1982 - Sala de Imprensa

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Matheus Berçot em 23/7/2013, 19:38

Sean Byron afirma que deposita extrema confiança nos pilotos e sabe que as condições não foram as mais amigáveis.
avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 23/7/2013, 22:46

Procurado por jornalistas logo após a corrida, o chefe da Tyrant dignou-se a comentar que seus carros estão rendendo muito na corrida, graças ao trabalho em conjunto de toda a equipe técnica e à seus excelentes pilotos. Segundo ele, a dupla Hunt-Johansson é a melhor que a equipe teve até hoje, com pilotos comprometidos e focados, buscando sempre o melhor e dando tudo de si em pista.
Questionado sobre o incidente entre Johansson e Patrese, King apenas comentou: "Não tenho dúvidas que se Johansson não tivesse sido criminosamente tirado da corrida, ele teria terminado nos pontos. Creio que Patrese deve guardar mágoas da equipe, por conta de sua venda forçada, já que não é a primeira vez que faz isso, além de ter tentando a mesma manobra com Hunt hoje. Creio que seria bom ele começar a ser mais cauteloso, pois desde os tempos da Tyrant ele é muito agressivo e inconsequente. Mesmo não sendo mais piloto da equipe, não gostaria de vê-lo ele figurando no Hall de Pilotos Falecidos, por conta dessas proezas. Prezamos sempre pela vida."
avatar
Daniel King

Mensagens : 335
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

Honda anuncia desenvolvimento de motor para a F1

Mensagem  Saimon em 24/7/2013, 01:17

Montadora japonesa pretende voltar à categoria máxima após sucesso na F2
The Guardian

A Honda anunciou oficialmente nesta manhã em Mônaco a sua volta à F1 como fornecedora de motores. A montadora japonesa estava fora da categoria desde o final da década de 60, mas após o sucesso na F2, com o título de Teo Fabi pela Ralt-Honda, os nipônicos resolveram reinvestir na categoria máxima do automobilismo. Foi anunciado que o novo motor terá tecnologia turbo e deve ser bastante competitivo, porém ainda não se sabe qual equipe será parceira. Com a ascensão dos motores sobrealimentados, a disputa pelo fornecimento da Honda promete ser acirrada. As negociações devem acontecer no final do ano, segundo informou a montadora.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Giorgio Montone comemora retorno da Honda

Mensagem  Giorgio Montone em 25/7/2013, 01:14

Giorgio Montone, chefe da Scuderia Savoia, demonstrou grande satisfação com o retorno da Honda à Formula 1. Saudosista, ele lembrou de 1968 quando, em conjunto com a montadora japonesa, a Savoia de Keith Duckworth montou o mais fantástico motor da história da Formula 1, o lendário Savoia Honda Valens. O mesmo garantiu as únicas "tripladinhas" da história da categoria máxima do automobilismo.
avatar
Giorgio Montone

Mensagens : 96
Data de inscrição : 09/01/2013
Idade : 91
Localização : Modena

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Newsweek Formula One Days 2: Imola and Zolder

Mensagem  Matheus Berçot em 25/7/2013, 15:35

Newsweek
Autor: Sean Byron

Tão rápido quanto os carros da Fórmula 1 apenas o universo dela. Entre Long Beach e a corrida em Zolder, passei um bom tempo envolto em reuniões e planejamentos, tudo para se conseguir uma melhora em um detalhe ou outro na performance, de fato, o tempo passou voando. É a terceira vez que a categoria, assim como eu, desembarca em San Marino, e já dá para sentir como está se consolidando um público por lá. Obviamente tudo foi muito corrido, era hora de ir ao autódromo: testar, ajustar, testar mais um pouco, ajustar mais um pouco e finalmente correr. Para algumas pessoas o automobilismo se trata de finais de semana, mas para nós é um esforço em tempo integral, outros podem achar isso repetitivo, mas posso garantir que sempre há novidades. Foi relativamente fácil conseguir um bom ajuste para a pista, e a classificação foi tranquila, sem grandes animosidades, René conseguiu a terceira posição no grid e Didier a sexta posição, vencemos mesmo a equipe da casa (Ferrari) nisso, no domingo não tive aquele nervosismo de Kyalami, foi algo calmo, já posso dizer que definitivamente me acostumei, e de fato tudo começou bem, mas fomos traídos pelo destino!

Como toda nova tecnologia é suscetível a falhas, com a bomba de combustível não foi diferente, René tinha perfeitas condições de vencer a corrida quando no pit stop tudo deu errado, o combustível não era liberado e perdemos um tempo enorme nisso, claro que não devemos nos preocupar, o reabastecimento é o futuro e pequenos tropeços assim acontecem (eu gostaria de elogiar o ótimo trabalho da fabricante na temporada, aliás). Didier também vinha extremamente competitivo, mas definitivamente o azar havia nos visado naquele dia: as velas começaram a dar problemas e destruíram um bom resultado, mesmo assim ele levou heroicamente o carro até o fim e garantiu seus pontos. Tornou-se um dia ruim, sabemos que as expectativas da equipe são muito maiores do que isso, mas foram coisas que fugiram do controle humano, sabíamos que tínhamos como atingir nosso objetivos. Agora é rumo a Zolder!

Mais treino, mais ajuste, mais treino, mais ajuste, mais corrida, mas sempre com cada instante parecendo completamente diferente de tudo o que já vivemos. René vem conseguindo tempos completamente geniais nos treinos oficiais ultimamente e dessa vez não foi diferente, com um quarto lugar no grid e uma promissora corrida se desenhava. Após a qualificação mais uma reunião, e a Renault oficialmente decidiu fornecer motores para mais uma equipe em 1983, decisão que acatei e ainda acho correta, com mais carros logicamente existe uma base de dados maior para se evoluir o que temos. Então fomos todos (pilotos, mecânicos, engenheiros) a um longo jantar, a ideia era falar pouco de corridas e relaxar, mas era óbvio que não daria certo, não foram cinco minutos e o assunto já era a iminente proibição do carro asa, a que particularmente me mostro favorável também, já que a evolução tecnológica ainda terá que andar um pouco mais para conseguir lidar seguramente com as consequências do efeito Venturi nos assoalhos. Bem, após umas boas conversas, fomos todos ao hotel dormir e esperar a corrida, como a noite estava chuvosa, já se havia uma noção do que iriamos encontrar.

Cedo, muito cedo, e todos acordados, afinal esse é o ritmo do automobilismo. No autódromo, antes da corrida, a prova de que a noite não mentia: a pista estava um pouco molhada, a chuva havia parado ainda na manhã. Havia a escolha de largarmos com pneus slicks ou chuvosos, mas o céu já indicava que a água não voltaria a cair tão cedo, então decidimos ir com os bons e velhos "carecas". Definitivamente não fomos os únicos nessa linha de raciocínio. Uma pena que nossa estadia na Bélgica não viria a durar muito.

Luz verde! Mas as condições não eram amigáveis mesmo: nessa pista molhada, de pneus slicks e carro pesadíssimo, René acabou errando e batendo, uma pena pois isso jogou fora um final de semana desenhado para ele. Didier também vinha muito bem até o momento em que errou na disputa com Elio De Angelis e acabou rodando, dois abandonos precoces em menos de dez voltas, não havia mais nada a fazer a não ser pegar o avião e se planejar para a próxima corrida. Mas as competições são feitas dessas variações, momentos bons, momentos ruins, os grandes competidores -- e inclui-se a Renault nisso -- têm a capacidade de reverter situações assim facilmente, vencer os maiores leões, pensar nas melhores estratégias, atirar nos mais difíceis alvos, e é com essa mentalidade que vamos para Mônaco e para o resto da temporada, porque acima de tudo somos uma equipe de Fórmula 1.
avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Alfa Romeo anuncia desenvolvimento de motores turbo para F1

Mensagem  Saimon em 25/7/2013, 16:56

Italianos iniciaram desenvolvimento de novos motores e poderão fornecer para duas equipes
La Gazzetta dello Sport

A montadora de Milão anunciou, logo após a Honda, que também está desenvolvendo um motor turbo para a F1, visando a próxima temporada. A Alfa não poderia ficar atrás da concorrência, que se direciona completamente para a tecnologia turbo, e tratou de iniciar a concepção de seu propulsor sobrealimentado.
Quanto aos parceiros na F1, a ligação com a Philip Morris deve continuar, por pelo mais um ano quando se encerra o contrato, sendo que a equipe que for parceira da tabagista receberá os novos motores. Atualmente esta equipe é a Winhill, porém com a fraca campanha do time neste ano, não é certo que ocorrerá a renovação com os americanos. Além disso, corre o boato de que a Alfa forneceria seus motores também para uma equipe italiana, ficando com dois parceiros na F1 e aproveitando para apoiar um time de seu país. No atual cenário, o time italiano mais provável para conseguir esta parceria seria a Scuderia Rocca.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Giovane Biscazzi comenta iminente revolução dos motores turbo na Formula 1

Mensagem  Giovane Biscazzi em 25/7/2013, 17:57

O chefão da equipe italiana campeã do mundo em 1979 opinou sobre as últimas da Formula 1 e posicionou sua equipe na próxima janela de negociações
Corriere dello Sport

Ciente das declarações oficiais que têm cercado a Formula 1 nas últimas semanas, Giovane Biscazzi deu o seu pitaco e fez questão de posicionar a Biscazzi nas próximas brigas pelos melhores propulsores da categoria. Reproduzimos abaixo um resumo de cada fala de Giovane:

Fim do efeito solo
"Já estava na hora da FIA tomar uma atitude de peso para aumentar a segurança dos pilotos e torcedores que amam a Formula 1. Já vimos muitas mortes e acidentes bizarros neste esporte tão apaixonante. Além de aplaudir de pé a decisão da FIA, gostaria de deixar os torcedores da Biscazzi tranquilos, pois a vinda já acertada de Colin Chapman a partir do mês 8 amenizará este problema [fim do efeito solo] em nossa equipe."

Renault
"Vejo com bons olhos o fornecimento dos motores Renault para mais uma equipe na Formula 1 a partir do ano que vem. No entanto, por tudo que a Biscazzi já fez pela França no cenário automobilístimo mundial, fico triste por não poder candidatá-la à disputa do fornecimento desses propulsores que prometem ser bastante promissores, pois como disse outrora, enquanto eu estiver vivo nunca mais uma indústria da morte estampará seu logo na carenagem de um carro da Biscazzi."

BMW
"A Savoia tem mostrado que os motores alemães da BMW são competitivos e duráveis. No entanto, se um dia nossa equipe vestiu as cores da Alemanha, hoje em dia somos italianos e não pretendemos voltar para Frankfurt tão cedo, até porque enquanto eu estiver vivo a sede da Biscazzi será em Isola della Scala. E como não pretendemos contratar pilotos alemães para o próximo ano, estamos fora desta disputa."

Honda
"Investimos na Formula 2 enquanto pudemos. Na verdade, fomos a última equipe a deixar de investir na categoria de acesso da Formula 1 e só fizemos isso porque fomos forçados pela FIA. Por isso, vejo a montadora Honda como uma excelente parceira no fornecimento de motores da Biscazzi para os próximos anos, principalmente se os nossos propulsores [Nadia] ficarem ultrapassados."

Alfa Romeo
"Infelizmente a indústria da morte prejudicou significativamente os laços que mantínhamos com a montadora italiana que tanto nos ajudou em 1979. Talvez isso dificulte uma reaproximação para os próximos anos e é por isso que vejo a Rocca com mais chances para abocanhar o fornecimento dos motores italianos."

Finalizando a conversa, Giovane falou rapidamente sobre o desempenho da Biscazzi em 1982:

1982
"Temos trabalhado duro nesses últimos meses para garantir conjuntos competitivos aos nossos pilotos. Fruto disso é a vitória do Michele nos Estados Unidos e a quase dobradinha em San Marino. Tenho certeza que vamos colher ótimos resultados nas próximas etapas e lutar pelos títulos até a última corrida, quando espero poder comemorá-los."
avatar
Giovane Biscazzi

Mensagens : 274
Data de inscrição : 14/01/2013
Idade : 37
Localização : Hortolândia/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rocca-Alfa em 1983?

Mensagem  Rodrigo Rocca em 25/7/2013, 21:14

O Corriere dello Sport procurou Rodrigo Rocca após os comentários de Giovanni Biscazzi, relacionando a Scuderia Rocca aos motores Alfa Romeo em 1983. Rocca comentou: "Os motores turbo não são apenas o futuro da Fórmula 1, já são o presente. É cada vez mais necessário ter um motor turbo para poder competir numa Fórmula 1 com tantas equipes fortes e com grandes parceiros. Nesse sentido, seria fantástico ter a Alfa Romeo como parceira, não há italiano que não possua profunda simpatia pela Alfa! Estamos abertos a negociação, não tenham dúvidas! E faremos o possível para mostrar, com performances, resultados e planejamento, que temos condição de receber a Alfa Romeo em nossos carros. E como a Savoia já possui um parceiro, a Ferrari e a Biscazzi fabriquem seus próprios motores, porque não a Rocca? Seria uma parceria fantástica para o automobilismo italiano!"

Quando perguntado sobre a Honda e a BMW, Rocca preferiu não fazer maiores comentários: "São grandes montadoras, vencedoras na Fórmula 1 e no automobilismo em geral. Mas a única coisa que posso falar nesse momento é que gostaríamos muito de ter um motor turbo para 83. Isso viabilizaria a continuidade de nosso crescimento."
avatar
Rodrigo Rocca

Mensagens : 286
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 65
Localização : Catania, Itália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Lee James em 25/7/2013, 21:50

Com os bastidores da Fórmula 1 circulando diversas notícias a respeito de novos motores turbo, Lee James foi procurado para esclarecer os boatos de que estaria interessado em uma eventual parceria com a Imperial Tobacco e os novos motores turbo Renault:

"A chegada de motores turbo de qualidade é muitíssimo apreciada pela Fittipaldi. Apesar dos bons resultados e do excelente motor aspirado projetado por Georges Martin, é nítido que algumas equipes subiram em qualidade graças aos propulsores turbo. Durabilidade garante pontos, mas potência garante vitórias e é neste segundo caminho que pretendemos seguir", declarou o chefe de equipe da Fittipaldi, comentando também que está muitíssimo satisfeito com a Copersucar, patrocinadora da equipe desde sua fundação. No entanto, James comentou que estaria aberto a estudar nova propostas que forem compatíveis com os planos de evolução da equipe.

James aproveitou o assunto para motivar o veterano Emerson Fittipaldi a permanecer na categoria. "Sabemos que desde a fundação da equipe, o sonho de Emerson era o de ser campeão com a equipe. Apesar de andarmos no pelotão de frente, sempre havia algum detalhe que nos colocava um pouco atrás das equipes campeãs e com a aquisição de motores turbo temos certeza de que estaremos no mínimo em pé de igualdade com as equipes de ponta, então esperamos que Emerson também partilhe dessa confiança e não pretenda encerrar sua carreira na categoria ao final do ano." O chefe da Fittipaldi ainda comentou estar bastante satisfeito com o desempenho de De Cesaris e que, mesmo inexperiente, vem se mostrando um excelente piloto, também enaltecendo o trabalho de todos os membros da equipe nesta temporada
avatar
Lee James

Mensagens : 279
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Mônaco

Mensagem  Saimon em 29/7/2013, 13:18

- Piquet não conteve o sorriso e o bom humor nas entrevistas, após a terceira vitória seguida e a liderança isolada do campeonato. O brasileiro brincou que as três vitórias são apenas três dedos na taça, faltando ainda sete para agarrá-la de vez. Piquet comentou também sobre seus adversários, colocando seu companheiro Alan Jones como o principal concorrente ao título;
- De Angelis comemorou muito o pódium, que acalma os ânimos e alivia a pressão na Williams. O cargo de Gustavo Lovatto, manager do time, estava ameaçado, mas parece que agora as coisas tomaram novo rumo. O italiano apenas lamentou a ausência de seu companheiro de equipe Rosberg, pois este poderia também estar no pódium;
- Fittipaldi lamentou ter perdido a posição para De Angelis na largada, que lhe custou o segundo lugar. O brasileiro admitiu ter feito uma corrida conservadora, esperando que os Savoia não conseguissem abrir na frente o suficiente para voltar ainda na liderança após a parada. Infelizmente para o brasileiro, Piquet conseguiu voltar à frente e vencer a prova;
- Jones lamentou a estratégia equivocada da Savoia, que lhe colocou atrás de De Angelis e Fittipaldi na corrida. O australiano espera ter sempre a mesma estratégia de corrida de seu companheiro, para que a briga pelo campeonato seja realizada no braço, e não por diferenças de tática de corrida;
- Hunt reclamou muito da manobra de Jochen Mass que lhe tirou da prova. O britânico não consegue entender por que um piloto experiente como Mass tenha tentado uma manobra tão estúpida. Hunt comentou que "não é à toa que nunca tenha vencido ou estado em uma equipe competitiva na F1";
- Mass ignorou as críticas de Hunt e falou que o mesmo deveria se preocupar com seu trabalho e parar de falar besteira. O alemão admitiu que a manobra fora arriscada, mas comentou que Hunt fechou deliberadamente para cima de seu carro.


Última edição por Saimon em 30/7/2013, 00:33, editado 1 vez(es)
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bill Gale comenta possível negociações com motores turbo e mais...

Mensagem  Sir Gale em 29/7/2013, 15:45

Em rápida passagem pelos jornalistas após ter cumprimentado Bruno Giacomelli ao fim da corrida de Mônaco, Bill Gale parou para responder algumas perguntas dos jornalistas presentes.
Bill Gale elogiou novamente seu piloto e aproveitou para falar dos boatos que circulam nas entrevistas e notas envolvendo mais fornecimento de motores turbo na próxima temporada:

"Estamos satisfeitíssimos com a temporada, e como nosso carro nasceu tão bom. A temporada ainda está no início, mas para uma novata, estamos acima da média, e vocês sabem disso. Giacomelli tem seus méritos, pois está sendo agressivo, e fazendo sua parte de acordo com o que é pedido a ele nas reuniões extra-pista. Só abandonamos na primeira corrida, e foi por uma fatalidade. Nosso carro se mostra muito confiável e isso no final, faz muita diferença. Respondendo às perguntas sobre os Turbo, eu diria que é difícil já para a próxima temporada, mas enquanto existir chance, vamos tentar. Todos estão vendo como estamos sendo excelentes e os fabricantes de motores também. Mas vamos com calma, vamos fazer nossa parte, que assim seremos recompensados um dia. Obrigado."
avatar
Sir Gale

Mensagens : 116
Data de inscrição : 12/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Rodrigo Rocca em 4/8/2013, 02:31

Claudio Carsughi - Rádio Jovem Pan

Em rápida entrevista para a Rádio Jovem Pan, o dono da equipe Scuderia Rocca, o italiano e com grandes laços "brasilianos" Rodrigo Rocca comemorou o crescimento da equipe. "Com esse 18º lugar, completamos seis GPs consecutivos largando entre os 20 primeiros, um grande crescimento em relação a temporada passada. Considerando somente os 10 carros pertencentes as 8 menores equipes, conseguimos nossa sexta primeira fila."

Sobre 1982, Rocca deu mais algumas pistas sobre o planejamento da equipe: "Nosso carro já está em construção e também estamos buscando um engenheiro que possa trabalhar junto com Beaujon no refinamento do projeto. Outro ponto importante que estamos avaliando é a possibilidade de correr com um segundo carro em 83. As dificuldades são imensas, um segundo carro teria custo entre $8 mil e $10 mil anuais, ou seja, entre $700 e $800 mensais. Dependeríamos de um apoio ainda maior de nossos parceiros atuais, mas estamos trabalhando para viabilizar essa possibilidade."

avatar
Rodrigo Rocca

Mensagens : 286
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 65
Localização : Catania, Itália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Leste dos EUA

Mensagem  Saimon em 19/8/2013, 23:43

- Lauda festejou o recorde de vitórias que acabou de alcançar e agradeceu à equipe Ferrari que sempre o apoiou desde os tempos de Potere. O austríaco comentou sobre suas possibilidades no campeonato e ressaltou que está vivo na disputa;
- Jones criticou a estratégia da Savoia e declarou que tinha carro para vencer se não tivesse que parar para reabastecer. O australiano ressaltou que todos sabem que a estratégia de reabastecimento não funciona nas pistas de baixa e gostaria de não parar na próxima corrida nestas condições. De qualquer forma, ficou satisfeito com o resultado, que lhe deixou a apenas três pontos do líder Nelson Piquet no campeonato;
- Alboreto dividiu sentimentos entre decepção e satisfação após o pódium. O italiano esperava brigar pela vitória após o bom treino, mas os adversários cresceram na corrida e o resultado normal seria o quinto lugar, não fosse os problemas de Scheckter e Fittipaldi com os pneus. No fim das contas, um lugar no pódium não foi tão ruim, declarou o italiano;
- Arnoux comemorou seu primeiro ponto pela Renault, que já deveria ter vindo muito antes, não fosse o azar, segundo o francês. Arnoux espera agora subir ao pódium nas próximas corridas e brigar pela sua primeira vitória nas pistas de alta;
- Scheckter mostrou-se inconsolável com o furo no pneu que lhe fez bater na última volta em Detroit. O sulafricano, que já havia perdido uma vitória certa em San Marino, declarou que o azar tem sido o grande vilão nesta temporada e que poderia estar próximo dos líderes do campeonato;
- Fittipaldi também ficou bastente inconformado com o furo no pneu e comentou que irá pedir à Goodyear um relatório detalhado com que ocorreu em Detroit. O brasileiro teve que abandonar após um furo faltando poucas voltas para o final da prova, depois de ter feito várias ultrapassagens e saído da décima nona para a segunda posição. Tanto a fabricante americana quanto a Michelin ainda não se pronunciaram sobre os problemas no final do GP;
- Piquet lamentou a quebra que lhe tirou da prova quando liderava, mas minimizou o fato e comentou que a equipe esperava muito mais problemas com os novos motores BMW, que têm surpreendido com sua confiabilidade. O brasileiro segue confiante na disputa pelo título.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Montone responde a Jones

Mensagem  Giorgio Montone em 21/8/2013, 15:00

Giorgio Montone comemorou a corrida de recuperação de Alan Jones, pedindo desculpas pela estratégia adotada na corrida, justificando acreditar que naquele momento largar mais leve seria fundamental para as pretensões de corrida. Contudo, Montone alfinetou: "se Jones largasse melhor, mesmo assim ganharia a corrida".

Montone também admitiu grande satisfação a surpreendente confiabilidade dos motores BMW, ressaltando que "pode ser fruto de uma rara maré de sorte nossa, mas acredito mais na competência de nosso fornecedor de motores".
avatar
Giorgio Montone

Mensagens : 96
Data de inscrição : 09/01/2013
Idade : 91
Localização : Modena

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Matheus Berçot em 21/8/2013, 20:48

Sean Byron oficialmente parabeniza René Arnoux por seu desempenho espetacular em uma pista tão desfavorável.
avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Canadá

Mensagem  Saimon em 30/8/2013, 22:02

- Scheckter, na coletiva logo após a corrida, ainda sem saber da morte de Pironi, agradeceu à equipe Biscazzi pelo excelente carro e estratégia que foram preparados, fazendo-o ter a sensação de ter se livrado de um enorme peso nas costas, depois de sete anos sem vencer. O sulafricano no entanto mostrou-se muito preocupado com Pironi. Depois do anúncio da morte, o Scheckter foi procurado novamente pela imprensa e falou que não tem vontade alguma de comemorar a vitória;
- Piquet, mesmo perdendo a corrida, declarou que a estratégia da Savoia era a mais correta e que Scheckter conseguiu a vitória por estar em um dia "especial", andando muito rápido durante toda a prova. O brasileiro também lamentou muito o acidente de Pironi;
- Fittipaldi lamentou ter perdido a segunda posição na soma dos tempos, mas fez questão de elogiar o espírito de luta da equipe. O brasileiro também comentou sobre o acidente ocorrido na terceira volta, apontando vários problemas de segurança no circuito de Montreal, entre eles o muro baixo que divide a entrada da saída da Epingle des Stands. Emmo disse ainda estar muito preocupado e torcendo pela recuperação de Pironi. Depois da notícia da morte do francês, deu entrevista bastante abatido e lamentando muito a perda;
- Arnoux ficou no hospital acompanhando o progresso dos médicos na tentativa de salvar Pironi, que acabou em vão. Horas depois do anúncio da morte, o piloto foi encontrado por uma equipe de repórteres francesa e concedeu entrevista bastante emocionado, falando da amizade que tinha com o companheiro. Fim de semana triste para a F1;
- Os demais pilotos também ficaram bastante abatidos com a morte do piloto. A montadora Renault, dona da equipe Renault F1, declarou luto oficial nesta segunda-feira.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Giovane Biscazzi em 30/8/2013, 22:08

Giovane Biscazzi decreta luto oficial na Biscazzi pela morte de Pironi
Corriere dello Sport

O Grande Prêmio do Canadá de 1982 poderia ser um dos mais felizes da temporada para a Biscazzi, pois foi na etapa canadense que Jody Scheckter, segundo maior salário da categoria, conseguiu sua primeira vitória pela equipe.

No entanto, logo na volta de número três um fatídico acidente manchou para sempre a oitava etapa da atual temporada levando consigo Didier Pironi, ex-piloto da Biscazzi. Pironi defendeu as cores da equipe de Verona no biênio 1977/1978, onde fazendo parceria com o maior piloto da história da equipe, conquistou duas vitórias contra nenhuma de Laffite. No entanto, cláusulas contratuais impostas por uma indústria tabagista forçaram a saída de Pironi da equipe. Obviamente amargurado, Pironi declarou que não teria planos de voltar para a Biscazzi no futuro, mas na equipe sua passagem foi bastante significativa e até hoje ele era tido como um filho, fato que levou Giovane Biscazzi a decretar luto oficial de sete dias em respeito a sua memória.

Visivelmente abatido, Giovane enviou condolências à família do piloto e retirou-se em silêncio pouco depois de decretar luto de sete dias na equipe.
avatar
Giovane Biscazzi

Mensagens : 274
Data de inscrição : 14/01/2013
Idade : 37
Localização : Hortolândia/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Comunicado oficial de Sean Byron

Mensagem  Matheus Berçot em 30/8/2013, 22:45

Newsweek


"Eu não sei o que devo dizer, pensar, falar, não sei expressar como me sinto, talvez a palavra "devastado" seja a mais exata para descrever como é perder alguém em um acontecimento assim, são aqueles momentos em que vemos que o mundo e suas adversidades são coisas muito maiores do que nós, meros mortais. Eu perdi um amigo hoje, nos conhecemos há pouco tempo e mesmo assim tivemos uma ótima amizade. Quando entrei na fábrica da Renault para conhecer a equipe ele foi o primeiro a me dar boas vindas, o primeiro a me auxiliar e me orientar sobre como eram as coisas, obviamente isso resultou em uma saudável convivência, logo falávamos tranquilamente de assuntos pessoais, sabe... Didier era um dos maiores pilotos do mundo, mas era uma pessoa ainda mais brilhante... ou posso dizer "é", afinal, as lendas nunca morrem, as lendas sempre continuam vivas em nossas memórias, seus legados são perpétuos, dentro e fora das pistas. Nos boxes antes das provas tínhamos diálogos hilários, situações divertidas, coisas assim bem fora de contexto em meio a esse ambiente de intensa pressão. Se eu posso dizer que tenho arrependimentos, é por não o ter conhecido antes. Não vou me estender por demasiado, até pois muitas memórias nunca poderão ser descritas corretamente com meras e vãs palavras, mas expresso nessa carta minha mais profunda tristeza, minha amargura e meu ódio pelo o que houve nesse final de semana. Didier sempre foi um grande amigo e amante da velocidade, sabemos que ele quer que continuemos a honrá-la, firmes e fortes aqui, e assim o faremos. Deixo minhas condolências à família e já aviso que poderão sempre contar com meu mais sincero suporte nesse momento em que nada nos permeia além de intensa dor.

Sean Byron
"
avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Check-Point Metade da Temporada - Comentários dos Patrocinadores Principais - Parte 1

Mensagem  Saimon em 1/9/2013, 17:02

Denim (Savoia)
"A temporada está perfeita. A equipe construiu um excelente carro e os motores BMW estão surpreendendo pelo seu desempenho e confiabilidade. Acreditamos que os títulos de pilotos e construtores são apenas questão de tempo. Nossa marca subiu muito de valor durante estes três anos e meio de parceria com a Savoia, a qual nem sonhávamos em apoiar quando batemos na porta da F1 à procura de um parceiro. No entanto, durante este tempo investimos enormes quantias de dinheiro e precisamos agora reduzir os valores gastos na F1, para apenas colher os frutos. Porém não queremos de forma alguma nos desvincular da Savoia. Gostaríamos de continuar parceiros da maior scuderia da F1, mas em um contrato de patrocínio menor (secundário). Salientamos também que a equipe não precisa se preocupar em achar um novo patrocinador principal, pois conversamos com a também italiana Benetton e eles estão preparando uma grande proposta de patrocínio."

Parmalat (Biscazzi)
"A equipe se reergueu, como imaginávamos e sempre confiamos. Estamos muito satisfeitos com as vitórias e o sucesso obtido até aqui, especialmente a primeira vitória de Michele Alboreto. Esperamos que a equipe possa se manter na briga pelo título até o final. Se continuar no atual ritmo, não hesitaremos em renovar a parceria por mais tempo."

Ferrari
"Entendemos que a equipe passa por um período de reestruturação e por isso os resultados não vêm sendo tão expressivos quanto na temporada passada. Mesmo assim, acreditamos que a scuderia tem potencial para seguir na briga pelo título, ao menos no campeonato de pilotos. Aguardamos ansiosamente a escolha do novo diretor esportivo, para fazer o time voltar à crescer. Estamos também pressionando a Pirelli para melhorar seus pneus, pois queremos que a parceria com eles seja mantida, mas desde que tenhamos compostos competitivos, é claro."

Copersucar (Fittipaldi)
"Estamos preocupados pelo fato de a equipe ter perdido competitividade, especialmente perante as equipes com motor turbo. Continuaremos torcendo por melhores resultados e por pelo menos uma vitória neste ano. Ressaltamos ainda que mantemos nossa confiança na parceria, pois acreditamos que a equipe pode dar a volta por cima. Falaremos sobre renovação somente no final da temporada.

Saudia (Williams)
"A queda de desempenho em relação à temporada anterior é evidente, já que os adversários cresceram muito, principalmente devido aos motores turbo. No entanto acreditamos que a equipe pode reagir e ainda vencer este ano. Não pretendemos desfazer a parceria de vários anos que renovamos no final do ano passado. Por isso, ajudaremos nos bastidores, contando também com o apoio da TAG, para que a equipe consiga seus motores turbo para 1983 e possa voltar a brigar pelo título."

Renault
"Antes de qualquer coisa, estamos muito abatidos com a perda de Didier Pironi. Nossa direção chegou a cogitar a retirada das pistas, mas repensamos e vimos que precisamos ser fortes e continuar lutando para que a morte de Didier não tenha sido em vão. A administração de Sean Byron tem sido boa, embora estejamos preocupados com os resultados, que não têm aparecido. Esperamos que a equipe encontre um bom substituto para Pironi, caso Daly não demonstre que possa ser, e reaja na metade final da temporada, onde teremos mais circuitos que favorecem nosso conjunto. Aguardamos também os planos da equipe para a construção do carro para a próxima temporada, visto que o regulamento técnico irá mudar sensivelmente e precisaremos de um chassi totalmente novo."

Candy (Tyrant)
"O time era muito promissor no papel e por isso apostamos na equipe e renovamos a parceria. Porém, os resultados não apareceram até o momento. A confiança no time está mantida, mas precisamos ver os resultados para ficarmos tranqüilos. Afinal, investimos uma boa quantia de dinheiro, assinamos um contrato longo devido à esta confiança e não queremos vê-la abalada."

Philip Morris (Project Four)
"É triste ver que a equipe desenvolveu um excelente carro, pelo que ouvimos dos pilotos, mas o motor não ajuda. A P4 tem muito potencial, mas falta um turbo debaixo da carenagem para mostrar seu real potencial. Acreditamos que as novas opções de motores turbo abertas no mercado para o próximo ano devem proporcionar ao time uma enorme chance de crescimento. Porém, precisamos que a equipe se mexa. Onde está o planejamento da construção do chassi do próximo ano? Esperamos que não estejam pensando em usar esse chassi antigo novamente, ainda mais quando o regulamento técnico irá mudar drasticamente. Precisamos também que a equipe consiga mais pontos nesta temporada, afinal o contrato prevê em suas exigências 'pontuar com freqüência'."

Philip Morris (Winhill)
"A equipe faz a pior temporada de sua história e não poderíamos estar satisfeitos. Sabemos que uma parte do insucesso deve-se ao defasado motor Alfa Romeo, mas já pressionamos os italianos e eles anunciaram que estão desenvolvendo um motor turbo. Porém, precisamos de pontos já. A renovação do contrato estará ameaçada se a equipe não conseguir pontuar neste ano."
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 1/9/2013, 17:22

Em nota a Tyrant respondeu ao comentário da Candy: "Fazemos o possível com o que temos, os resultados não aparecem por problemas alheios à nossa vontade. Estamos trabalhando todo GP buscando sempre o melhor, pontos, terminar, o que quer que seja, queremos mostrar sempre o melhor para a torcida, para os pilotos e sobretudo para a Candy, que nos tem apoiado desde 1979. Mas é difícil brigar por vitórias quando se tem equipes como Savoia, Ferrari, Williams, Biscazzi e Renault. Mesmo assim, somos a sétima força, já temos planejado nosso chassi, nosso motor, como prometido, e teremos em breve o engenheiro italiano Mauro Forghieri, que deixará o nosso chassi melhor ainda. Nosso planejamento, como foi dito, era para temporada que vem, mas, estamos fazendo o possível nesta temporada também. Buscamos estratégias, contratamos equipe completa de reabastecimento rápido, para poder tirar todo o potencial do carro, mas com os ocorridos, não há como. Peço que vejam os motivos de nossos abandonos, etc, pois os motivos de tais insucessos não são em nenhum momento, do staff técnico da equipe."
avatar
Daniel King

Mensagens : 335
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 1/9/2013, 17:29

Em nota ainda a Tyrant reforçou a confiança em seus pilotos: "Nós temos excelentes pilotos, quatro pontos nesta temporada. Esperamos mais, poderíamos ter mais, mas nossos pilotos fazem o possível, nas condições que temos. James Hunt é, desde 1979, a prioridade da equipe, buscamos sempre renovar, e com certeza, buscaremos a renovação de seu contrato, pois ele merece, depois de todos os anos na equipe, pilotar o excelente projeto que temos para 1983 e 1984. Já Stefan Johansson, mostrou fibra ao brigar com pilotos já estabelecidos no esporte à motor, não temos dúvidas que nos trará mais resultados, é um excelente piloto e deverá ter um futuro promissor na categoria."
avatar
Daniel King

Mensagens : 335
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 96
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/danielantoniofelicianodegiuli

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Matheus Berçot em 1/9/2013, 19:09

Offzão, mas enviei um e-mail sobre o planejamento para a Renault.
avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Check-Point Metade da Temporada - Comentários dos Patrocinadores Principais - Parte 2

Mensagem  Saimon em 2/9/2013, 20:11

Cougar (Highwind)
"A equipe evoluiu bastante em relação à temporada passada e o desempenho de Roberto Moreno tem surpreendido. A construção de um novo chassi e os planos da equipe de ter dois carros também nos agradam. Apesar de ainda não sabermos o que vai acontecer na próxima temporada, pois os negócios da Toleman não vão bem neste momento, existe a possibilidade de migrarmos totalmente para a F1, trazendo inclusive nossa parceria com a Hart. Quanto ao restante deste ano, estamos confiantes de que quando uma oportunidade surgir, Moreno e a equipe estarão prontos para marcar pontos."

Rizla (Rocca)
"A Rocca é uma das equipes que mais subiu de produção em relação ao ano passado e não podíamos deixar de elogiar o espírito batalhador do time. A equipe chegou a andar entre os seis primeiros em uma das corridas e ficamos empolgados. A notícia sobre a possibilidade de ter motores Alfa Romeo turbo também nos animou para a renovação. O projeto do novo carro também promete. Esperamos que a equipe mantenha este ritmo durante este ano e quem sabe consiga marcar pontos. Seria interessante a equipe se planejar para ter dois carros no ano que vem também."

Kelémata (Galaxy)
"A equipe investiu alto na contratação e manutenção de uma equipe preparada para fazer reabastecimento rápido, o que chamou a atenção do circo da F1 e conseqüentemente da nossa marca. Mas temos a sensação de que os resultados das corridas não estão refletindo o bom desempenho dos treinos. Algo precisa ser revisto. A equipe conseguiu dois top-10, mas tem potencial para mais. Falta também o projeto do carro para o ano que vem."

Rothmans (Nürburg)
"A desempenho da equipe neste ano é sofrível e não vemos sinais de reação. Pelo menos estão pensando no ano que vem, com o projeto do novo carro, mas o time precisa pensar também no presente. Nosso contrato tem a exigência de pontos. Como achamos difícil a equipe conseguir este ano, nossa parceria está fadada a terminar no final da temporada."

Brasilinvest (Vector)
"Para um time novato e com um piloto inexperiente, até que a equipe tem feito bastante. Mas só iremos renovar se a equipe apresentar um plano convincente de crescimento para a próxima temporada."

Unipart (Terrible Emerson)
"A equipe andou para trás neste ano e não conseguiu ao menos um top-10 ainda. Esperávamos uma evolução para poder chegar nos pontos, mas não é o que estamos vendo. Com o projeto do novo chassi, vemos que a equipe já está pensando no ano que vem e esqueceu da atual temporada. Será difícil chegar nos pontos, conforme exige o contrato, e por enquanto nossa decisão é de não prosseguir com a parceria."

Caribú (Callander)
"Freqüentando sempre as últimas posições, a equipe se classificou para apenas duas das oito provas até aqui. Nossa marca não está tendo a exposição que imaginávamos. Com o fraco equipamento da equipe, fica difícil para o Roberto Guerrero conseguir colocar o carro no grid. Esperamos que a equipe reaja e melhore o carro imediatamente, passando a se classificar para as corridas, caso contrário não iremos continuar a parceria."

Talbot (Bleutter)
"Definitivamente jogamos dinheiro fora e ainda manchamos nossa imagem ao assinar a parceria com a Bleutter. Demos um voto de confiança no final do ano passado e o que vimos é uma piora ainda maior do time, com um chassi totalmente defasado, nenhum plano de melhoria e não-qualificações freqüentes. Sugerimos que o time feche as portas ao final da temporada, pois dificilmente conseguirá patrocínio para o ano que vem."
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 31
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Scuderia Rocca anuncia segundo carro para 1983

Mensagem  Rodrigo Rocca em 3/9/2013, 18:02

Claudio Carsughi - Rádio Jovem Pan

Rodrigo Rocca nos deu uma rápida entrevista na tarde deste sábado, após o treino de qualificação para o GP da Holanda.

Segundo carro em 1983:
"Correremos com dois carros em 1983. Acho que não é novidade para ninguém, era apenas uma questão de anunciar. Há um mês eu já havia falado que nossa temporada estava acima das expectativas e isso era motivador e decisivo em nossa ideia de dar mais um passo a frente no competitivo mundo da Fórmula 1, e o comunicação oficial da Rizla elogiando nosso espírito batalhador nos fez antecipar o anúncio. Acreditamos que com as premiações por largada e posição de chegada poderemos bancar boa parte o orçamento necessário para um segundo carro e o restante será negociado oportunamente com nossos parceiros."

Motor:
"Ainda é muito cedo falar sobre motores, mas estamos fazendo a nossa parte antecipando ao máximo a construção de um carro com conceitos dentro do novo regulamento técnico de 1983. E também estamos negociando com um engenheiro que possa contrubuir significativamente no desenvolvimento de nosso carro.

Pilotos:
Mauro Baldi é desde já nosso preferido para ocupar um dos carros. Sua temporada em 82 tem sido belissima e certamente será um enorme prazer tê-lo em nossa equipe por mais uma temporada. Também já estamos avaliando outros pilotos, mas prefiro não citar nomes nesse momento.

Pneus:
A Pirelli é nossa parceira desde que entramos na Fórmula 1 e manifestamos a intenção de continuar com eles, mas nesse momento é evidente que seus pneus estão abaixo dos principais concorrentes. As reclamações da Ferrari fazem sentido e certamente dão maior peso a vontade da Pirelli em melhorar para 83.

1982 fica em segundo plano?
De forma alguma! Em 81 sofremos com a inexperiência, mas em 82 nos consolidamos como uma das melhores equipes do fundo do pelotão. Largamos seis vezes entre os 20 melhores e 8 vezes entre os 22 melhores. Acreditamos que nosso carro tenha melhor performance nas pistas de alta e teremos algumas surpresas para Agosto e Setembro...



Rodrigo Rocca escreveu:Claudio Carsughi - Rádio Jovem Pan

Em rápida entrevista para a Rádio Jovem Pan, o dono da equipe Scuderia Rocca, o italiano e com grandes laços "brasilianos" Rodrigo Rocca comemorou o crescimento da equipe. "Com esse 18º lugar, completamos seis GPs consecutivos largando entre os 20 primeiros, um grande crescimento em relação a temporada passada. Considerando somente os 10 carros pertencentes as 8 menores equipes, conseguimos nossa sexta primeira fila."

Sobre 1982, Rocca deu mais algumas pistas sobre o planejamento da equipe: "Nosso carro já está em construção e também estamos buscando um engenheiro que possa trabalhar junto com Beaujon no refinamento do projeto. Outro ponto importante que estamos avaliando é a possibilidade de correr com um segundo carro em 83. As dificuldades são imensas, um segundo carro teria custo entre $8 mil e $10 mil anuais, ou seja, entre $700 e $800 mensais. Dependeríamos de um apoio ainda maior de nossos parceiros atuais, mas estamos trabalhando para viabilizar essa possibilidade."



Última edição por Rodrigo Rocca em 5/9/2013, 16:29, editado 1 vez(es)
avatar
Rodrigo Rocca

Mensagens : 286
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 65
Localização : Catania, Itália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Lee James em 3/9/2013, 21:32

Após as palavras da representante da Copersucar, Lee James disse que também espera poder vencer ao menos uma corrida no ano e até mesmo brigar pelo 3º lugar no mundial de construtores. Satisfeito com a longa parceria, James também espera que, caso a Copersucar queira renovar o contrato de patrocínio, consiga alinhar uma parceria com uma fornecedora de motores turbo de modo a recuperar a competitividade perdida para os propulsores das concorrentes mas que, independentemente da proposta, o uso de motores turbo já faz parte do planejamento da Fittipaldi para 1983.
avatar
Lee James

Mensagens : 279
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1982 - Sala de Imprensa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum