou entregando meu cargo. Meu ciclo terminou, cumpri as metas a que me propus, a Ferrari é a maior do grid." Em meio ao burburinho que tomou conta da sala, King completou: "Continuo em seu controle até dezembro, e depois como acionista, mantendo meus 10% na equipe, mas neste momento irei ficar apenas como fã da equipe, que me tornei nestes anos de trabalho. Desejo a melhor sorte do mundo para quem a assumir." - disse King, já se levantando e saindo da sala de coletiva.
Cogita-se algum desentendimento interno sobre o período de negociações, já que King havia negociado secretamente com a Fittipaldi a ida de John Barnard para a equipe brasileira, visando melhorar o projeto com outro engenheiro. O fato é que o escocês mais polêmico e sem papas na língua do automobilismo saiu pela por da frente da Formula 1, para talvez nunca mais voltar.
avatar
Daniel King

Mensagens : 334
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1985 - Sala de Imprensa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum