1981 - Sala de Imprensa

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Rapidinhas - Canadá

Mensagem  Saimon em 24/3/2013, 17:15

- Piquet, em êxtase, agradeu à equipe pelo bom acerto do carro, que lhe permitiu ser muito rápido com pista molhada e manter um bom ritmo também quando a pista secou. O brasileiro no entanto evitou gerar maior euforia dos fãs, dizendo que a conquista do campeonato ainda será muito difícil. Mesmo assim, pediu todo o apoio possível pois precisará contar com a torcida e com a sorte para buscar o título;
- Jones comemorou o segundo lugar, após ter largado em décimo quinto, e comentou sua satisfação em poder ajudar a Savoia no campeonato de construtores, já que não tem mais chances entre os pilotos. O australiano prometeu que, se precisar, ajudará Piquet na briga pelo campeonato de pilotos;
- Rosberg lamentou o ritmo de corrida ruim, pois esperava um resultado melhor após ter largado na pole. Porém, o finlandês admitiu que após o péssimo início de prova, chegar ao pódium foi um grande resultado e lhe permitiu manter a terceira posição no campeonato. O piloto também ficou feliz por ver a Williams garantindo o terceiro lugar entre os construtores;
- Scheckter, quarto, mostrou-se satisfeito com o resultado alcançado, colocando a Biscazzi em uma honrosa sexta posição entre os construtores. Apesar da temporada completamente abaixo do esperado, o sulafricano segue motivado na equipe, que prepara um promissor novo carro para o próximo ano;
- Jabouille festejou muito o ponto conquistado com a Nürburg. O francês comentou sobre as dificuldades ao longo da temporada, mas falou que a equipe é persistente e mereceu conseguir este resultado. O piloto ainda comentou que esta conquista será muito importante para convencer o patrocinador a continuar com a equipe no próximo ano;
- De Cesaris, sétimo, comentou que poderia ter chegado nos pontos se a equipe tivesse lhe chamado antes para trocar os pneus. Ron Dennis também ficou furioso com Bernhard Rockenbach, responsável pela estratégia de corrida da equipe Project Four, e declarou que este tipo de erro é inadmissível. Borgudd teve o mesmo problema no outro carro da equipe e acabou abandonando. O cargo de Rockenbach passou a ficar ameaçado;
- A Pirelli foi procurada após a corrida a respeito dos três pneus da marca que estouraram. A fabricante italiana enviou nota à imprensa declarando que os problemas com os pneus foram ocasionados pelo mau uso das equipes, que instiram em permanecer na pista seca com os pneus de chuva, sendo que todos já haviam sido alertados sobre a durabilidade dos compostos nestas condições. O mau uso dos pneus poderá ser um fator determinante para a empres decidir com quem irá renovar o contrato para a próxima temporada;
- Segundo durante grande parte da prova, até se envolver em um acidente com De Angelis, Hunt lamentou a perda dos pontos, muito importantes para a equipe Tyrant. Porém, o britânico comentou que se pudesse voltar no tempo faria tudo exatamente da mesma forma. O espírito combativo do piloto não há como ser ignorado e Hunt quis defender sua posição até as últimas conseqüências;
- Já De Angelis criticou o excesso de agressividade do britânico, alegando que a disputa já estava ganha quando o piloto da Tyrant tentou fechá-lo e a batida poderia ter sido evitada. O acidente acabou estragando a corrida do italiano, que teve que ir aos boxes para trocar um pneu furado;
- Vários pilotos reclamaram do acerto de seus carros para pista molhada. Embora o aslfato não estivesse tão escorregadio, o acerto adotado por algumas equipes dificultou bastante a vida de alguns pilotos e causou vários acidentes no início da prova. Os pilotos da Fittipaldi e Winhill foram os que mais criticaram o acerto do carro;
- Wilson Fittipaldi comentou que Lee James tem sérias dificuldades para acertar os carros para a chuva e que precisa trabalhar muito para encontrar os ajustes ideais para este tipo de condição;
- Vários pilotos também reclamaram da opção de suas equipes por partir de pneus slick. Ferrari, Renault e Winhill foram muito criticadas por seus pilotos. Lauda comentou que o carro estava muito instável e impossível de guiar, tanto que não conseguiu segurar o carro na pista e bateu. Prost e Pironi comentaram que seus carros pareciam estar calçados com pneus de sabão. Ambos acabaram fora da prova ainda na primeira volta.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rapidinhas - Las Vegas

Mensagem  Saimon em 7/4/2013, 11:30

- Fittipaldi comemorou a vitória, mas comentou que poderia ter vencido mais vezes ao longo da temporada e que o azar foi o grande vilão neste ano. O brasileiro fez questão de parabenizar toda a equipe pelo trabalho e que espera continuar o desenvolvimento do time no próximo ano;
- Rosberg também festeja mais um pódium pela Williams, fechando com chave de ouro e grande temporada do time inglês. O finlandês parabenizou a equipe pelo grande trabalho ao longo dos últimos anos, que culminou no terceiro lugar no mundial de construtores deste ano. O piloto ainda não teve o contrato renovado para a próxima temporada, mas acredita que receberá uma proposta de renovação em breve, continuando juntos o desenvolvimento da equipe;
- Destaque da corrida, Patrese lamentou o treino ruim, pois poderia ter tido menos trabalho e chegado em uma posição melhor caso tivesse largado mais à frente. Porém, ficou satisfeito com o desempenho apresentado e disse que a corrida foi bastante divertida. O italiano fez várias ultrapassagens em uma escalada impressionante para sair do décimo primeiro lugar no grid e chegar ao pódium;
- Hunt esperava um resultado melhor após sair na pole, porém ficou satisfeito com o resultado, que ajudou a Tyrant a superar a Winhill no campeonato de construtores. O britânico elogiou o desempenho dos pneus Goodyear e está ansioso para ver que a equipe poderá fazer na próxima temporada;
- Piquet não escondeu a decepção da perda do título. A forma como tudo aconteceu foi realmente dura para o brasileiro e seus fãs. No entanto, o brasileiro fez questão de dizer que Lauda era merecedor do título, assim como ele, e que os detalhes fizeram a diferença. Piquet, no fim de sua fala, comentou que aprendeu muito nesta temporada e que virá com tudo no próximo ano na busca pelo título. O brasileiro deverá renovar seu contrato com a Savoia em breve;
- A Michelin foi procurada mais uma vez pela imprensa para saber os motivos de mais um problema com seus pneus. Após dizer na Áustria que o furo de Lauda era um caso isolado, o fato voltou a acontecer com Piquet em Las Vegas. A fabricante francesa mais uma vez declarou que está investigando as causas do furo, mas que o mesmo foi fruto do azar. Especula-se que várias equipes estejam dispostas a trocar de fornecedor para a próxima temporada. A quarta vaga de fornecimento com a Goodyear deverá ser muito disputada;
- Lauda falou em "finalmente poder soltar o grito de tri", entalado na garganta há alguns anos. Apesar da forma como ocorreu, para Lauda nada foi mais justo, visto que na Áustria havia tido o mesmo que o brasileiro. O austríaco agraceu à todos na equipe Ferrari pelo esforço e dedicação. Para a próxima temporada, Lauda comentou que o objetivo é novamente trazer o título de pilotos e também buscar o título de construtores, que escapou entre os dedos da scuderia neste ano;
- Após mais uma corrida decepcionante, Laffite declarou que foi sua última pela Renault, comentando que o time gaulês precisa melhorar muito se quiser um dia ser campeão. O piloto francês não confirmou a aposentadoria, mas com vagas faltando nos principais times, é quase certo que o bicampeão irá pendurar o capacete;
- Mansell reclamou muito do acerto do carro e foi perguntado sobre os boatos da troca no comando da Winhill. O britânico comentou não saber de nada e disse que ainda não definiu para onde vai na próxima temporada.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Ian McIrish em 7/4/2013, 12:14

Em entrevista após a corrida, Gustavo Lovatto parabenizou Keke Rosberg e Elio de Angelis pelo ótimo desempenho ao longo da temporada e disse que o ano de 81 trouxe lições valiosas. "Finalmente nos intrometemos entre os antigos ponteiros da GPM. E agora queremos mais!", disse.

Quando perguntado se o time planeja mudar para a Goodyear na próxima temporada, despistou: "Obviamente que o desempenho deles foi algo assustador nesse fim de temporada, mas não tenho tanta certeza se esse abismo se manterá em 82. Afinal, a Michelin não vai querer ficar para trás e fará um composto, no mínimo, do mesmo nível para a próxima temporada.".

Sobre a disputa, "são dois gigantes do automobilismo. Pena que um pneu furado que concluiu essa disputa, rs"
avatar
Ian McIrish

Mensagens : 68
Data de inscrição : 13/01/2013
Idade : 25
Localização : Didcot, Grã-Bretanha

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 7/4/2013, 13:12

O chefe da Tyrant parabenizou seus pilotos pelo desempenho excepcional na corrida e comemorou muito a classificação no final do campeonato.

"Estamos felizes pela pole no GP inaugural de Las Vegas e mais ainda com Hunt terminando entre os pontos e Johansson completando entre os 10 primeiros. Esse ponto a mais em cima da Winhill teve um gostinho especial. Sabemos que o James ficou decepcionado, ele esperava vencer essa corrida, mas...o nosso carro não é o melhor do grid e sabíamos que, as más colocações nos treinos da Ferrari, Savoia e Williams se deram por alguns erros de cálculo, talvez pela pista estar tão aberta a equívocos de ajustes em seus carros. Na corrida tínhamos certeza de que seria diferente. E foi. Agora é trabalhar para o próximo ano...os Hart ficarão mais 'explosivos' e teremos de aprender a lidar com isso. O jeito será compensar com nosso empenho e com um chassi impecável." - comentou Daniel King, que ainda completou: "A Goodyear nos ajudou bastante nessa reta final de campeonato, ficamos felizes pela confiança depositada, e esperamos ter correspondido às expectativas. Sobre a Candy, não sabemos se vai renovar...ou não...tentamos, mas esperamos que analisem a temporada que foi essa de 1981, muito truncada, em relação às disputas."
avatar
Daniel King

Mensagens : 338
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 97
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Newsweek] Fim de ano, mas nunca fim do trabalho na Byron

Mensagem  Matheus Berçot em 7/4/2013, 13:54

Sean Byron fez para a Newsweek uma colaboração com o balanço do ano de sua equipe:
"O contexto inicial do ano era bem problemático, tivemos que lutar com um chassis defasado, mas sempre superamos as dificuldades e sempre fizemos nosso melhor para obter o máximo desempenho possível em pista. O obstáculo mais difícil já foi superado: estabilizar uma equipe em um ambiente tão profissional e competitivo como a Fórmula 1, considerando que conseguimos dar continuidade à nossa linha de projetos e no início de 1982 teremos o novo BC-198/20, sem comprometer nossa estrutura em qualquer aspecto. Muito do automobilismo pode ser definido como a velha "paixão por excelência", é isso que está nos corações de cada membro tanto da equipe quanto da categoria, do chefe de equipe à secretária do escritório, por isso não posso deixar de agradecer a todos os envolvidos com o time, principalmente a Marc Surer, que fez o possível e o impossível com o que tínhamos, também não podemos deixar de citar nossos patrocinadores, a Villiger que desde o início nos apoia e também a própria Newsweek, o suporte técnico fornecido tanto pela Ford quanto quanto pela Avon foi igualmente importante. Agora vamos pensar em crescer.
Concluo parabenizando os campeões tanto do campeonato de construtores quanto o de pilotos, já que tanto dentro da pista quanto nas fábricas, a batalha para se conseguir cada centésimo de segundo foi muito árdua, e aí temos um dos fatores que torna nosso esporte único"
.

avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Adan Siqueira em 7/4/2013, 16:19

Ao final da temporada, Bernard Rockenbach, chefe de equipe da Projetc Four, deu as seguintes declarações sobre os seguintes assuntos:

Desempenho da equipe e dos pilotos
" Tivemos um começo de temporada arrasador, que aos poucos foi decaindo, até fecharmos o ano de maneira muito abaixo da satisfatória. Durante praticamente o ano todo, disputamos o campeonato com apenas um piloto, Jochen Mass. Falo isso sem sombra alguma de dúvidas. Andrea (De Cesaris) serviu apenas para mandar peças de nosso carro ao ferro velho, e além disso, mesmo seu desempenho era absolutamente inferior ao de Jochen Mass. Não posso chamar isso de piloto de Formula 1. Para piorar mais a situação, nas últimas corridas ficamos sem Jochen devido a uma fatalidade que o deixou parado, então ficamos basicamente com um amador italiano no volante e um piloto substituto que pouco poderia fazer naquela ocasião. Minha intenção para De Cesaris, já no meio da temporada, era mandá-lo para o olho da rua e fiquei próximo de assinar uma troca com Patrick Tambay da Bleutter. Entretanto, fui impedido por Ron Dennis de finalizar tal transação. Acredito que, se efetuada a torca, os rumos negativos da equipe poderiam ter sido boa parte evitados, mas nem sempre se pode fazer o que se pensa para melhorar uma situação."

Comparação do desempenho em relação a Winhill // Disputa pelo patrocínio da Philip Morris
" No começo da temporada, quando tínhamos parcial igualdade com a Winhill, fomos superiores - digo parcial pois, como ja falei, corremos com apenas um piloto decente durante a temporada, eles com dois. Com a entrada dos pneus Goodyear, ficamos muito defasados em relação a eles. Tenho esperança que a Philip Morris leve isso em consideração. Tentei lutar para conseguir os pneus Goodyear, mas minhas tentativas foram injustamente totalmente ignoradas por sermos uma equipe novata, em vista do privilégio que a empresa deu em fornecer pneus a equipes já estabelecidas de anos anteriores. Então, a Winhill passou a ter a vantagem de correr com 2 pilotos decentes e com pneus que mostraram-se mais efetivos no decorrer da temporada. Não estou criticando a Pirelli, mas é fato que a Goodyear conseguiu um melhor desenvolvimento neste ano, e esperamos que a Pirelli consiga imprimir um desenvolvimento igual ou superior para a próxima temporada, se fecharmos com eles novamente para 1982, mas a partir dali não possuímos mais uma igualdade com a Winhill, para termos uma comparação justa de desempenho pelos olhos do patrocinador."

Planos para a próxima temporada
"Em vista do que já citei, esperamos que a Philip Morris nos dê mais uma oportunidade. De Cesaris não estará mais na equipe o ano que vem. Esperamos somar a nossa equipe um piloto competente que venha a fazer dupla com Jochen Mass, que já sabemos ser um piloto rápido e inteligente. Com dois pilotos focados e com um pouco mais de sorte, acredito que teremos uma equipe sólida, desta vez durante um ano inteiro, para que consigamos manter os mesmos sucessos do início da temporada passada."

Adan Siqueira

Mensagens : 32
Data de inscrição : 13/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Lee James em 7/4/2013, 20:06

Lee James parabenizou Emerson Fittipaldi por mais uma vitória do brasileiro na categoria e Riccardo Patrese pela excelente corrida que realizou. O chefe de equipe comentou que espera um crescimento da equipe no ano que vem e que a Fittipaldi entre de vez na briga por algum dos títulos.

Com atraso, James comentou que pretende se preparar melhor para as corridas em condições chuvosas para que o carro não fique defasado em relação aos concorrentes
avatar
Lee James

Mensagens : 299
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Giovane Biscazzi em 7/4/2013, 23:23

Giovane Biscazzi disse que sua equipe fez uma temporada além do esperado e que os pilotos estão de parabéns, pois ambos foram essenciais para que a Biscazzi terminasse o ano na sexta colocação no campeonato de construtores. Quanto a 1982, Giovane disse que está trabalhando muito e que por isso pediu licença, encerrando a rápida avaliação anual de sua equipe.
avatar
Giovane Biscazzi

Mensagens : 298
Data de inscrição : 14/01/2013
Idade : 38
Localização : Hortolândia/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Diego Sanchez vende ações da Winhill para Charles Hallan

Mensagem  Saimon em 8/4/2013, 20:31

Fundador da equipe vende ações e deixa F1; Charles Hallan assume Winhill e extingüe equipe própria
The Daily Telegraph

Após uma temporada de altos e baixos e sem conseguir subir ao pódium, Diego Sanchez resolveu deixar a equipe Winhill, vendendo suas ações para o britânico Charles Hallan, dono da equipe Hallan. Ausente das corridas já há algum tempo, Sanchez vinha investindo no automobilismo americano e, obtendo sucesso nas corridas ianques, resolveu vender sua parte da equipe Winhill para Charles Hallan. A outra metade do time segue pertencendo à Philip Morris.
Charles Hallan, por sua vez, fechou as portas da equipe Hallan, vendendo os equipamentos e angariando capital para a nova empreitada. O britânico, após duas temporadas sem sucesso pela sua equipe, tem a chance de brigar por pontos e pódiums tendo agora uma equipe bem estruturada e com patrocinador forte.
Cansada das idas e vindas de Sanchez, a Philip Morris apoiou a decisão e espera um grande futuro para o time, recuperando o prestígio conquistado na segunda metade dos anos setenta.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Patrocinador rescinde contrato e LPR fecha as portas

Mensagem  Saimon em 8/4/2013, 20:32

Essex passa por crise e encerra contrato; Sem recursos, McMilan fecha time
The New York Times

A tracional equipe LPR anunciou hoje cedo o fechamento das portas pela segunda vez em sua história. Após uma temporada pífia, sem pontos, e a crise do patrocinador, a petrolífera Essex, o contrato entre ambos foi cancelado e a equipe ficou sem recursos para continuar existindo. A equipe investiu rios de dinheiro no novo chassi para a próxima temporada, porém sem o apoio do patrocinador e com nenhuma empresa americana interessada em assumir o lugar, não havia como prosseguir com o projeto, encerrando portanto a segunda passagem da LPR na F1. John McMilan, fundador do time que havia reassumido o controle dois anos atrás, declarou não ter mais forças, sejam mentais ou financeiras, depois de batalhar muito para conseguir manter a equipe funcionando.
Pelo que foi comentado pelo fundador, desta vez a equipe será fechada em definitivo, visto que a estrutura da equipe será vendida para uma equipe americana que corre na CART, cujo nome não foi revelado.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Matheus Berçot em 8/4/2013, 20:57

[OFF]Pelo que foi comentado pelo fundador, desta vez a equipe será fechada em definitivo, visto que a estrutura da equipe será vendida para uma equipe americana que corre na CART, cujo nome não foi revelado.
Primeira vez que vejo o automobilismo estadunidense ser diretamente citado na Sala de Imprensa, wow cheers .
avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Considerações Finais - Parte I

Mensagem  Saimon em 9/4/2013, 17:53

Savoia

Nelson Piquet
"Foi difícil a perda do título, devido a forma como aconteceu, mas precisamos levantar a cabeça e continuar lutando. Mesmo após a polêmica saída do Murray, encontramos forças para nos reerguer e conquistar o título de construtores, em um carro projetado por um cara muito bom que é o Harvey. Espero receber a proposta de renovação com a equipe em breve, pois quero ser campeão pela Savoia."

Alan Jones
"A temporada foi longe do que eu imaginava, pois não consegui me adaptar ao novo carro. Fico feliz pela bela temporada do Nelson, onde o carro correspondeu ao seu estilo de pilotagem e quase conquistou o título. Apesar da perda do Murray, que havia desenvolvido um carro excelente na temporada passada, superamos as expectativas e conquistamos o campeonato de construtores, mostrando o espírito guerreiro da Savoia. Espero que o carro do ano que vem consiga se moldar às minhas características de direção, pois quero ainda conquistar mais um título antes de me aposentar e escrever meu nome na história."

Harvey Postlethwaite
"Gostaria de agradecer à equipe pela oportunidade de fazer parte deste grande time e obter a maior conquista da minha carreira. Foi um ano de muitos desafios e superação. Estamos trabalhando duro no carro do ano que vem para buscarmos os dois títulos, pois estaremos ainda mais fortes."

Carlo Chiti
"Mostramos nesta temporada que os motores aspirados ainda podem render grande desempenho. A opção do time por trabalhar com os Ford-Cosworth foi excelente e espero que a equipe continue com eles na próxima temporada, ou me permita trabalhar no desenvolvimento de um novo motor. Gosto de trabalhar neste time e quero muito continuar aqui."

Denim
"Sem palavras. A temporada foi soberba e ficamos bastante abatidos com a perda do título pelo Nelson Piquet, por questão de detalhes. Não temos dúvidas de que a Savoia é a melhor equipe da F1 e pretendemos continuar apoiando o time por muitos anos."

Michelin
"Pedimos desculpas pelos incidentes com Piquet e Lauda e ficamos aliviados que o campeonato não tenha sido injustamente decidido em favor de um ou de outro. Foram casos pontuais e já encontramos e corrigimos as falhas. Estamos trabalhando duro em nossos compostos para disponibilizar na próxima temporada os melhores pneus da F1. Esperamos renovar os contratos com a Savoia e a Ferrari e seguir brigando por títulos."

Ferrari

Niki Lauda
"É tricampeão! Vivo um grande momento na minha carreira, após quatro anos batendo na trave. Porém tudo isso não seria possível sem a família que é a Ferrari. Desde os tempos de Potere estamos juntos e sempre buscando a perfeição. conseguimos três grandes conquistas e gostaria de agradecer um a um. Espero poder trazer mais títulos nos próximos anos, onde estaremos com certeza muito fortes, e escrever de vez meu nome na história como o maior campeão de todos os tempos."

Alain Prost
"Tivemos um excelente carro nesta temporada, graças o grande trabalho do Gordon Murray, porém o motor turbo recém-nascido nos gerou vários problemas mecânicos, o que me impediu de marcar vários pontos e inclusive vencer mais corridas. Apesar de tudo, o ano foi um grande aprendizado e consegui vencer mais duas corridas. Espero que na próxima temporada tenhamos este mesmo ritmo e melhoras na durabilidade dos motores, para então brigar pelo título de pilotos e conquistar o de construtores. Não fossem os problemas técnicos, teríamos levado os dois campeonatos este já ano."

Gordon Murray
"Foi uma pena termos tanto azar com as quebras, mas mostramos que em termos de desempenho fomos os melhores sem sombra de dúvida. Marcamos pole em doze dos dezesseis GPs, comprovando que conseguimos desenvolver muito bem o chassi. Estamos trabalhando para manter este nível de performance no próximo ano, enquanto meu colega Tomaini está concentrado nas melhoras na durabilidade dos motores, o que com certeza nos deixará muito fortes em 1982."

Antonio Tomaini
"Muitas pessoas estão culpando os problemas de durabilidade do motor como a principal causa da perda do título de construtores nesta temporada. Não deixam de estar certas, porém é necessário ressaltar que o projeto é totalmente novo e sucetível a estes problemas. É normal no desenvolvimento de qualquer motor, ainda mais em uma tecnologia ainda pouco conhecida na F1 que é o turbo. Porém, estamos trabalhando forte na correção deste problemas e no próximo ano certamente teremos motores mais confiáveis."

Fiat
"Ficamos um tanto decepcionados pela perda do título de construtores, pois esperávamos um campeonato com a equipe dominando e vencendo facilmente, após todo o investimento que foi feito. Tudo bem que o motor estava em fase de desenvolvimento, porém não podemos tolerar mais erros na próxima temporada. Já é o segundo ano seguido que a equipe irá fechar sem lucro. Nesta temporada está justificado por todo o investimento feito para manter no tricampeão Niki Lauda, porém no próxim ano não aceitaremos de forma alguma prejuízo. Queremos uma equipe forte, que passe uma boa imagem para a marca Ferrari, mas que também nos dê lucro."

Williams

Keke Rosberg
"Estou muito satisfeito com a grande temporada que fizemos. Terminei o campeonato em terceiro, minha melhor posição até hoje, e sinto que minha carreira está no auge. Estou pronto para lutar pelo título e espero que a equipe dê condições para isso na próxima temporada. Tenho certeza de que estão trabalhando para obter melhores motores e corrigir os pequenos erros que não nos permitiram vencer mais que uma vez neste ano. Ainda não renovamos o contrato para o próximo ano, porém não hesitarei em assinar se a equipe garantir que pode fazer um carro realmente vencedor."

Elio de Angelis
"Acredito que possamos dizer finalmente que somos um time grande. Chegamos em um patamar de performance e regularidade onde podemos constantemente brigar entre os primeiros. Temos ainda alguns problemas para resolver, mas acredito estarmos no caminho certo. Quero continuar no time e aguardo a proposta de renovação. Estou ansioso para vencer e creio que a Williams possa me proporcionar isso."

Patrick Head
"Demos mais um salto de qualidade este ano, nos tornando a terceira força da F1. É muito gratificante ver nosso trabalho dando resultado. Trabalhamos duro neste ano e continuaremos no mesmo ritmo para o ano que vem, buscando sempre melhorar e dar condições para os nossos pilotos vencerem corridas e o campeonato. Queremos ver a Williams no topo e estamos em uma curva ascendente. É questão de tempo para chegarmos lá."

Franco Rocchi
"Os motores turbo estão em alta e cada vez melhores, porém este ano fizemos um excelente trabalho com os Ford-Cosworth e acredito que eles ainda têm muito a oferecer. Espero continuar trabalhando com eles no próximo ano e, com algumas melhoras, poderemos brigar por vitórias em qualquer circuito."

Frank Williams
"Estou orgulhoso do time. A equipe vem crescendo a cada ano e sentimos o pessoal cada vez mais motivado. Esse é o espírito. Porém, para conseguirmos subir o próximo degrau, precisamos encontrar uma solução eficaz para os motores. A equipe precisa definir se vale a pena continuar com os Ford-Cosworth ou buscar o fornecimento de motores turbo. Temos novos fornecedores entrando na F1, como a BMW, e não podemos perder a chance. É uma questão estratégica que precisa ser levada muito à sério."

Saudia
"É evidente a evolução do time e estamos muito satisfeitos em apoiar a equipe desde sua fundação. Após uma grande temporada, terminando os dois campeonatos em terceiro, não poderíamos fazer algo diferente que não fosse parabenizar o time e oferecer uma proposta de renovação do contrato de patrocínio. Queremos continuar vendo o time crescer e em breve chegar ao título. Temos total confiança no potencial da equipe e esperamos seguir juntos nesta parceria por longos anos."

Fittipaldi

Emerson Fittipaldi
"Tínhamos potencial para terminar a temporada em terceiro, mas devido vários infortúnios não conseguimos melhorar a posição em relação ao ano passado. Apesar de tudo, o ano serviu para aprendermos várias coisas e espero que a equipe possa corrigir os erros para finalmente entramos no grupo dos grandes times no ano que vem. Sei que somos bastante ambiciosos, querendo levar uma equipe totalmente brasileira, de um país de terceiro mundo, ao topo de uma competição onde a essência é a tecnologia, mas seguimos confiantes de que podemos alcançar o que desejarmos, basta lutar e acreditar. A vitória na última corrida nos deu um gás a mais para este período intertemporadas, onde trabalharemos muito nos bastidores para entrar em 1982 ainda mais competitivos."

Riccardo Patrese
"Quero primeiramente agradecer à equipe pela oportunidade, que me permitiu voltar a subir ao lugar mais alto do pódium. Cheguei para contribuir de forma efetiva no campeonato de construtores, e acho que dei conta do recado. Gosto do ambiente da equipe e estou ansioso pelo início da próxima temporada, já que teremos os pneus Goodyear, que se revelaram muito competitivos, além do novo motor que a equipe está desenvolvendo. Meu objetivo no próximo ano é conseguir mais vitórias e superar o Emerson. Ele e Wilson me falaram que isso é o que eu preciso buscar. Mesmo Emmo sendo um campeão e tendo toda a equipe ao redor de si, ainda sou jovem e acredito no meu talento, portanto para mim é uma meta totalmente alcançável. Ainda preciso renovar meu contrato com a equipe, porém acredito que isso não será um problema e em breve estaremos acertando os detalhes."

Gerard Ducarouge
"Acredito que fizemos um bom trabalho no chassi este ano e só não obtivemos o terceiro lugar no campeonato de construtores por azar. Porém uma parcela dos problemas está relacionada aos erros nos acertos em condições de chuva. Precisamos corrigir isso pois nestas condições temos boas possibilidades, vide o desempenho do Patrese na Argentina. Para a próxima temporada, vamos trabalhar nas atualizações do chassi, enquanto o Georges desenvolve nosso novo motor. Tudo ainda é uma incógnita, porém acredito que na próxima temporada entraremos com boas possibilidades de vencer mais corridas e chegar finalmente ao top-3. Quero continuar no time e espero receber a proposta de renovação em breve."

Georges Martin
"Estou feliz pela chance que a equipe me deu de desenvolver nosso próprio motor. Os Ford-Cosworth estão saturados e era preciso pensar em algo diferente. Acredito que eu e Gerard fazemos uma ótima dupla técnica e espero voltar ao time depois de minhas férias."

Wilson Fittipaldi
"Não estou totalmente satisfeito porque não melhoramos nossa posição no campeonato, mas a manutenção da posição anterior mostra o amadurecimento do time e que continuamos e bom nível. Apesar de tudo, vencemos duas vezes e continuamos colecionando troféus. Tenho muito orgulho de ter uma equipe totalmente brasileira que é capaz de brigar por vitórias com times tradicionais como Savoia e Ferrari. Para o próximo ano, ainda tenho minhas dúvidas quanto ao novo motor, mas tenho esperança de que tudo irá funcionar bem e conseguiremos continuar crescendo, tendo em vista que conseguimos um ótimo acordo com a Goodyear."

Copersucar
"Estamos satisfeitos com o desempenho apresentado pela equipe, apesar dos problemas técnicos que impediram de somar mais alguns pontos. Nosso apoio não foi abalado em nada e continuamos firmes na parceria, torcendo pelo crescimento do time que virou motivo de orgulho nacional."

Goodyear
"Agradecemos às três equipes que nos depositaram confiança em nossa volta à F1 após breve ausência, em especial à Fittipaldi, com quem conquistamos a primeira vitória após o retorno. Conseguimos evoluir bastante nossos compostos e já temos uma base para o que utilizaremos na próxima temporada. Assim como terminamos esta temporada, pretendemos vir fortes no ano que vem para brigar pelo título. Com a Fittipaldi, Tyrant, Winhill e mais uma equipe que ainda iremos negociar, temos esperanças de que podemos obter sucesso e a Fittipaldi é uma das que mais apostamos nossas fichas."

Renault

Jacques Laffite
"Tinha muitas esperanças de brigar pelo título quando cheguei ao time no início do ano, após várias promessas que o time fez. Porém o que tive foi uma temporada muito decepcionante. Sinto que não tenho mais a mesma motivação de anos atrás e decidi parar por aqui. Não vejo sentido continuar na F1 se não for para ser competitivo. Como as vagas nas equipes grandes estão praticamente todas fechadas, não resta outra alternativa senão deixar este mundo e viver com minha família na França."

Didier Pironi
"Quando foi fechada a parceria com a Biscazzi, parece que estávamos no caminho certo. Porém este ano parece que andamos para trás. Não terminamos ainda o desenvolvimento para o próximo ano. Por que Dudot não está trabalhando no desenvolvimento do novo motor? Corremos esta temporada com um motor defasado e beberrão, nos obrigando a largar bem mais pesados que os rivais. Sinto que está faltando um comando que faça a diferença na Renault."

François Castaing
"Após sete meses trabalhando na Biscazzi, voltei ao time achando que começaria a trabalhar no novo chassi. Mas não foi o que aconteceu. De repente a fábrica da Renault parou. Espero que haja reação rápida da direção e da própria cúpula da Renault ou o próximo ano será bem pior que este."

Bernard Dudot
"Sinceramente não vejo mais como trabalhar com Mattison Salles. A equipe sofre com o descaso. Preciso começar a desenvolver o novo motor urgentemente, ou seremos engolidos pelos rivais no próximo ano. Falta planejamento e a Renault precisa resolver isso logo."

Renault
"Embora tenha terminado em uma posição melhor que o ano anterior, isso devido principalmente à crise da Biscazzi, a equipe marcou menos pontos e foi menos vezes ao pódium. O time não planejou devidamente o desenvolvimento para o próximo ano. A equipe chegou a precisar de empréstimos para sobreviver. Em resumo, estamos fartos e precisamos mudar. Anunciaremos medidas drásticas em breve."
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mattison Salles é demitido da Renault

Mensagem  Saimon em 9/4/2013, 18:03

Má administração e pressão do corpo técnico contribuíram para decisão da cúpula da montadora
Le Monde

Após duas temporadas sem vencer, a crise que ia e vinha na Renault finalmente teve um desfecho: o manager Mattison Salles foi demitido. Tendo sofrido várias críticas do corpo técnico do time, formado principalmente pelos engenheiros Bernard Dudot e François Castaing, Salles vinha sendo pressionado desde a temporada passada por resultados. Apesar das negociações ao final de 1980 que derem nova esperança ao time, com a chegada de Jacques Laffite e Mauro Forghieri, a temporada de 1981 foi desastrosa, onde o time teve desempenho inferior ao do ano passado e ainda passou por uma crise financeira. Para piorar, Jacques Laffite perdeu a paciência com a equipe e resolveu pendurar o capacete.
A Renault está a procura de um novo manager, que segundo o porta-voz da montadora deve ser experiente e capaz de levar o time de volta às vitórias. O porta-voz ainda desejou sorte a Mattison Salles e comentou que seria interessante que voltasse à F1 em breve com sua própria equipe.
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Considerações Finais - Parte II

Mensagem  Saimon em 9/4/2013, 20:36

Biscazzi

Jody Scheckter
"É claro que foi um ano decepcionante para nós. Tivemos que usar um motor defasado e talvez este foi nosso principal impecilho. Mas já deixamos este ano para traz e estamos pensando no próximo. A equipe tem trabalho forte no projeto para o ano que vem, onde teremos tudo novo e com certeza voltaremos a brigar por vitórias."

Michele Alboreto
"Foi um ano de muito aprendizado. Como sou novato, cometi alguns erros, os quais peço desculpas, mas acredito que tirei proveito disso para melhorar como piloto. No ano que vem, com o carro que estamos desenvolvendo, espero poder chegar ao meu primeiro pódium e quem sabe a vitória."

Mauro Forghieri
"Apesar da temporada bem abaixo das expectativas, estou muito feliz em poder trabalhar na Biscazzi. É um time tão organizado que até parece suíço! (risos) O planejamento para a temporada que vem está perfeito e viremos muito fortes. A equipe com certeza voltará a brigar por vitórias e honrará sua história. Temos dois ótimos pilotos, combinando experiência e juventude, e combinado ao chassi que foi desenvolvido e o motor que o Brian Hart está trabalhando, teremos grandes trunfos para retomar o caminho do sucesso com a Biscazzi."

Brian Hart
"Acabei de chegar à equipe e já estou trabalhando no novo motor. A Biscazzi entrará na era turbo e temos grandes expectativas quanto ao resultado deste trabalho. Espero poder contribuir muito, tanto no projeto quanto no acerto deste novo motor, que recolocará a Biscazzi no caminho das vitórias."

Parmalat
"Surgiram boatos de que iríamos cancelar o contrato de patrocínio devido ao fraco desempenho da equipe neste ano. É verdade que os resultados da equipe foram bem abaixo das expectativas e teríamos todas as razões para encerrar a parceria, mas estamos observando a grande mobilização da Biscazzi para voltar a brigar entre as grandes no próximo ano e decidimos que iremos continuar. Não vemos outra equipe para patrocinar que não seja a Biscazzi. Só temos elogios a fazer ao time, que planejou muito bem o desenvolvimento de seus equipamentos para a próxima temporada e com certeza terá muito sucesso."

Tyrant

James Hunt
"Tivemos uma temporada de altos e baixos. Começamos bem, conseguindo o pódium no Brasil, porém com a chegada dos pneus Pirelli nosso desempenho caiu muito e passamos a metade do ano praticamente em branco. A volta da Goodyear nos impulsionou novamente e chegamos a marcar a pole em Las Vegas. Estou ansioso para ver o que podemos fazer na próxima temporada tendo estes pneus desde o início do ano e com os novos motores Hart que estão vindo."

Stefan Johansson
"Minha primeira temporada completa foi bastante difícil, mas trouxe várias lições com as quais aprendi muito. Creio que cresci como piloto e espero ajudar mais a Tyrant no próximo ano, quando teremos bom equipamento desde o início da temporada. Minha ambição é conquistar meu primeiro pódium."

Colin Chapman
"Nossa temporada foi bastante irregular, principalmente por causa dos acidentes e problemas mecânicos. Estamos trabalhando duro para que as falhas não ocorram no próximo ano e espero que a Hart esteja no mesmo caminho. Precisamos de um motor mais forte, porém confiável. No mais, sigo confiando em Daniel King e no que esta equipe pode fazer. O sucesso na negociação com a Goodyear foi crucial e será um dos nossos trunfos no próximo ano. É muito bom fazer parte deste time, que tem tudo para lutar por pódiums em 1982, incomodar mais os grandes times e quem sabe até voltar a estar no degrau mais alto."

Brian Hart
"A Tyrant foi a primeira parceira da Hart na F1 e a empresa é muito grata a eles pela oportunidade de mostrar sua força na principal categoria do automobilismo mundial. Saí do time para desenvolver o novo motor da Biscazzi, porém a fábrica da Hart na Inglaterra está trabalhando a todo vapor no desenvolvimento de um motor turbo ainda mais forte para o próximo ano. Desejo sorte ao time e espero que nossa parceria dure bastante tempo."

Candy
"O desempenho da equipe oscilou bastante durante a temporada, mas no final acreditamos que o time se acertou e virá muito forte no próximo ano. Por isso, continuamos confiando no potencial da Tyrant e ofereceremos uma boa proposta de renovação do contrato de patrocínio. Queremos ficar na F1 ainda por algum tempo e vemos a equipe inglesa como uma excelente parceira."

Winhill

Tom Pryce
"Confesso que minha temporada não foi a que eu imaginava, porém a equipe oscilou muito de desempenho e sofreu com o descaso nas últimas corridas. A saída de Diego Sanchez e entrada de sangue novo na administração da equipe é positiva e acredito que iremos melhorar bastante no próximo ano. Só espero que haja tempo para recuperar o tempo perdido no desenvolvimento do carro e que a Alfa Romeo entregue motores mais competitivos, capazes de fazer frente aos turbo."

Nigel Mansell
"Mostrei nesta temporada que posso estar constantemente pilotando em alto nível, chegando várias vezes nos pontos. Só não consegui pontuar mais vezes pois a equipe errou feio no acerto em algumas ocasiões. Com a chegada de Charles Hallan, espero que a equipe melhore neste ponto. Porém, ainda não sei se irei ficar no time. Irei analisar as propostas e decidirei o que for melhor para minha carreira."

Dave Wass
"É estranho uma equipe do porte da Winhill não ter um engenheiro com contrato oficial assinado e manter a fábrica com luzes apagadas. Fiquei na equipe por vários meses trabalhando nos acertos, porém em não vi a fábrica desenvolvendo o carro do próximo ano. Ainda não sei se irei continuar no time, mas alerto que é preciso começar a trabalhar logo no carro para o ano que vem, ou a equipe será relegada ao fim do grid."

Philip Morris
"A equipe mostrou consistência em alguns momentos do campeonato e marcou mais pontos que a Project Four, mas pecou feio no planejamento e o desempenho do ano que vem é uma icógnita. Iremos renovar o contrato por mais uma temporada pois a equipe terá novo comando, o que promete maior entusiasmo nos planos para o time, e também porque não conseguimos ainda decidir se ficaremos com a Winhill ou a Project Four."

Project Four

Jochen Mass
"A temporada foi muito especial para mim pois finalmente consegui subir ao pódium. É uma emoção incrível. Infelizmente não encontramos o melhor desempenho com os pneus Pirelli e nossos resultados desapareceram a partir do segundo terço do campeonato. Espero que no próximo ano os pneus deles melhorem, ou teremos que buscar outro fornecedor. Temos muito potencial em nosso chassi e motor e não podemos deixar os pneus prejudicarem nosso desempenho."

Andrea de Cesaris
"Fui muito criticado pelos erros que cometi e sei que não vou continuar na equipe, mas todos precisam entender que sou o piloto mais jovem do grid. Aprendi muito e no próximo ano com certeza serei um piloto muito melhor. Espero encontrar vaga em outro time e seguir com minha carreira na F1, pois lutei muito para chegar aqui."

John Barnard
"Começamos o ano muito bem, quando ainda usávamos Michelin, porém com a chegada da Pirelli as coisas pioraram muito. Espero que eles melhorem ou teremos que buscar outro fornecedor. Trabalharemos forte na atualização do chassi a partir do próximo mês e quero ter a certeza de que nada será em vão. O desempenho dos pneus faz muita diferença na performance geral do carro. Precisamos resolver nosso calcanhar de Aquiles."

Keith Duckworth
"Fizemos um bom trabalho nos motores, porém o que prejudicou o time foi o desempenho ruim dos pneus. Espero de Bernhard Rockenbach esteja atento ao mercado e consiga a melhor opção de compostos para o próximo ano, ou poderemos estar fadados a repetir o fraco desempenho da segunda metada desta temporada."

Ron Dennis
"No geral avalio como boa nossa primeira temporada a F1, afinal conseguimos nosso primeiro pódium. Porém, estou preocupado com a queda de desempenho na segunda metade do campeonato. Precisamos reagir e encontrar o melhor fornecedor de pneus, caso contrário estaremos mais uma vez brigando pelas últimas posições e veremos a Winhill nos superar na briga pelo patrocínio da Philip Morris."

Philip Morris
"O pódium na Argentina nos empolgou, porém a equipe decaiu bastante ao longo do ano e nos deixou preocupados. Queremos ver reação. Iremos renovar o contrato de patrocínio por mais uma temporada, pois ainda não foi possível escolher entre Winhill e Project Four."

Pirelli
"Entendemos as críticas quanto ao desempenho de nossos pneus, porém foi nosso primeiro ano na F1 e utilizamos o mesmo para coletar dados e aprender muita coisa sobre nossos próprios compostos. Estamos trabalhando duro no desempenho de novos pneus e temos certeza de que seremos muito competitivos em 1982. Podem apostar."

Nürburg

Jean-Pierre Jabouille
"O novo carro da equipe era muito promissor, porém durante a temporada percebemos que estávamos redondamente enganados. O N-2 foi apenas razoável e para piorar tivemos alguns problemas no acerto. Nossas esperanças voltaram quando conseguimos somar um ponto no Canadá e fazer um bom treino em Las Vegas. Mas foi só. Espero que a equipe trabalhe forte para no próximo ano sermos mais consistente e finalmente conseguir brigar entre as equipes médias."

Hans Stuck
"O ano foi péssimo para mim e não consegui aliar meu estilo de pilotagem às características do carro. Desisti de continuar na F1 e recebi uma proposta da Porsche para correr em algumas provas de endurance. Agradeço à Nürburg pela oportunidade, mas nossa história termina aqui."

Marcel Hubert
"Fiquei lisongeado ao receber o convite da Nürburg para trabalhar como engenheiro principal e gostei muito de trabalhar na equipe. Tivemos um ano difícil, mas conseguimos pontuar e ficar na frente de equipes com alguma tradição como LPR e Bleutter. Espero continuar no time no próximo ano e desenvolver o novo chassi."

Rothmans
"Confessamos que esperávamos um pouco mais do novo chassi. Foi um ano muito difícil, com algumas não-qualificações, mas no fim a equipe conseguiu marcar um ponto, ficar no top-10 no campeonato de construtores e ganhar nossa confiança para mais um ano. Sim, iremos oferecer uma proposta de renovação do contrato e esperamos que a equipe trabalhe forte para melhorar seu desempenho em 1982."

Avon
"Ficamos muito entusiasmados com o ponto conquistado no Canadá, o primeiro da Avon na F1. Seguimos confiantes para mais uma temporada, onde esperamos renovar o contrato com a Nürburg. Estamos desenvolvendo novos compostos buscando ser mais competitivos e ajudar a Nürburg e a crescer cada vez mais na F1."


Última edição por Saimon em 10/4/2013, 17:55, editado 1 vez(es)
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Giovane Biscazzi em 10/4/2013, 06:41

Mesmo aparentando muito cansaço devido a carga excessiva de trabalho desenvolvido no boxe de sua equipe nos últimos meses, Giovane Biscazzi ficou bastante emocionado ao tomar ciência da continuidade da parceria com a Parmalat. O manager italiano disse que a equipe possui um planejamento sólido para 1982 e que fará o possível para honrar com vitórias e quem sabe até com títulos a decisão favorável à parceria dada pela empresa alimentícia de seu país. O manager temia ficar sem patrocínio para a temporada, já que marcas de cigarro jamais utilizarão a carenagem da equipe de Verona novamente.
avatar
Giovane Biscazzi

Mensagens : 298
Data de inscrição : 14/01/2013
Idade : 38
Localização : Hortolândia/SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Considerações Finais - Parte III

Mensagem  Saimon em 10/4/2013, 20:04

LPR

Jean-Pierre Jarier
"Foi um dos anos mais decepcionantes da minha carreira. Quando cheguei no time, achei que estava entrando em uma equipe sólida, capaz de manter sua performance em alto nível e me permitir brigar por pontos e pódiums. Porém foi totalmente o contrário. Eu e Eddie fizemos o que pudemos para superar os erros de acerto cometidos pela equipe. A administração da LPR foi ineficiente e em muitos casos omissa. A equipe não poderia ter outro destino senão fechar as portas. Estou à procura de uma nova casa pois ainda quero seguir na F1."

Eddie Cheever
"Dei tudo de mim durante toda a temporada, mas na situação de descaso em que estava o time não seria possível conseguir nada. Gostava de trabalhar na equipe e sempre me dei bem com todos, uma pena que a administração não fez jus ao time que tinha. Confesso estar triste pelo fim da LPR, mas ao mesmo tempo aliviado em poder ter a chance de procurar uma equipe mais competitiva para correr em 1982. Minha prioridade é seguir na F1, porém se não der certo tenho alguns contatos para negociar minha volta para os EUA."

Maurice Philippe
"A administração do time foi a principal culpada pelos maus resultados deste ano. É difícil trabalhar quando existem forças remando contra. Trabalhei muito na construção do novo chassi, mas sabia que o time não iria muito longe do jeito que estava. Espero poder encontrar um novo emprego em breve."

John Judd
"Trabalhei duro no acerto dos motores, porém não foi possível obter bons resultados com tantos problemas nos acertos do chassi. Agradeço à LPR pela oportunidade e espero que McMilan encontrei o sucesso fora da F1. Já estou à procura de um novo time para trabalhar no ano que vem."

Essex
"Estamos passando por uma crise e, somado aos maus resultados da LPR e o fato de a equipe ter acumulado algumas não-qualificações, anunciamos que não iremos continuar a parceria. Sentimos pelos funcionários do time que perderem seus empregos, mas precisamos priorizar os nossos próprios funcionários e o patrocínio que pagamos para a LPR não estava dando o retorno esperado."

Bleutter

René Arnoux
"Foi o pior ano da história da equipe, que desce cada vez mais para o fundo do poço. Já anunciei antes que não irei permanecer no time e espero poder negociar com várias equipes para decidir para onde vou. Só tenho certeza de que na Bleutter não estarei no próximo ano."

Patrick Tambay
"Após mais uma temporada decepcionante na Bleutter e na F1, já acertei minha transferência para os EUA. As pessoas me questionam porque na F1 não tive o mesmo sucesso que consegui na F2 e a resposta que tenho é porque nunca tive um carro decente para provar meu talento. É por isso que desisti de correr aqui e vou tentar a sorte na América."

Robert Choulet
"Todos perguntam por que a Bleutter não consegue mais repetir o bom desempenho dos anos setenta. Acredito que o primeiro grande baque foi a saída da Matra ao final de 1978. Sem a força dos V12 que a equipe tinha naquela época, os constantes erros nos acertos apareceram e mostraram a realidade da equipe. Com motores iguais aos das outras equipes, a Bleutter foi decaindo cada vez mais. A Matra voltou, mas com dois anos de defasagem no desenvolvimento em relação aos demais fabricantes, não conseguiu fornecer um motor à altura do anterior. Tínhamos dois bons pilotos, porém não havia santo que fizesse a equipe andar. Após a frustração deste ano, resolvi abandonar a F1 e arrumar um emprego mais tranqüilo na França."

Talbot
"Não temos muito a comentar sobre a temporada da equipe, que foi abaixo das expectativas. Queremos continuar na F1 e iremos oferecer um contrato básico para renovação da parceria, já que a equipe cumpriu todas as exigências (que foram bastante amenas, diga-se de passagem). Porém, desta vez seremos mais exigentes e, com a debandada dos pilotos, não temos certeza se a equipe conseguirá cumprí-las."

Terrible Emerson

Derek Warwick
"Foi um ano de aprendizagem, mas acredito que fiz um bom papel na equipe, principalmente nas qualificações. Só não consegui estar no grid quando a equipe errou no acerto do carro. Espero que o time retome o desenvolvimento do carro para podermos ser mais competitivos no próximo ano."

Neil Oatley
"Acredito que conseguimos chegar em um bom nível com o chassi, mas a falta de experiência de Derek nos tirou alguns possíveis top-10. Aguardo o plano de desenvolvimento do carro para podermos melhorar nosso desempenho no ano que vem."

Unipart
"A equipe demonstrou um potencial interessante nas qualificações e conseguiu chegar no top-10 na Itália, superando equipes que já tinham alguma experiência, como Hallan e Byron. Iremos oferecer uma proposta básica de renovação e queremos acreditar que a equipe irá melhorar na próxima temporada."

Hallan

Bruno Giacomelli
"Foi um ano difícil para mim e para a equipe, onde vários problemas nos impediram de obter melhores posições, em especial o chassi defasado. Fico triste pelo fim da equipe, pois foi quem me deu a oportunidade de continuar na F1 após a saída da Tyrant. Desejo boa sorte ao Charles Hallan em sua nova equipe e espero poder encontrar meu lugar para 1982."

Tony Southgate
"Fiz o que pude para melhorar o desempenho do chassi, porém não tinha como tirar mais performance de um carro que já estava ultrapassado. Gostava do ambiente do time e é uma pena que a equipe esteja chegando ao fim. Desejo sucesso ao Charles Hallan em sua nova casa, enquanto estou à procura da minha."

Ragno
"Chegou o fim do ano e a equipe não começou a desenvolver o novo chassi. Ou seja, a Hallan passou o ano em branco, sem conseguir melhorar os resultados e sem pensar na próxima temporada. Não víamos motivos para continuar a parceria e, mesmo que Charles Hallan não decidisse fechar as portas, a equipe estaria perto do fim."

Byron

Marc Surer
"A temporada foi mais difícil que a anterior, pois o carro ficou muito defasado em relação aos concorrentes, incluindo as equipes novatas. Sei que Sean Byron estava pensando já no próximo ano, porém não dá pra passar a vida toda pensando no futuro e esquecendo o presente. Soube de boatos sobre a ida de Sean para a Renault, mas espero que ele fique e a equipe continue, pois quero pilotar logo o novo chassi."

Michel Tétu
"Sofremos com o carro defasado e não havia como conseguir algo melhor neste ano. Porém, o ano novo chassi traz esperança renovada ao time. Espero continuar aqui no ano que vem para trabalhar nos acertos."

Villiger
"Foi uma temporada decepcionante. Sabemos que a equipe estava trabalhando já pensando em 1982, porém nosso contrato refere-se a 1981 e a equipe sabia que uma das exigências era pontuar. Não vimos os pontos nem de longe e nossa parceria esfriou. Mudamos algumas prioridades dentro de nossa empresa e resolvemos sair da F1. Desejamos sorte à equipe Byron e temos certeza de que encontrarão outro parceiro em breve."

Rocca

Mauro Baldi
"Lutei com todas as minhas forças dentro deste carro para conseguir as qualificações, mas não faço milagre. Sem engenheiro não dá para sobreviver na F1."

Kelémata
"É claro que o desempenho da equipe passou longe do desejável. Mauro Baldi foi um herói conseguindo classificar o carro para algumas corridas. O retorno do patrocínio é a exposição da marca, e o carro da Rocca apareceu pouco. A equipe embolsou muito dinheiro e não investiu para tentar melhorar o desempenho, nem sequer contratou um engenheiro. Aviso não faltou. Para nós, Rodrigo Rocca é um mercenário. Queremos continuar na F1, mas vamos procurar outro parceiro."

Highwind

Chico Serra
"A equipe até investiu em algumas melhorias para o carro, mas os erros nos acertos nos tiraram de várias corridas. Além disso, não houve ainda planejamento para o ano que vem. A equipe me parece jogada às traças e se não acordar vai acabar fora das pistas."

Peter Wright
"Nosso chassi não era ruim, mas nosso piloto não correspondeu às espectativas e os erros nos acertos mataram nosso desempenho. Espero que a administração do time melhore e e possamos finalmente entrar nos eixos. Espero também que o planejamento para o ano que vem apareça logo."

Brasilinvest
"Não sabemos exatamente qual o problema da equipe, mas os números estão muito claros: a Highwind terminou a temporada em último, tendo um décimo quarto lugar como melhor resultado. Por isso, é evidente que muita coisa está errada. Queremos apoiar um piloto brasileiro em uma estrutura decente. Anunciamos desde já que iremos procurar outro parceiro na próxima temporada."
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Matheus Berçot em 10/4/2013, 20:14

A Byron Motorsports comunica que deseja o melhor para a Villiger onde quer que ela decida estar no futuro, e agradece pelos dois anos de parceria e confiança.

[OFF] O Surer tem completa razão, hahah, só que eu fiquei sem ter como melhorar o chassis, foi um erro bem infantil meu mesmo de sair contratando geral em 1980 para fazer upgrade e esquecido do futuro, mas é com os erros que aprendemos né, não farei isso novamente.
avatar
Matheus Berçot

Mensagens : 153
Data de inscrição : 08/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Considerações Finais - Parte IV

Mensagem  Saimon em 10/4/2013, 20:58

Outros

Slim Borgudd
"Estou revesando entre as corridas de endurance, algumas corridas de F1 e a turnê do Abba, mas sigo motivado a conseguir um lugar fixo na F1. Provei ser um piloto constante e espero receber propostas na próxima temporada para ser piloto titular."

Piercarlo Ghinzani
"Pilotei nas 24 Horas de Le Mans neste ano e em outras corridas de endurance, mas meu objetivo é voltar para a F1. Espero poder negociar com algumas equipes em breve."

Derek Daly
"Fiz mais uma boa temporada na F2 e quero provar que meu fraco desempenho em minha única corrida de F1 foi puro azar. Não tenho mais o patrocínio da Guinness, mas espero achar um lugar na F1 com meu talento."

Eliseo Salazar
"Após duas boas temporadas na F2, acredito que ganhei maturidade suficiente para estrear na F1. Aguardo ansiosamente o período de negociações para buscar minha vaga. Tenho confiança no meu talento e mereço estar na categoria máxima. Além disso, trago patrocinadores comigo."

Hector Rebaque
"Após alguns anos tentando achar meu lugar na Europa, vi que as coisas são realmente difíceis e resolvi voltar para a América. Negociei minha vaga em uma equipe da CART e correrei lá em 1982."

Teo Fabi
"Tive um ótimo ano na F2, conquistando o título, e espero que isso se transforme em uma vaga na F1. Tenho talento para isso e acredito que posso pilotar em alto nível. Aguardo ansiosamente as propostas."

Roberto Moreno
"Consegui o vicecampeonato logo em meu ano de estréia na F2 e acredito que provei meu valor. Procuro uma vaga na F1, pois tenho talento para estar lá."

Roberto Guerrero
"Fiz um ótimo campeonato na F2 e trago patrocinadores comigo. Acredito que tenho boas chances de estar na F1 em 1982."

Johnny Cecotto
"O ano foi realmente bom para o automobilismo sulamericano, que colocou mais quatro pilotos no grupo dos 'superlicenciados'. Sou um destes novos talentos e espero em breve poder negociar uma vaga na F1, com apoio de meu patrocinador."

Raul Boesel
"Consegui bons resultados na F2, que me renderam a SuperLicença. Com apoio de patrocinadores, espero chegar à F1, onde sempre sonhei estar."

Benetton
"Nossa marca vem crescendo cada vez mais e a F1 possui um grande potencial de divulgação. Porém buscamos uma parceria com uma equipe já estabelecida, pois pretendemos investir bastante. Queremos também um piloto italiano. Se houver alguma equipe com o perfil desejado, faremos uma proposta."

Caribú
"Queremos entrar na F1 para apoiar Roberto Guerrero e levar a Colômbia para a categoria máxima do automobilismo. Esperamos acertar um bom acordo de parceria com alguma equipe e ter muito sucesso nas corridas."

Cougar
"Somos uma das empresas do grupo Toleman e queremos entrar na F1 apoiando uma equipe britânica. Temos algumas equipes na mira e negociaremos em breve."

Imperial Tobacco
"Estamos de olho na F1, para onde queremos voltar muito em breve. Pretendemos investir muito dinheiro, porém temos algumas exigências. Se percebermos que há alguma equipe que se encaixe em nosso perfil, faremos uma proposta."

Rizla
"Investimos na F1 como patrocinador secundário em 1981, porém no ano que vem pretendemos nos tornar patrocinador principal. Procuramos uma equipe com potencial de crescimento."

Segafredo
"A F1 tem o perfil de divulgação da nossa marca que procuramos e pretendemos negociar nossa entrada neste esporte em breve. Apoiamos o piloto Johnny Cecotto e queremos vê-lo na categoria."
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Daniel King em 10/4/2013, 21:20

A Tyrant deseja sorte para seus ex-pilotos René Arnoux, Jean-Pierre Jarier, Hector Rebaque e Bruno Giacomelli em suas novas empreitadas. Mesmo não fazendo mais parte do staff da equipe, eles são da família Tyrant e serão sempre queridos por nós, onde quer que estejam.
avatar
Daniel King

Mensagens : 338
Data de inscrição : 19/12/2012
Idade : 97
Localização : Glasgow, Escócia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Rodrigo Rocca em 10/4/2013, 23:17

Saimon escreveu:
Rocca

Mauro Baldi
"Lutei com todas as minhas forças dentro deste carro para conseguir as qualificações, mas não faço milagre. Sem engenheiro não dá para sobreviver na F1."

Kelémata
"É claro que o desempenho da equipe passou longe do desejável. Mauro Baldi foi um herói conseguindo classificar o carro para algumas corridas. O retorno do patrocínio é a exposição da marca, e o carro da Rocca apareceu pouco. A equipe embolsou muito dinheiro e não investiu para tentar melhorar o desempenho, nem sequer contratou um engenheiro. Aviso não faltou. Para nós, Rodrigo Rocca é um mercenário. Queremos continuar na F1, mas vamos procurar outro parceiro."


Nós da Scuderia Rocca agradecemos imensamente o apoio da Kelémata, fundamental em nosso ano de estréia. Gostaríamos de estender a parceria por mais uma temporada, mas entendemos a posição. Apenas explico a postura classificada equivocadamente como a de mercenário; como a mais inexperiente do grid (equipe, chefe de equipe e piloto), optamos por não realizar investimentos vultuosos e realizar uma temporada de estreia visando colher bons resultados em 1982. Para essa temporada cumprimos nosso objetivo de não ser a última colocada do mundial de construtores e para 1982 temos como grande objetivo superar algumas equipes estabelecidas no grid, superando pelo menos cinco equipes e conseguindo nossos primeiros top-10, além de largar regularmente. Dentro dessa estratégia, já estamos avaliando os engenheiros disponíveis no mercado.

Nosso grande trunfo em 81 foi realmente o Mauro Baldi. Sempre apreciei sua condução desde as categorias menores, mas posso dizer que não sabia o quanto ele era bom! Suas performances em qualificação foram soberbas, evitando por quase toda a temporada que uma equipe estreante, ainda aprendendo os setups do carro e sem engenheiro conseguisse evitar a última posição do grid. Largar por seis vezes foi fantástico e em pelo menos duas qualificações, Monza e Silverstone, ele demonstrou estar no nível dos grandes. Acreditamos que o ano sem a pressão por resultados o fez adquirir boa experiência e, no que depender exclusivamente de mim, ele é o favorito a guiar nosso carro em 82.

Com Baldi, um bom engenheiro e o RR-181B, esperamos estar constantemente no top-20 do grid em 1982 e podemos sonhar com um ponto, quem sabe... Nosso trabalho é a longo prazo e em 1983 esperamos estar consolidados, experientes e andando entre os grandes.
avatar
Rodrigo Rocca

Mensagens : 312
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 66
Localização : Catania, Itália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

FIA divulga calendário da Formula 1 para 1982

Mensagem  Saimon em 11/4/2013, 18:51

Temporada terá dezesseis etapas e várias novidades
The Times

O calendário da F1 terá muitas novidades em 1982. O rodízio de circuitos na Grã-Bretanha e França continua, com a volta de Brands Hatch e Paul Ricard, porém Dijon-Prenois segue no calendário, com o nome de GP da Suíça. A medida foi tomada para substituir Jarama, que não renovou o contrato para sediar o GP da Espanha. A corrida em Dijon acontecerá apenas em setembro, já que o GP da Holanda teve a data alterada para junho.
A principal novidade será a volta do GP do Leste dos EUA, agora sendo disputado no novo circuito de rua de Detroit. A corrida será realizada no meio do ano, logo após o GP do Canadá, que mudou de data, proporcionando uma viagem da F1 à América no meio da temporada. Com a entrada de Detroit, a F1 terá em 1982 três provas nos EUA.
Pouco antes da divulgação do calendário, foi anunciado o cancelamento do GP da Argentina, que seria disputado no início de março. Foram feitas pela FIA algumas exigências de melhorias no circuito situado na capital argentina, porém os proprietáros do autódromo anunciaram a poucos dias que não poderiam atender. Com isso, a prova foi cancelada, deixando o campeonato com dezesseis etapas.

início do mês 2 - GP da África do Sul, Kyalami
metade do mês 3 - GP do Brasil, Jacarepaguá
final do mês 3 - GP do Oeste dos EUA, Long Beach
metade do mês 4 - GP de San Marino, Ímola
final do mês 4 - GP da Bélgica, Zolder
metade do mês 5 - GP de Mônaco, Monte Carlo
final do mês 5 - GP do Leste dos EUA, Detroit
início do mês 6 - GP do Canadá, Montreal
final do mês 6 - GP da Holanda, Zandvoort
metade do mês 7 - GP da Grã-Bretanha, Brands Hatch
final do mês 7 - GP da França, Paul Ricard
metade do mês 8 - GP da Alemanha, Hockenheim
final do mês 8 - GP da Áustria, Österreichring
metade do mês 9 - GP da Suíça, Dijon-Prenois
final do mês 9 - GP da Itália, Monza
metade do mês 10 - GP de Las Vegas, Caesars Palace


Última edição por Saimon em 11/4/2013, 18:56, editado 1 vez(es)
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

FIA anuncia também o calendário da F2

Mensagem  Saimon em 11/4/2013, 18:51

A temporada terá novamente doze provas, sem grandes novidades
The Times

O calendário da Formula 2 para 1982 terá poucas alterações em relação a este ano. Seguem os mesmos circuitos, apenas com algumas alterações de data. A temporada se encerrará em Misano, no final de outubro.

início do mês 3 - Troféu BRDC, Silverstone
início do mês 4 - Troféu Alemanha, Hockenheim
início do mês 5 - BARC 200, Thruxton
metade do mês 5 - Corrida Internacional da ADAC, Nürburgring
metade do mês 6 - GP de Mugello, Mugello
início do mês 7 - GP de Roma, Vallelunga
início do mês 8 - GP de Pau, Pau
metade do mês 8 - GP da Bélgica de F2, Spa-Francorchamps
início do mês 9 - Donington 50000, Donington Park
metade do mês 9 - Troféu Mantorp Park, Mantorp Park
início do mês 10 - GP do Mediterrâneo, Enna-Pergusa
final do mês 10 - GP do Adriático, Misano
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sean Byron é o novo manager na Renault

Mensagem  Saimon em 15/4/2013, 20:39

Atual dono da equipe Byron aceita desafio da Renault e assume comando; Byron é extinta
Le Monde

Após um curto período a procura de um manager, após a demissão de Mattison Salles, a Renault já acertou a contratação do novo comandante do time. O britânico Sean Byron, fundador da equipe Byron, assumiu a equipe francesa nesta manhã e tem a missão de conduzir o time da montadora de volta ao caminho das vitórias.
A Renault comunicou em carta à imprensa que está satisfeita com a contratação e tem grandes espectativas para a próxima temporada. Os objetivos para 1982 serão passados ao novo manager em breve, que terá um árduo trabalho para reerguer a equipe.
Após o anúncio, veio na seqüência a notícia de que Sean Byron estaria fechando as portas da equipe que leva o seu nome para dedicar totalmente o seu tempo ao comando da Renault.


Última edição por Saimon em 21/4/2013, 13:23, editado 1 vez(es)
avatar
Saimon
Admin

Mensagens : 2399
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 32
Localização : Jaraguá do Sul

Ver perfil do usuário http://gpmanager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Rodrigo Rocca em 15/4/2013, 21:47

A Scuderia Rocca deseja ótima sorte a Sean Byron, ao mesmo tempo em que lamenta a saída da equipe Byron.
avatar
Rodrigo Rocca

Mensagens : 312
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 66
Localização : Catania, Itália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Juliano Maia em 16/4/2013, 15:00

Chefe da equipe Nürburg deu uma declaração falando um pouco sobre a temporada 81 e o futuro da equipe, confira:

"Não tivemos uma temporada como queríamos, mas felizmente conseguimos pelo menos um pontinho que foi de muita importância para a equipe, nos deixando a frente até de equipes mais tradicionais como Bleutter e LPR. Estavámos planejando em 82 uma temporada conservadora, para voltarmos com tudo em 83, mas com bonitas palavras do patrocinador, ficamos motivados a investir logo na temporada de 82. Mas esse investimento dependerá somente do patrocinador e da quantidade que receberemos mensalmente, já ficamos no vermelho esta temporada e não queremos passar por isso novamente. A Nürburg ainda tem muitas chances de crescer, mas não queremos fazer nada desesperador sem ter certeza de que continuaremos tendo saldo até o fim da temporada."

Juliano Maia

Mensagens : 29
Data de inscrição : 13/01/2013
Idade : 23
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1981 - Sala de Imprensa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum